Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    09 de Abril de 2022 postado por Renato Campos

    nba_artigo_detalha_o_pessimo_relacionamento_de_russell_westbrook_e_frank_vogel

    Dan Woike e Broderick Turner, do Los Angeles Times, divulgaram uma análise aprofundada nesta sexta-feira sobre o que exatamente deu errado com a temporada do Lakers. Um dos pontos que eles examinaram foi o relacionamento de Westbrook com o técnico Frank Vogel.

    A matéria citou um membro anônimo da equipe do Lakers, que revelou que Westbrook nunca respeitou Vogel desde o início e compartilhou uma história sobre como o jogador contradisse abertamente Vogel durante os estágios iniciais do training camp.

    "Russ nunca respeitou Frank desde o primeiro dia."

    “No momento em que Frank disse que qualquer um que pegasse o rebote poderia carregar a bola pela quadra, que é exatamente como a NBA é jogada hoje em dia, Russ disse: ‘Não, eu sou o armador. Dê a bola para mim. Todo mundo corre.” Frank disse: “Não, nós temos Talen. Temos Austin. Temos Malik. Temos LeBron. Temos AD. Todos eles podem trazer a bola pro ataque” Westbrook disse: “Não, eu sou o armador. Me dê essa m—. Todos saiam do caminho.'

    “Daquele ponto em diante, no training camp, tudo foi por água abaixo”, acrescentou o funcionário. “Agora Russ é um peixe fora d'água. Ele não sabe o que fazer. Foi assim que isso começou.”

    O artigo de Woike-Turner compartilha vários outros insights sobre Westbrook, Vogel e outros fatores-chave dentro do Lakers que ajudaram a condenar sua temporada. Se você quiser ler em inglês e na integra, este é o link

    Embora Vogel tenha conseguido trabalhar bem com LeBron James e Anthony Davis, Vogel nunca conseguiu aplicar seu estilo a Westbrook. O ex-MVP não se encaixou no ataque do time desde o início, e quando o técnico finalmente decidiu substituí-lo brevemente na temporada, Westbrook fez algumas declarações falando sobre as decisões Vogel.

    Vale a pena notar que Vogel é apenas o quarto treinador que Westbrook teve ao longo de seus 14 anos na NBA. Enquanto Westbrook conseguiu se dar bem com alguns desses treinadores, como Scott Brooks, ele também entrou em conflito com outros além de Vogel.

    Lakers pode dispensar Westbrook

    Junto com o rumor de que o Charlotte Hornets pode ser um possível candidato para negociar Russell Westbrook na offseason, o insider Marc Stein também adicionou que a diretoria poderia fazer ainda um movimento ousado para se livrar do armador.

    Segundo Stein, a diretoria não teria descartado a ideia de dispensar Westbrook para ter flexibilidade e manter Malik Monk na próxima temporada.

    “O Lakers, dizem fontes da liga, não descarta simplesmente dispensar Westbrook por meio da cláusula de waive-and-stretch”, escreveu Stein. “Uma dispensa de Westbrook essencialmente transforma sua gigantesca opção de jogador para a próxima temporada, em um contrato de três anos na faixa de US$ 15 milhões anualmente, que tiraria o Lakers do território de impostos de luxo e tornaria muito mais fácil para para manter o agente livre Malik Monk. ...Facilitar o retorno de Monk pode ser motivo suficiente para o Lakers seguir esse caminho e espera-se, dizem fontes da liga, que esteja sendo considerado.”

    Westbrook tem uma opção de jogador no valor de US$ 47 milhões para a próxima temporada e todos esperam que ele a aceite. Enquanto isso, Monk provavelmente receberá um aumento salarial nesta offseason depois de jogar bem este ano.

    Lakers precisa ter Monk de volta

    Uma das missões do Lakers nesta offseason é se livrar de Westbrook e manter Malik Monk. Isso seria um grande passo para a montagem do elenco na próxima temporada. Monk, que tem apenas 24 anos, se encaixou perfeitamente ao lado de LeBron e Davis. Além disso, se compararmos Monk com Westbrook, o jogador mais novo sai na frente quando se trata em aproveitamento de seus arremessos, ponto crucial para se dar bem ao lado das estrelas do Lakers.

    Nesta temporada, Westbrook arremessou apenas 29,8% de bolas de três pontos e lidera a liga em turnovers. Enquanto isso, Monk tem 39% das bolas longas.

    De acordo com Jake Fischer do Bleacher Report, o valor de Monk aumentou de forma significativa essa temporada.

    “As expectativas entre os funcionários da liga questionados pelo B/R para o próximo salário de Monk são bastante variadas, mas variaram de um valor médio anual entre US$ 5 milhões e US$ 10 milhões, muito acima do número mínimo que o Lakers conseguiu contratá-lo para esta temporada”. escreveu Fischer.

    Tanto Westbrook quanto Monk querem voltar ao Lakers na próxima temporada. 

    Após a derrota para o Suns nesta semana, Westbrook disse que gostaria de retornar ao Lakers. Enquanto isso, o irmão e empresário de Monk disse que gostou de ver o armador prosperar em Los Angeles.

    “Quero dizer, esse é o plano, mas nada está certo”, disse Westbrook. “Quero ver como funcionaríamos ao longo de uma temporada de 82 jogos, mas também não temos certeza se daria certo. Então, só espero que tenhamos a chance de fazer algo.”

    Atualmente, o Lakers só poderia oferecer a Monk um salário de aproximadamente US$ 2 milhões, que seria o mínimo veterano, ou a exceção de nível médio estimada em US$ 6,3 milhões. No entanto, tudo isso pode mudar se Westbrook for dispensado.

    Fala aí!