Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    07 de Junho de 2021 por Renato Campos

    nba_2_negociacoes_realistas_que_o_lakers_pode_fazer_por_damian_lillard

    Assim que o Lakers acabou sendo eliminado prematuramente dos playoffs da NBA deste ano, os rumores de movimentações e estratégias futuras do time começaram a ser revelados. Um dos nomes mais envolvidos com o time durante a semana, foi o do jogador do Blazers Damian Lillard.

    Por mais que seja uma jogada bastante complicada, não dá simplesmente para descartar o frisson sobre o Lakers e o jogador causado pelos fatos que aconteceram desde então.

    Lillard fez alguns comentários após a eliminação do seu time para o Nuggets, que levantaram a hipótese de que o leal jogador poderia estar cansado de tentar algo em Portland e poderia buscar novos rumos.

    “Não ganhamos um campeonato, então, obviamente, onde estamos agora não é bom o suficiente. Não que mudanças serão feitas ou poderiam ser feitas, mas obviamente, como está, não está bom o suficiente. Perdemos para uma equipe sem seu armador titular e seu segundo armador, Jamal Murray e Will Barton. Obviamente, onde estamos não é o suficiente para ganhar um campeonato."

    Logo após a eliminação, o Blazers demitiu o técnico Terry Stotts, o que fez Lillard sugerir publicamente o atual assistente do Lakers Jason Kidd, como o novo técnico do time. Kidd logo depois, através da imprensa, agradeceu, mas disse não ter interesse.

    Para reforçar o cenário de que Lillard está insatisfeito em Portland, o jogador postou uma mensagem em seu Instagram logo após o jogo de eliminação.

    “Quanto tempo devo permanecer dedicado? Quanto tempo até a oportunidade encontrar a preparação ”

    É difícil imaginar quanto Lillard custaria com uma negociação para que o Blazers o dispensasse. Para isso, sem dúvida alguma o time de Portland precisa receber um bom combinado de jogadores. Lillard é a identidade da franquia Trail Blazers, que sempre é candidata aos playoffs, desde que ele esteja no elenco. Lillard não sairia barato para nenhum time, tendo em vista que ele é hoje um dos melhores armadores da liga.

    Por outro lado, o Lakers vai fazer de tudo para melhorar ainda mais a equipe em torno de LeBron e Davis depois dessa temporada. Vamos dar uma olhada em dois cenários futuros sugeridos pelo site Clutch Sports, que o Lakers poderia tentar convencer o Blazers a fazer um negócio, partindo da ideia de que o jogador queira realmente deixar o time.

    2- Dennis Schroder, Montrezl Harrell, Kyle Kuzma e 2 escolhas de primeira rodada

    Dennis Schroder hoje é a questão mais importante que o Lakers deve precisar lidar durante a offseason. Ele é um agente livre, e quer ganhar muito dinheiro apesar de ter afirmado novamente que quer voltar ao time. Conseguir uma forma de criar uma pacote com o nosso atual armador, Montrezl Harrell e Kyle Kuzma, dá a chance de pelo menos começar as conversas com o time de Portland. Schroder é um armador capaz e sólido na defesa, Harrell é um jogador de garrafão incansável e Kuzma teria espaço suficiente para evoluir em Portland.

    As duas escolhas de primeira rodada de draft adoçam o negócio, dando a Portland algum capital para possíveis futuras negociações. Neste cenário, o Blazers recebe um bom armador para substituir Lillard, um jogador de garrafão de muita energia e presença e um ala para ajudar no perímetro. Mesmo sem Lillard, o Blazers ainda seria um time competitivo no Oeste, ainda mais com um novo treinador.

    1- Andre Drummond, Kentavious Caldwell-Pope e 3 escolhas do primeira rodada

    Drummond está em uma posição semelhante a de Schroder, se tratando de questões comerciais, já que o jogador precisa assinar um novo contrato. No entanto, um pacote junto a Kentavious Caldwell-Pope e três escolhas de primeira rodada, pode ser um negócio que no final das contas pode convencer a diretoria do Blazers a conversar.

    Vale ressaltar, que por mais que o valor de Lillard seja incalculável, lembre-se que tais cenários tem a seu favor a premissa de que o armador realmente queira deixar o Blazers.

