Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    06 de Outubro de 2021 postado por Renato Campos

    nba_lakers_assina_com_frank_mason_iii

    O Lakers assinou com Frank Mason III para completar o elenco para o training camp, conforme relatado por Adrian Wojnarowski da ESPN.

    Mason, armador de 27 anos, preenche a última vaga disponível que o Lakers tinha para o camp. Chaundee Brown, Trevelin Queen, Mac McClung e Cam Oliver são os outros quatro jogadores que tem o mesmo tipo de contrato.


    Mason foi selecionado como a escolha de número 34 no draft da NBA de 2017 pelo Sacramento Kings e jogou pelo Milwaukee Bucks e pelo Orlando Magic. Mason recentemente representou o Philadelphia 76ers na Summer League.

    Ele tem médias de carreira de 6.7 pontos, 2.6 assistências e 2.0 rebotes em 39.6% de arremessos no geral e 30.1% de arremessos de 3 pontos.

    Lakers revela como pretende preencher última vaga no elenco para a temporada da NBA

    Com a pré-temporada oficialmente em andamento, o Lakers tem várias batalhas internas entre seus jogadores em busca de minutos na rotação.

    Jogadores como Malik Monk, Wayne Ellington, Kent Bazemore e outros estão competindo pela vaga de armador titular, ao lado de Russell Westbrook.

    Todos além de LeBron James, Russell Westbrook ou Anthony Davis estão disputando o máximo de minutos possível, estejam eles começando os jogos ou saindo do banco.

    Mas outra competição acontecendo é para a vaga de mão dupla final no elenco. Depois que o Lakers promoveu Austin Reaves ao 14º contrato garantido, uma nova vaga se abriu.

    O técnico Frank Vogel explicou quem o Lakers está almejando e se alguém que já está no elenco tem uma boa chance.

    “Sim, e potencialmente alguém que não está conosco agora”, disse Vogel. “Vamos ver como a pré-temporada se desenrola, ver quem está disponível, os dois caras que estão aqui ou ao redor da liga, caras que podem ser cortados, e vamos tomar uma decisão mais perto da noite de estreia.”

    Chaundee Brown, Mac McClung, Cam Oliver e Trevelin Queen são os quatro nomes em potencial atualmente no training camp, então é possível que um desses quatro consiga uma chance.

    Brown e McClung foram selecionados imediatamente após a conclusão do draft da NBA para 2021, mas será interessante ver quem a diretoria está de olho fora de seu grupo atual.

    3 grandes batalhas que os jogadores do Lakers irão enfrentar entre eles

    Se engana quem acha que a pré-temporada da NBA não vale nada.

    Depois da partida contra o Nets, o Lakers ainda tem cinco jogos pela frente para ajustar seus pontos e disputar mais uma temporada regular, com o objetivo maior de conquistar o 18º título da sua história.

    Embora realmente os jogos não contem na classificação, é na pré-temporada que novos jogadores do elenco buscam mostrar suas habilidades e garantir seus minutos na rotação do time ao longo do ano.

    Com isso, o site FanSided fez uma lista interessante de três grandes batalhas internas que podemos observar no elenco do Lakers, em busca de uma vaga na rotação. Vamos a elas!

    1. Dwight Howard contra DeAndre Jordan

    Howard e Jordan disputam cabeça a cabeça minutos preciosos na rotação do técnico Frank Vogel. Na primeira partida da pré-temporada, quem saiu na vantagem foi DeAndre Jordan, que começou a partida e conseguiu imprimir seu jogo enquanto esteve na quadra. Já Dwight, expulso por faltas, até que colaborou bem, mas acabou perdendo tempo.

    A estreia do time com Jordan como titular não garante nada. Frank Vogel disse que vai testar diversas formações e sabemos que Anthony Davis deve jogar de pivô por boa parte da temporada.

    Mais interessante nessa batalha, é ver quem Frank Vogel vai recorrer nos momentos chave da partida.

    2. Wayne Ellington contra Malik Monk

    Wayne Ellington era dado como titular antes da pré-temporada começar, por conta do seu aproveitamento na última temporada com as bolas de três pontos. Porém, com uma partida bastante sólida no domingo, Malik Monk veio pra dar dor de cabeça pro técnico Frank Vogel.

    Esses dois caras são muito semelhantes, pois oferecem um aproveitamento de três pontos interessante para o elenco do Lakers, embora também não sejam jogadores tradicionais 3-D. Tanto Ellington quanto Monk estão abaixo da média defensivamente, então você não pode deixar os dois juntos na quadra, especialmente nos grandes momentos.

    Monk saiu na frente, mas Ellington é mais comprovado ao longo de sua carreira e isso pode abrir a batalha a seu favor. Será interessante ver como o resto da pré-temporada se desenrola para esses dois.

    3. Talen Horton-Tucker contra Kent Bazemore

    Quando o Lakers estiver com força total, a equipe terá que decidir entre Kent Bazemore e Talen Horton-Tucker não apenas para potencialmente começar jogando, mas também para estar em quadra em momentos importantes.

    Como mencionado, há uma chance de nem THT e nem Bazemore acabem começando e a vaga acabe com o veterano Ellington ou potencialmente para o próprio Monk. Poderia muito bem haver um quinteto inicial com Russell Westbrook, Ellington / Monk, LeBron James, Anthony Davis e Jordan / Howard.

    No entanto, uma coisa em que podemos apostar é que um dos dois entre THT e Bazemore estarão em quadra em momentos importantes. É principalmente sobre isso que se trata esta batalha. O Lakers não pode se dar ao luxo de colocar muitos jogadores sem atributos defensivos em quadra, o que abre a porta para Ellington ou Monk serem substituídos por THT ou Bazemore.

    Quando a equipe finalmente colocar AD entre os cinco, irá essencialmente abrir duas vagas no elenco. Talvez então eles possam justificar a manutenção de Ellington na quadra ou até mesmo trazer Carmelo Anthony, mas uma coisa parece certa: Bazemore ou THT estarão lá.

    Bazemore é um arremessador de três pontos melhor, mas THT é mais jovem, mais atlético e deve ser o melhor defensor nesta temporada. THT também é uma presença sólida no aro, bem como um facilitador decente.

    Quem você acha que leva a melhor nestas três batalhas? Conta pra gente!

    Fala aí!