Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    25 de Março de 2022 postado por Renato Campos

    nba_a_impressionante_marca_de_lebron_james_comparada_a_de_outras_lendas_do_jogo

    [nobeta][/nobeta]

    LeBron James está fazendo uma de suas melhores temporadas, mesmo com o Lakers não correspondendo as expectativas. LeBron tem 37 anos, mais do que a grande maioria dos jogadores da NBA e caminha a passos largos para alcançar Kareem Abdul-Jabbar como maior pontuador da história da liga.

    Para ilustrar a grandeza do que LeBron está fazendo em sua 19ª temporada, o perfil Hoop Central, apresentou uma comparação de média de pontos entre grandes jogadores em suas temporadas de número 19, comparado com LeBron.

    LeBron está tendo atualmente de maior pontuação de qualquer jogador que chegou a disputar 19 temporadas na NBA, mas o que impressiona, é a grande vantagem dos demais.

    [adgoogle][/adgoogle]

    Pontos por jogo durante a 19ª temporada de grandes jogadores

    LeBron James: 30 PPG

    Kobe Bryant: 17,6 PPG

    Kareem Abdul-Jabbar: 14,6 PPG

    Carmelo Anthony: 13,5 PPG

    LeBron está com média de 30 pontos por jogo. Em comparação, Kobe Bryant teve uma média de 17,6 pontos por jogo em sua última temporada, e Kareem teve uma média de 14,6. Carmelo Anthony, que assim como LeBron, está em sua 19ª temporada neste ano, tem média de 13,5 pontos por jogo. Os números de Kobe, Kareem e Melo são impressionantes considerando a idade deles, mas os números de James são realmente inacreditáveis, já que ele também tem a mesma idade.

    [adgoogle][/adgoogle]

    Apesar de LeBron ser um dos pontuadores mais consistentes da liga, ele sempre foi considerado um jogador que distribui a bola antes de pontuar. Isso não permitiu que LeBron dominasse a classificação de pontuação da liga por muitos anos. Porém, nesta temporada, parece que LeBron quer provar que pode conquistar o título de pontos da liga, e na próxima, afirmar que é o maior de todos os tempos.

    [premium][/premium] 

    Troca uniria Derrick Rose e LeBron James mais uma vez

    O Knicks vai buscar um armador depois que o experimento com Kemba Walker não deu certo, e a solução pode estar em Los Angeles durante a offseason.

    Embora tenha mostrado melhora nos últimos jogos, Russell Westbrook também foi um experimento que não deu certo em Los Angeles. Russ prosperou em sua carreira com a bola nas mãos e, com o Lakers, ele tem tido problemas ao lado de LeBron.

    O talento de Westbrook nunca foi questionado, mas sim a sua química com o time do Lakers em quadra.

    Dito isto, o jornalista do Bleacher Report Zach Buckley, sugeriu uma troca aceitável que levaria Westbrook para jogar em Nova Iorque.

    Knicks recebe: Russell Westbrook e a primeira escolha do draft de 2027

    Lakers recebe: Derrick Rose, Evan Fournier e Alec Burks

    [adgoogle][/adgoogle]

    Não faz muito tempo que o valor de Westbrook era alto ao redor da liga, mas sua temporada com o Lakers pode fazer gerentes de outras franquias repensar o que ofereceriam para ter o jogador.

    Essa troca já foi ventilada algumas vezes por especialistas da mídia americana, porém a adição de Derrick Rose é um ponto diferencial neste cenário. Para o Lakers, o time ganharia em arremesso com a adição de Fournier e Burks, além de um armador que consegue jogar sem a bola nas mãos como Derrick Rose.

    A sugestão parece uma boa jogada para ambos os lados, mas apesar de sabermos que o Lakers quer encontrar uma nova casa para Westbrook, não se sabe se o Knicks teria interesse no jogador.

    [premium][/premium]

    Westbrook vai receber na próxima temporada um salário de 47 milhões, e o Knicks é um dos poucos times que conseguiria apostar suas fichas no jogador.

    Se assim como o Lakers o experimento não der certo para o Knicks, eles não teriam problema em se despedir do jogador na offseason.

    Com poucos jogos restantes na temporada regular, Lakers e Knicks ainda brigam por uma vaga pelo play-in. Até lá, nada será decidido em relação a mudanças em seus elencos.