    Drummond teve uma vida difícil este ano, mas assim que chegou ao Lakers, ele provou ser um pivô sólido mais uma vez. Sua dedicação no garrafão seria muito bem-vinda em Portland. Caldwell-Pope é um atirador de três pontos sólido que se encaixa bem no ataque do Trail Blazers, e as três escolhas de primeira rodada dão a Portland as peças para uma reconstrução.

    O Blazers tende a gostar de ter dois pivôs sólidos em sua rotação, como vimos o elenco do time com Enes Kanter e Hassan Whiteside nos últimos três anos. Adicionar Drummond à mistura, junto a Kanter dá ao Trail Blazers um pivô de calibre titular o tempo todo. Além disso, seus arremessos de três pontos não desapareceriam, já que a equipe ainda teria atiradores mortais para espaçar a quadra.

    Uma troca por Lillard nunca será algo fácil para qualquer equipe da NBA. A intenção do jogador em deixar o time ainda é apenas uma grande suposição pelos últimos acontecimentos na franquia, mas sem dúvida alguma deixaria o Blazers sem muito poder de escolha. Se Lillard forçar uma troca, qualquer time adversário sai na frente em relação a uma negociação.

    Ainda que seja cedo, agosto chega em menos de 60 dias, é essa offseason vai pegar fogo.

    Relembre: LeBron tentou convencer Lillard a jogar com ele

    Não é sesgredo que LeBron James tentou recrutar jogadores para se juntar a ele no Lakers, assim como fez nos seus tempos de Cavs e Heat. LeBron teve sucesso em convencer a Anthony Davis a vir para Los Angeles e acabaram sendo campeões.

    Agora, de acordo com Jake Fischer do Bleacher Report, LeBron estaria de olho em outra estrela, mas essa recusou repetidamente as proposta de King James.

    Estamos falando de Damian Lillard.

    Em um artigo recente, Fischer detalhou a lealdade de Lillard ao Blazers e a tentativa da franquia de cercar o armador de talento.

    “Segundo todos os relatos, a peça central do Blazers é talvez a mais leal das estrelas da NBA, aclamada na liga como uma raça rara de criador de cultura”, detalhou Fischer. “Ele rejeitou as tentativas de recrutamento de rivais - e houve muitas. Nesta liga, LeBron James convocou Lillard para três times All-Star consecutivos não é coincidência. ”

    LeBron disse a Dame: 'Junte-se a mim em L.A.'

    O artigo de Fischer veio dias depois que o ex-gerente geral da NBA, Ryan McDonough, detalhou o argumento de recrutamento de James para Lillard durante o Audacy NBA Show. McDonough acredita que James tentou atrair Lillard para Los Angeles logo depois que ele se juntou ao Lakers em 2018.

    “LeBron James já recrutou armadores superstar antes, que estavam sob contrato com outra equipe”, explicou McDonough, por Audacy. “Mencionamos Steph Curry, mas LeBron recrutou Damian Lillard alguns anos atrás, discretamente, nos bastidores - foi em 2018, logo após LeBron assinar com o Lakers. Damian Lillard é um dos melhores jogadores de toda a liga, um candidato a MVP, é muito leal a Portland e ao Trail Blazers. Mas LeBron o recrutou, minhas fontes me disseram que LeBron entrou em contato com Lillard e disse: ‘Ei, junte-se a mim em LA e venha jogar para o Lakers’ e Lillard obviamente recusou.”

    Lillard comenta sobre jogar em uma super equipe

    Nada disso deve ser uma surpresa, já que James elogiou muito Lillard ao longo de sua carreira. Durante um episódio recente de "Million $ Worth of Game", Lillard explicou por que está relutante em entrar para uma "super equipe".

    “É forçar os caras a pensar assim, eu vou jogar com esse cara ou se eu ficar com esse", observou Lillard, via NBC Sports Northwest. "Mas para mim, tipo, se é isso que eles querem fazer, eu não tenho nenhum problema, seja o que for. Mas para mim, pessoalmente, isso não é algo que eu posso fazer. Prefiro ir lá e colocar meu melhor e perder antes de fazer isso, porque sei que posso ganhar. ”

    James não foi tão reservado com o recrutamento de Lillard durante uma entrevista de 2018 com Chris Haynes do Yahoo Sports. Ele ainda estava com o Cavs na época, mas provavelmente compartilha o mesmo sentimento agora. James foi questionado se Lillard foi "subestimado" e a agora estrela do Lakers deu uma resposta épica.

    “Coloque Damian Lillard no meu time. Vou mostrar como ele será grato ”, disse James a Haynes em 2018.

    Fala aí!