Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    21 de Fevereiro de 2022 postado por Renato Campos

    nba_lance_stephenson_relembra_em_entrevista_a_betway_confrontos_com_lebron_james

    Disputar espaço com LeBron James sempre foi uma tarefa complicada na NBA, principalmente durante os playoffs. O ala-armador Lance Stephenson sabe muito bem disso, pois foi derrotado pelo jogador do Lakers duas vezes nas finais da Conferência Leste. Em entrevista realizada no ano passado, o jogador do Indiana Pacers relembrou esses confrontos, e também falou sobre a experiência de ter atuado ao lado de LeBron quando defendeu as cores da equipe de Los Angeles.

    Apesar de ter retornado recentemente ao Pacers, Stephenson defendeu a equipe durante quatro anos anteriormente, entre 2010 e 2014 para ser mais preciso. Foi nesse período que a equipe chegou duas vezes na final da Conferência Leste, e acabou sendo derrotada pelo Miami Heat de LeBron James nas duas ocasiões. Resultados ruins que ficaram marcados na cabeça do atleta, como ele mesmo contou na conversa com a equipe da Betway, site de apostas NBA, em novembro de 2021.

    Lance relembra que o confronto com LeBron foi um desafio enorme, e que só conseguiu um bom rendimento com a ajuda e a motivação dos companheiros. “Eu sabia sempre que eles não me deixariam jogar sozinho contra o LeBron. Isso é o que me ajudou, porque sabia que se o pressionasse, os outros quatro caras estariam na retaguarda", relembrou o ala de 31 anos. Entretanto, esse apoio da equipe não foi o suficiente para evitar as derrotas em 2013 e 2014 nos playoffs da NBA. A primeira por 4 a 3, sendo mais disputada, e a segunda por 4 a 2, com uma vitória do Heat em pleno Gainbridge Fieldhouse.

    [fcplayer][/fcplayer]

    Nestas duas temporadas, Lance Stephenson conseguiu bons números e chegou a ter uma média de 35,3 pontos por jogo. Ele era um dos destaques da equipe, mas ainda abaixo do atual camisa 6 dos Lakers. Nesta mesma época, LeBron se despedia de Miami com números absurdos, médias acima dos 37 pontos por jogos, e dois títulos da NBA, inclusive como MVP dos playoffs e da temporada regular em 2013. Isso explica a dificuldade enfrentada por Lance nessas partidas.

    Companheiros de Lakers

    O mais curioso é que os dois jogadores voltaram a se encontrar em quadra, mas dessa vez defendendo a mesma equipe. Stephenson disputou a temporada 2018-2019 com o Lakers, mesma época em que LeBron chegou na equipe. Um período que, infelizmente, ficou marcado pelos resultados ruins na temporada regular e pela ausência nos playoffs. Entretanto, o ala-armador relembra com carinho a experiência de treinar ao lado de um dos melhores jogadores da NBA.

    Ele conta na conversa para o blog da Betway que, apesar da forte rivalidade entre eles durante os playoffs em 2013 e 2014, o relacionamento pessoal em Los Angeles sempre foi positivo. Esse encontrou acabou durando pouco tempo, pois o atleta deixou os Lakers logo na temporada seguinte, e com uma média de apenas 16,5 pontos por jogo. Não foi um período positivo para todos os envolvidos, mas mesmo assim ficou marcado na cabeça do atleta.

    “O basquete é assim, sabe como é. Todo mundo é competitivo e quer vencer. De onde eu venho, nunca desistimos em qualquer competição. Então, ninguém levou para o lado pessoal, apenas queríamos vencer”, relembrou o atleta. Após o fracasso nos Lakers, Stephenson acabou passando pela China e pela G-League, antes de retornar para a NBA em 2021.

    Efeito LeBron James

    A entrevista de Lance Stephenson mostra como esses últimos anos foram marcados pelas exibições de LeBron James, pois o atleta acabou sendo um estorvo de muitos rivais. Na campanha vitoriosa com os Lakers em 2020, por exemplo, o jogador foi essencial para derrotar o Miami Heat por 4 a 2 nas finais. Tudo isso será relembrado por muitos anos, pois estamos falando de uma lenda viva.

    Isso pode ser visto não apenas pelos comentários de Lance, mas também de outros rivais da atualidade. Stephen Curry deu entrevista recente, que reportamos por aqui, elogiando LeBron e o recorde de 44.157 pontos na NBA. Ou seja, não falta reconhecimento ao ala de 37 anos que tem muito a oferecer em quadra ainda, principalmente com a camisa dos Lakers.

    Stephenson pode não ter uma boa lembrança dos confrontos com LeBron James, mas apesar das derrotas relembra tudo de maneira mais leve e sem remorsos. Afinal, perder para um dos melhores jogadores de todos os tempos no basquete é algo normal e muitas equipes sofreram com isso.

    Fique por dentro

    Alvo do Lakers, Dennis Schroder tem futuro decidido com o Rockets

    Entenda a guerra fria entre LeBron James e o Lakers

    Executivos fazem projeção de draft de Bronny James depois de declarações de LeBron

    Acompanhe o LABR

    LABR no Youtube

    LABR no Instagram

    LABR no Twitter

    LABR no Facebook

    Fala aí!