Espalhe!
  • Bate Papo 0

    3 jogos do Lakers que você não pode perder na próxima temporada da NBA

    O próximo foco para o Lakers é o Draft 2020 da NBA. Este draft é diferente de qualquer outro draft na história da liga, já que será feito virtualmente e acontecerá em novembro.

    Já faz um bom tempo desde que não vemos os jogadores universitários em ação e pode haver mais volatilidade na turma deste ano do que em qualquer outro ano recente.

    Certamente há menos clima pela primeira escolha. Draft recentes incluiram prospectos de nomes como Zion Williamson e Luka Doncic. Este ano, o nome mais familiar é LaMelo Ball.

    Por esse motivo, poucos torcedores do Lakers podem estar ansiosos pelo Draft da NBA de 2020 e não dá pra te culpar se você não estiver. Depois de passar a maior parte da década na loteria, este ano parece que a necessidade não é tão grande como antes.

    No entanto, há razões legítimas para o Lakers negociar na loteria este ano.

    Vamos listar abaixo, duas negociações que o Lakers poderia fazer, para ter uma melhor escolha no Draft que está chegando:

    Porque Jrue Holiday é um armador perfeito para o Lakers

    1. Negociar a escolha 14 com o Boston Celtics

    Lakers recebe: 14ª escolha e Vincent Poirier

    Celtics recebe: Kyle Kuzma e 28ª escolha

    O Boston Celtics tem a última escolha da loteria este ano, pois detém os direitos da seleção da primeira rodada do Memphis Grizzlies. O gerente geral de Boston, Danny Ainge, é muito experiente com suas escolhas no draft e não fique chocado em vê-lo transformar essa escolha em um talento.

    O Celtics poderia usar um jogador que pode carregar a bola vindo do banco como Kyle Kuzma, especialmente se a equipe acabar se separando de Gordon Hayward, o que parece ser uma possibilidade real.

    Kuzma iria essencialmente substituir Hayward na rotação e seria uma opção mais barata para o Celtics buscar pastos mais verdes sem perder muito nessa função.

    Em troca, o Celtics teria que trocar Vincent Poirier para fazer este negócio funcionar financeiramente. Poirier é uma peça de rotação de backend que o Celtics não pensaria duas vezes em perder.

    Em vez de escolher um projeto potencial com a 14ª escolha, o Celtics pega um jogador já desenvolvido enquanto permanece na primeira rodada. Enquanto isso, o Lakers deixa Kuzma e troca um ano garantido dele (ele é um agente livre restrito após a temporada) para trazer alguém de quem eles podem gostar com a 14ª escolha.

    NBA: Warriors teria proposta pronta para Giannis Antetokounmpo

    2. Uma troca de três equipes com o New Orleans Pelicans e o Chicago Bulls

    Há muito o que dividir nesse negócio, mas todas as três partes se beneficiariam

    Lakers recebe: 13ª escolha

    Pelicans recebe: Thaddeus Young, Quinn Cook e a 4ª e 28ª escolha

    Bulls Recebe: Lonzo Ball e Kyle Kuzma

    Lonzo Ball e Kyle Kuzma iriam se reunir no Bulls como parte desta troca de três times. Vamos começar por aí.

    Os Bulls deveriam estar absolutamente interessados em fazer uma troca como esta. Chicago basicamente trocaria uma escolha alta do draft por um ex segunda escolha geral do draft mais um talento garimpado de segunda rodada. Ambos são jovens e podem ficar por vários anos em Chicago que traçaria um plano para um rebuild na franquia.

    A equipe deve buscar jovens talentos, mas precisa de jovens talentos já consolidados na liga. Isso é o que Ball e Kuzma fornecem, e obter ambos em troca d quarta escolha geral seria uma troca justa, especialmente nesta classe de draft. O Bulls também consegue liberar algum cap trocando Thaddeus Young.

    Como LeBron James pode ser considerado melhor que Michael Jordan

    O Pelicans ou o Lakers também podem lançar algumas escolhas futuras na segunda rodada, apenas para adoçar o negócio.

    Para New Orleans, eles passam da 13ª escolha geral para a quarta escolha geral largando de mão o armador Lonzo Ball. No momento, os rumores de troca estão se inclinando mais para a equipe negociar Jrue Holiday, mas não descarte a equipe trocar Ball caso queiram alguem no topo desse draft.

    Ball sozinho não é suficiente para uma troca pela quarta escolha geral, é aí que entra o Lakers adicionando Kuzma ao negócio e, em troca, o Lakers obtêm a 13ª escolha no draft. New Orleans também fica com a 28ª escolha no primeiro turno.

    Alguns torcedores podem ser contra a ideia de trocar Kuzma por uma escolha de draft, mas ele é facilmente substituível por nomes como Markieff Morris e até Danilo Gallinari, então o time deve ser agressivo se gostar de alguém na loteria.

    Lendário treinador universitário pensou em treinar o Lakers

    Fala aí!