Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    09 de Setembro de 2021 por Renato Campos

    nba_lakers_anuncia_oficialmente_a_chegada_de_deandre_jordan

    O Lakers acaba de anunciar no início da noite desta quinta feira, a contratação de DeAndre Jordan. O ex-All-Star de 33 anos teve média de 7.5 pontos, 7.5 rebotes e 1.1 tocos pelo Nets na última temporada, com a melhor marca de sua carreira de 76.3% em aproveitamento.

    Segundo Adrian Wojnarowski e Shams Charania, o Lakers acertou um contrato de um ano com o jogador no valor de US$ 2.6 milhões.

    Com a confirmação, basta agora aguardar o que vai acontecer com Marc Gasol, que pode ter como destino uma negociação com algum time da liga.

    Confira o elenco completo do Lakers após chegada de DeAndre Jordan

    Apesar da incerteza da permanência de Gasol, o time agora tem jogadores suficientes para a posição para a temporada que se aproxima.

    Quinteto inicial projetado

    PG: Westbrook

    SG: Ellington

    SF: James

    PF: Davis

    C: Howard

    Segunda Unidade

    PG: Nunn, Rondo

    SG: Monk, Ayayi, Reaves

    SF: Bazemore, Horton-Tucker

    PF: Anthony, Ariza

    C: Jordan, Gasol

    Obviamente, as únicas questões de escalação inicial são na posição de segundo armador e pivô em torno dos três grandes LeBron James, Anthony Davis e Russell Westbrook.

    Ellington deve ser o titular da armação. Ninguém no elenco atual arremessou melhor de três no ano passado do que Ellington, que acertou 42.2% de suas tentativas.

    O Lakers precisa de um atirador de elite capaz de acertar os tiros abertos que Westbrook, James e Davis criarão, e Ellington se encaixa nesse quesito. O veterano começou 31 de seus 46 jogos no ano passado com o Pistons e teve uma média de 9.6 pontos por jogo.

     

     

    Monk deve ser o melhor backup da equipe. O jogador de 23 anos atingiu o recorde de sua carreira de 40.1 por cento na faixa de três pontos no ano passado, contra 28.4 por cento no ano anterior. Ele também acertou 43.4 por cento de arremessos no geral pelo segundo ano consecutivo.

    O Lakers pode ir em várias direções diferentes em relação a seu pivô titular, mas a melhor rota pode ser colocar Howard como titular e Jordan como reserva imediato. Ainda não se sabe se Gasol vai permanecer no time, mas nessa altura do campeonato, vai ser difícil imaginar o espanhol tendo uma regularidade na rotação.

    Jordan pode não espaçar o chão ofensivamente, mas sempre se manteve eficiente e produtivo. Ele teve uma média de 7.5 pontos em um aproveitamento de 76.3 por cento, o melhor da sua carreira, e 7.5 rebotes em apenas 21.9 minutos por jogo com o Nets.

    O Lakers recorreu a JaVale McGee como titular e Dwight Howard como reserva durante a temporada do título de 2019-20, e eles podem voltar atrás com esse plano com Jordan substituindo McGee.

    Como Jordan, Howard foi muito eficiente com tempo limitado em 2020-21, terminando o ano com 7.0 pontos e 58.7 por cento de aproveitamento e 8.4 rebotes com o 76ers. Ele e Jordan podiam cada um jogar cerca de 20 minutos por jogo para se manterem ativos na rotação do time, finalizando alley-oops e colecionando rebotes todas as noites.

    Lesões reduziram as duas últimas temporadas de Gasol, e ele também testou positivo para COVID-19 em 2020-21. Isso naturalmente atrapalhou seu jogo em quadra, e ele teve uma média de apenas 5.0 pontos e 4.1 rebotes por jogo no ano passado.

     

     

    Gasol é claramente capaz de jogar melhor, mas ele também fará 37 anos em janeiro. Seus melhores dias estão claramente para trás, e ele pode ser melhor saindo do banco, se necessário.

    Em última análise, esta equipe do Lakers tem muita profundidade, graças ao seu carregamento de veteranos de qualidade. Eles podem não ter nenhuma superestrela fora seus três grandes, mas essa construção de elenco pode ser boa o suficiente para um segundo título da NBA em três anos.

    E mais...

    3 times que podem aceitar uma troca por Marc Gasol

    LeBron James leva italianos à loucura e vídeo mostra treino em iate

    Shaq cita realidade da NBA como base para Damian Lillard deixar o Blazers

    Fala aí!