Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    02 de Dezembro de 2021 postado por Renato Campos

    nba_3_motivos_para_o_torcedor_do_lakers_nao_apertar_o_botao_do_panico

    Embora o Lakers não tenha tido um início como os torcedores esperavam, ainda não há motivo para pânico.

    O time vem encontrando seu equilíbrio, mesmo que lentamente, com um elenco completamente novo e que não ajudou o fato de LeBron James ter perdido 12 dos 23 jogos do time até o momento na temporada.

    O título do Lakers na bolha de Orlando parece extremamente distante, e com tantas novas caras no elenco, é preciso ter um pouco de paciência para que o melhor desse grupo seja mostrado em quadra.

    A diretoria buscou resolver a ausência de LeBron e Davis na temporada passada, com a recém contratação de Russell Westbrook, e embora isso possa ter prejudicado de certa forma a profundidade da equipe, o armador está começando a mostrar suas qualidades e entendendo a compartilhar a quadra com seus novos companheiros.

    Embora muitos acreditem que o Lakers não vai disputar o título no final da temporada, temos alguns motivos que podem fazer você refletir que ainda pode ser possível.

    1. O Lakers não jogou com força total

    Talvez esse seja o ponto mais falado daqueles que ainda tratam a temporada com paciência. Não vimos o Lakers jogar com força total nesta temporada, e ainda vai demorar um pouco.

    Kendrick Nunn e Trevor Aria ainda não fizeram sua estreia, e Talen Horton-Tucker, Wayne Ellignton e LeBron perderam tempo significativo até agora.

    O Lakers tem uma campanha de 4-7 nos jogos que LeBron ficou de fora do time, mas o time mostrou que podem vencer com ele, em uma campanha de 7-4 quando seu principal jogador está em quadra.

    Agora, com a expectativa de que LeBron vai perder ainda mais tempo depois de ser diagnosticado com COVID-19, o time do técnico Frank Vogel vai se ver mais uma vez desfalcado e ainda sem seu principal jogador.

    LeBron é uma peça importante no esquema do time, mas é difícil esquecer que Nunn e Ariza ainda podem trazer benefícios suficientes para melhorar o time do Lakers. Vogel recorreu a Avery Bradley como titular para substituir suas necessidade defensivas e de arremessos de três pontos, mas Bradley não é um pontuador tão bom quanto Nunn.

    Em duas temporadas com o Miami Heat, Nunn teve uma média de 15 pontos por jogo, com aproveitamento de 45.8 por cento nos seus arremessos, sendo 36.4 por cento de bolas de três pontos. Ele tem a habilidade de criar jogadas para os companheiros, mas sua melhor habilidade pode ser de forçar a ação no ataque.

    Quando Westbrook e James não estiverem em quadra, Nunn pode atuar como outro manipulador de bola principal para ajudar a executar o ataque do time. O Lakers certamente se beneficiaria disso e Nunn é um arremessador de três pontos melhor do que Westbrook é neste momento de sua carreira.

    Nunn e Ariza também vão melhorar a defesa do perímetro do Lakers, o que ajudará a evitar que os arremessadores adversários tenham facilidade por lá.

    Por mais que o início do Lakers pareça um mau sinal, se lhes disséssemos que o Lakers não teria LeBron James em metade dos primeiros 23 jogos da temporada, você diria que o time teria neste momento a campanha de 12-11?

    Não há garantia de que todos permanecerão saudáveis ao longo da temporada, mas quanto mais peças forem adicionadas, melhor será o time.

    2. Os números de Davis vão melhorar

    Na última semana, surgiram algumas estatísticas que mostram o quanto Davis está lutando com seu jumper na atual temporada.

    É um começo realmente muito abaixo do que ele pode produzir, mas a história nos diz que Davis será capaz de mudar as coisas. Davis está com aproveitamento de apenas 20.5 por cento dos três pontos nesta temporada, o que está longe de sua média de carreira de 30.7 por cento.

    Quando saudável na temporada 2019-20, Davis acertou 33.0 por cento de longa distância e seu jumper foi um grande motivo pelo qual o Lakers teve sucesso na bolha da NBA.

    Se Davis fosse um role player vindo de sua melhor temporada na carreira, haveria alguma preocupação em torno de seus problemas. No entanto, ele é um jogador de elite da lga que provou que pode arremessar com muita qualidade.

    Em suas duas primeiras temporadas com o Lakers, Davis acertou 41.2 por cento e 41.5 por cento em seus arremessos de 3 a 5 metros de distância da cesta. Este ano, esse número caiu para 33.3 por cento, mas ele ainda tem uma média de 24.2 pontos por jogo e 51.7 por cento de aproveitamento.

    É apenas uma questão de tempo até que Davis volte a arremessar melhor, e o ataque dos Lakers terá um grande impulso conforme sua produção melhora.

    3. Uma grande sequência de vitórias

    O Suns conquistou 16 vitórias seguidas nesta temporada, após um início de 1-3. O Bucks ganhou sete jogos seguidos desde que Khris Middleton voltou à escalação do time contra o próprio Lakers.

    O Hawks venceu sete jogos consecutivos, antes de perder para o Knicks, depois de começar esta temporada com uma campanha de 4-9.

    Todas essas equipes tem aspirações e expectativas de playoffs, e todas foram capazes de mudar um começo lento em uma sequência positiva de resultados.

    Quem disse que o Lakers não pode fazer o mesmo?

    O time do Lakers tem talento o suficiente para vencer jogos consecutivos. Há uma chance de que eles tenham que esperar até que James volte, mas eles podem obter vitórias consecutivas em algum momento durante o próximo mês ou dois para fazer uma mudança na classificação.

    Só porque um time começa devagar, não significa que vá jogar assim o ano todo. O Lakers vai ser candidato a título, desde que Davis e James estejam saudáveis. Não aperte o botão de pânico para esta temporada. Pelo menos por enquanto.

    Leia também

    LeBron James parece duvidar do seu teste positivo para COVID-19

    Davis e Westbrook reagem a nova ausência de LeBron no Lakers

    Acompanhe o LABR

    LABR no Instagram

    LABR no Twitter

    LABR no Facebook

    Fala aí!

    Lakers Brasil: Desde 2006, tudo sobre o Los Angeles Lakers

    • Facebook
    • Instagram
    • Twitter