Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    07 de Abril de 2022 postado por Renato Campos

    nba_o_futuro_incerto_de_lebron_james_no_lakers

    [adgoogle][/adgoogle]

    O Lakers está eliminado dos playoffs da NBA. Com três jogos restantes para cumprir tabela na temporada, a diretoria já está avaliando seus próximos passos na offseason que se aproxima.

    O Lakers só perdeu os playoffs 12 vezes em seus 74 anos de história. 7 desses vieram nas últimas 9 temporadas. Desde que LeBron chegou ao time, o Lakers ficou de fora de duas fases de pós-temporada.

    Além de ajustes no elenco com a contratação de role players e provavelmente uma busca por uma negociação envolvendo Russell Westbrook, o Lakers vai precisar lidar com a extensão de contrato de LeBron James.

    [adgoogle][/adgoogle] 

    LeBron é elegível a uma extensão no valor de US$ 97 milhões por mais dois anos. Essa extensão manteria o jogador no Lakers até 2025, quando ele completaria 41 anos. Não se sabe se LeBron vai estar jogando nesta idade, porém, da forma com que ele jogou este ano, não seria difícil ele continuar até lá.

    Ainda não se sabe se o Lakers vai fazer uma oferta a LeBron e nem se o jogador aceitaria de imediato. Com a influencia de LeBron nas construções dos times nos últimos anos, ficou claro que o processo não teve um resultado positivo. No entanto, deve ser prioridade da franquia manter LeBron por perto. Apesar da mediocridade da equipe, o jogador foi impressionante ofensivamente nesta temporada.

    O acordo precisa ser fechado antes do draft da NBA de junho para que a equipe possa determinar quaisquer planos para retornar à disputa pelo campeonato, o que pode incluir o envio de ativos futuros adicionais.

    A única certeza é que a diretoria precisa ser agressiva para ainda aproveitar a janela de título de LeBron e Davis, se eles se permanecerem saudáveis.

    [adgoogle][/adgoogle] 

    Westbrook fala seu futuro no Lakers ao lado de LeBron e Davis

    Quando Russell Westbrook chegou ao Lakers na offseason, uma pergunta que muito foi feita é como o jogador desempenharia seu papel quando o time estivesse disputando os playoffs, em busca do 18º título da franquia.

    Depois da derrota desta terça contra o Suns, o time acabou sendo eliminado e Russell pode não ter mais sua chance de provar que poderia ajudar o time.

    Russ jogou 78 jogos esta temporada e teve médias de 18 pontos, 8 rebotes e 7 assistências. Porém, quando LeBron ou Davis estavam ausentes, Russ não teve capacidade de comandar o time em quadra. Ao todo, LeBron, Davis e Westbrook jogaram apenas 21 partidas juntos. O Lakers venceu 11 desses jogos.

    [adgoogle][/adgoogle]

    Westbrook quer continuar com o Lakers

    Após a partida de ontem, uma pergunta estava na ponta da língua de todo jornalista presente na coletiva de imprensa. Westbrook vai voltar na próxima temporada do Lakers?

    “Esse é o plano, mas nada está certo. Como eu disse durante toda a temporada: você tem que jogar as cartas que recebe. Queremos ver como isso funcionaria, o que acontece ao longo de uma temporada de 82 jogos. Mas também não temos certeza que vá funcionar. Então, só espero que tenhamos a chance de fazer algo no futuro.”

    O Lakers negociou por Westbrook na offseason e provavelmente deve buscar fazer o mesmo neste verão americano. O jogador vai ganhar um salário de US$ 47 milhões na próxima temporada, mas o fato do seu contrato estar expirando e o Lakers ainda ter uma escolha de primeira rodada, torna a oferta mais atraente para outros times. Russ jogou por quatro equipes nas últimas quatro temporadas.

    [adgoogle][/adgoogle]

    Lakers já tem data marcada para demitir Frank Vogel

    Depois de uma temporada muito abaixo do esperado, o mínimo que se espera da diretoria do Lakers é que ela demita o seu treinador. De acordo com os reports desta terça-feira, parece que é isso que vai acontecer assim que a temporada regular chegar ao fim. Segundo o site do Bleacher Report, Lakers e Vogel vão se despedir assim que começar a offseason em Los Angeles.

    [adgoogle][/adgoogle]

    Outros reports de que Vogel já não estaria no comando do time se Jason Kidd fosse ainda assistente, alertaram que o futuro do treinador não seria mais em Los Angeles.

    Com a demissão praticamente sacramentada, a diretoria agora já deve estar avaliando os nomes dos possíveis substitutos no comando do time. Segundo Jake Fischer, dois nomes estão ligados à equipe como potenciais substitutos: Quin Snyder, do Jazz, e Doc Rivers, do 76ers.

    [adgoogle][/adgoogle]

    Técnico do Jazz abre o jogo sobre rumores com o Lakers

    No final de março, o jornalista de longa data Marc Stein, surgiu com um rumor de que o Lakers estaria interessado no atual técnico do Jazz para o lugar de Frank Vogel para o comando do time na próxima temporada.

    Porém, o próprio Snyder conversou essa semana com Andy Larsen, do Sakt Lake Tribune, sobre o tal rumor.

    "Para ser honesto, abordar esse tipo de questão, na minha opinião, é desrespeitoso com as próprias equipes mencionadas. Eu acho que especificamente, esses tipos de discussões também são desrespeitosos com os treinadores. E eu amo os caras que eu treino. Eu amo esses jogadores. E, francamente, meu foco está em nossos caras e nossa equipe."

    [adgoogle][/adgoogle]

    A atitude de Snyder não poderia ser diferente. Com a temporada em curso, não seria nada ético ele afirmar que os rumores de Stein são verdadeiros.

    O rumor de Stein vem em paralelo com a falta de informação sobre seu contrato com o Jazz. O técnico teve a oportunidade de esclarecer esse ponto, mas não o fez.

    “Eu nunca falei sobre meu contrato desde o primeiro dia, e não vou falar. Isso não é algo que vou comentar agora, nem em nenhum momento no futuro."

    [adgoogle][/adgoogle]

    O fato de Snyder comentar que possa ser infundado o rumor de Stein, é uma atitude natural. Mas ele também não negou o que pode acontecer no futuro. É claro que Snyder esta focado na atual temporada, com o Jazz sendo hoje o quarto colocado no Oeste com uma campanha de 45 vitórias e 28 derrotas.

    O futuro definitivamente está em aberto.

    [adgoogle][/adgoogle]

    Fala aí!