Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    03 de Março de 2022 postado por Renato Campos

    nba_como_o_lakers_pode_voltar_a_ser_um_candidato_a_titulo_na_proxima_temporada

    [nobeta][/nobeta]

    Nas últimas semanas, muito foi discutido se LeBron James continuaria no Lakers na próxima temporada ou se a diretoria poderia optar por trocá-lo antes que seu contrato expire.

    Trocar LeBron James pode não ser uma boa ideia. Medalhões como ele escolhem para onde querem ir, deixando a franquia sem muitas opções de negociação e retorno. A não ser que o próprio jogador peça para sair, a diretoria não vai bater o martelo.

    Durante um episódio do Hoop Collective da ESPN, com o insider Brian Windhorst, o jornalista Tim Bontemps relatou a ideia de troca de LeBron como "louca". Em vez disso, ele explicou como o Lakers pode se transformar em candidatos a título novamente.

    “Se eles negociarem Russell Westbrook, e seu enorme contrato expirando... fazer isso sem acabar com seu limite máximo, eles teriam uma nova chance de vencer, porque se eles colocarem três ou quatro jogadores decentes ao redor desses caras [LeBron e Davis], eles voltam para o time que eram alguns anos atrás.”

    Russell Westbrook vai receber US$ 47 milhões no seu último ano de contrato na próxima temporada. Nesta quarta, foi relatado que Russ e o Lakers estariam de acordo em buscar uma nova casa para o jogador na offseason. Embora o interesse do resto dos times da NBA tenha sido quase nulos pelo jogador, o cenário deve mudar com os times sabendo que pagariam apenas um ano de contrato por ele. Além disso, pelo desespero do Lakers em se livrar do jogador, escolhas devem ser incluídas na negociação.

    Com US$ 47 milhões disponíveis e com Davis e LeBron saudáveis, Pelinka conseguiria pelo menos tentar montar um time decente ao redor da dupla e ainda aproveitar a janela de título com eles.

    Muita água ainda vai rolar antes da offseason chegar, mas negociar Westbrook será crucial para um futuro melhor para o Lakers.

    Fonte: ESPN

    Fala aí!