Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    19 de Março de 2022 postado por Renato Campos

    nba_o_arremesso_mais_importante_da_vida_de_russell_westbrook

    [adgoogle][/adgoogle]

    Por mais que Russell Westbrook tenha feito uma temporada muito abaixo do que todos esperavam, não se pode negar o esforço e vontade que ele coloca em quadra todas as noites. Embora seu ajuste com LeBron James não tenha funcionado até agora, ver ele acertando uma bola importante para abrir caminho para uma vitória do Lakers, justamente no momento que ele está sendo mais criticado, é um fato a ser comemorado.

    Russell Westbrook está sendo o Russell Westbrook que todos nós conhecemos.

    Russell Westbrook tem tido um aproveitamento de arremessos quase idêntico ao da temporada passada, sua porcentagem de três pontos é melhor do que era há duas temporadas em Houston, e sua porcentagem de lances livres melhorou em relação ao último ano.

    [adgoogle][/adgoogle]

    O fato de Westbrook ter arremessado uma bola de três pontos importante mesmo sabendo que todos criticam seu aproveitamento neste momento, mostra o quanto ele ainda confia em si mesmo.

    E segundos antes disso, Westbrook tinha acabado de fazer um arremesso medonho que bateu na lateral da tabela. Na sequência, ele mesmo forçou o erro do Raptors e sacramentou a cesta que abriu o caminho para a vitória do time na prorrogação.

    Como se não pudesse ainda ser muito fácil, Westbrook parecia ter tocado o pé na linha, mas com rapidez suficiente, ele chegou o pé direito pra trás na esperança de converter uma cesta de três pontos.

    Pra mim a jogada mais importante foi o roubo de bola

    “Olhei muito rapidamente, mas queria ter certeza de que estava atrás da linha. Eu tinha perdido um arremesso antes. Mas, para mim, o roubo foi provavelmente a jogada mais importante. Bastou cercá-los e não fazer falta, fazê-los errar e conseguir um roubo. E então tentei chegar a algum espaço, deixar minhas mãos livres para chutar e mover meu pé para trás no último segundo possível para ter certeza de que era uma bola de três.”


    Deu certo, Russ! Valeu por essa!

    Fala aí!