    [nobeta1][/nobeta1]

    Russell Westbrook alerta o Lakers para jogo chave no fim de semana

    Após a derrota para o Sixers, o Lakers tem ainda pela frente nove jogos para garantir uma vaga no play-in da NBA.

    O Lakers fez uma grande partida contra o Sixers sem LeBron James, e mostrando o comprometimento que esse time está tendo com essa reta final da temporada. Porém, a derrota foi a 18ª nos últimos 25 jogos.

    Hoje, com 31 vitórias e 42 derrotas, o time se encontra na nona colocação do Oeste e muito ameaçado diretamente pelo New Orleans Pelicans, que pode chegar a mesma campanha do Lakers na noite desta quinta contra o Bulls.

    O Lakers tem bons dias de descanso até o jogo do próximo domingo, exatamente contra o Pelicans.

    Russell Westbrook conversou com a imprensa após o jogo desta quarta, e disse que o confronto contra o time de Nova Orleans deve ser "uma vitória obrigatória" para o Lakers.

    "Vai ser uma atmosfera de playoff para nós, porque é definitivamente uma vitória obrigatória para o nosso grupo,"

    [adgoogle][/adgoogle] 

    A partida de domingo será em Nova Orleans, porém o Lakers terá a vantagem de jogar descansado. Além do Bulls nesta quinta, o Pelicans ainda joga no sábado contra o Spurs, 11ª colocado, e que ainda briga também por uma vaga no play-in.

    Além do jogo do próximo domingo, Pelicans e Lakers se enfrentam mais uma vez na sexta-feira, 1º de abril. No primeiro confronto entre os times, deu o time de Nova Orleans por 123-95 no final de fevereiro.

    [premium][/premium] 

    Como Russell Westbrook pode salvar a temporada do Lakers

    Embora muitos achem que a temporada do Lakers já está acabada, o time vai caminhando para buscar sua vaga nos playoffs através do torneio play-in.

    Nos últimos três jogos na estrada, o Lakers venceu dois deles e desperdiçou a chance de vencer todos.

    Com uma temporada falha e com mais erros do que acertos, Russell Westbrook acabou sendo escolhido como bode expiatório desse elenco. Seu jogo inconsistente, levam torcedores e analistas a criticarem sua contratação.

    Até aqui parece que todos nós concordamos, certo?

    Mas você também concordaria que Russell Westbrook pode estar dando a volta por cima quando o time mais precisa dele?

    Tudo começou na partida contra o Toronto Raptors no último fim de semana. Russ, logo após ter dado uma tijolada no canto da tabela, se redimiu roubando uma bola na defesa e matando uma bola de três pontos que abriria caminho para a vitória do Lakers sobre o time de Toronto na prorrogação.

    [adgoogle][/adgoogle] 

    Ele conseguiu um triplo duplo no jogo e, uma noite depois, embora o Lakers tenha perdido para o Wizards, ele marcou 22 pontos, pegou 10 rebotes e deu 8 assistências com um bom aproveitamento de 10-15 no geral e 2-3 de três pontos.

    Contra o Cavs, na noite desta segunda, Russ teve uma atuação sólida que foi escondida por mais uma partida dominante de LeBron James. Com apenas um turnover, o armador marcou 20 pontos, deu 11 assistências e novamente teve um bom aproveitamento de 7-14 no geral. Russ teve o maior plus/minus do time com +23.

    Esse talvez seja o momento que Westbrook está encontrando o seu jogo no Lakers. Mesmo que tardiamente.

    Assim como no ano passado, quando jogou pelo Wizards, seu melhor momento foi no final da temporada. Nos últimos 23 jogos pelo time de Washington, ele teve médias de 23 pontos, 13,5 rebotes e 14 assistências. O Wizards venceu 17 partidas, permitindo que eles fossem buscar uma vaga nos playoffs.

    Uma coisa é certa. Se o Lakers ainda tiver algum plano de conquistar algo na pós temporada, o time vai precisar que Russell Westbrook tenha esse nível de produção e que Anthony Davis retorne saudável ao time.

    Tudo pode mudar com um piscar de olhos para o Lakers como foi por toda temporada. Mas enquanto houver jogos pela frente, o time tem chances de mudar a narrativa.

    Como o próprio Westbrook disse ontem após a grande vitória contra o Cavs , essa é a hora de calar os críticos.

    [premium][/premium]

    Fonte: Bleacher Report

    Fala aí!