Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    ex-jogador_do_lakers_vai_tentar_voltar_a_nba_pela_summer_league

    De acordo com Shams Charania do The Athletic, o ex-Laker Michael Beasley vai jogar pelo Portland Trail Blazers durante a Las Vegas Summer League em agosto.

    O Beasley de 32 anos é um veterano de 11 anos que jogou com o Heat, Timberwolves, Bucks, Suns, Rockets, Knicks, além do Lakers ao longo de sua carreira.

    Conhecido como um dos jogadores mais talentosos a entrar na NBA devido à sua capacidade de pontuação, Beasley não tinha a consistência que as equipes da NBA cobiçavam de uma estrela tão bem draftada e aclamada. Indisciplinado defensivamente, e com uma série de incidentes fora das quadras, a última temporada de Beasley na NBA foi durante a campanha de 2018-19.

    Brevemente com contrato pelo Brooklyn Nets como jogador substituto de Spencer Dinwiddie durante a temporada 2020-21, o contrato de Beasley foi cancelado depois que ele testou positivo para COVID-19.

    Com uma série de jogadores do Blazers prontos para atingir a agência livre na offseason, dar uma olhada em Beasley - particularmente em um cenário da Summer League - é uma maneira fácil de avaliar o ajuste do potencial do jogador nos dias de hoje.

    Como a competição não será tão dura quanto a que enfrentaria na temporada regular, Beasley pode brilhar na Summer League deste ano.

    Andre Drummond fala sobre seu futuro com o Lakers e LeBron James

    Andre Drummond foi uma adição de meio de temporada altamente elogiada no elenco do Lakers. Esperava-se que o jogador trouxesse ainda mais talento de alto nível em um elenco que já contava com LeBron James e Anthony Davis.

    No entanto, a passagem de Drummond no Lakers não saiu exatamente de acordo com o planejado. A produção do pivô na quadra foi decente, mas nada de espetacular e seu ajuste com Anthony Davis foi questionável na melhor das hipóteses.

    Mas parece que Andre está decidido a ficar em Los Angeles. Drummond foi entrevistado pelo perfil @Lakersalldayeveryday, onde ele falou abertamente sobre seu tempo com LeBron James e seu futuro com o time.

    “Jogar ao lado de LeBron James é completamente diferente. O sonho de toda criança é jogar com o melhor jogador do mundo. Este é um momento incrível na minha carreira em jogar com LeBron James em vez de contra ele. Espero que as coisas corram bem e vamos tentar fazer isso de novo.”

    Drummond e o Lakers têm muito que negociar se esperam chegar a um acordo que funcione para os dois lados. Mas parece que o pivô quer ficar na cidade para outra tentativa de título.

    Shaquille O'Neal critica LeBron James por reclamações contra a NBA

    Em meados de junho, LeBron James fez um longo discurso sobre lesões nesta temporada, alegando que a NBA deveria ter ouvido sua mensagem desde o início. Isso atraiu várias respostas ao redor da liga, com Shaquille O’Neal sendo o último a reagir à declaração do jogador do Lakers.

    Em uma entrevista com Jessica Golden da CNBC, O'Neal lembrou que os atletas ainda são generosamente pagos em um momento em que cidadãos comuns estão perdendo empregos.

    “Quando você está vivendo em um mundo onde 40 milhões de pessoas foram demitidas e eu estou ganhando $ 200 milhões, você não receberá nenhuma reclamação de mim. Eu jogaria 'back-2-backs' seguidos."

    A campanha da busca pelo bicampeonato de LeBron James e o Lakers foi severamente prejudicada por lesões, principamente em Anthony Davis.

    Em resposta às críticas de James, a liga foi rápida em apontar o número semelhante de lesões sofridas pelo All-Stars nesta temporada em comparação com 2019-20. Lesões fazem parte do jogo. As equipes não devem apenas serem determinadas na quadra, mas preparar os corpos desses jogadores para o desgaste de uma longa temporada é igualmente crítico.

    Na verdade, LeBron James deve saber melhor, pois ele investe em uma quantidade absurda de dinheiro todos os anos para manter seu corpo em ótima forma.

    Houve um clamor da parte dos jogadores para que a liga reduzisse o habitual calendário de 82 jogos da temporada regular. É uma situação com várias peças a serem ajustadas, bem como vários compromissos que precisam ser levados em consideração.

    No mínimo, a programação comprimida desta temporada pode servir como um exemplo quando a NBA tomar sua decisão.

    Fala aí!