Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    03 de Maio de 2022 postado por Renato Campos

    nba_2_ex-companheiros_de_lebron_james_que_podem_assinar_com_o_lakers

    [admoney1][/admoney1]

    Mesmo que LeBron James tenha dito que não vai influenciar a diretoria em fazer movimentos na offseason, todo mundo sabe que o Lakers quer sua maior estrela feliz. É assim em qualquer esporte. É assim que funciona.

    Caminhando para seus 38 anos, LeBron não tem muito mais tempo para tentar buscar um título e o Lakers vai fazer de tudo para que isso aconteça.

    Assim como na última temporada, o Lakers não vai ter muito que oferecer quando a agência livre começar. Com os contratos de LeBron, AD, Russ e também de Horton-Tucker, pouco espaço sobra para que a diretoria traga um nome de peso para a próxima temporada. Uma busca por um parceiro de troca por Westbrook vai ser essencial para que o time monte um time competitivo no final do ano. Ainda assim, a diretoria vai precisar completar seu elenco com contratos de veteranos e usar a exceção de nível médio que foi dada a Monk na offseason passada.

    Com um mercado não muito atraente, o Lakers precisa fazer as escolhas certas. Embora seja difícil conquistar grandes nomes entre os agentes livres, dois ex-companheiros de LeBron James podem colaborar com o time na próxima temporada.

    [adgoogle][/adgoogle]

    1. Jeff Green

    Jeff Green não tem garantia de atingir o mercado de agentes livres, pois ele tem uma opção de jogador de US$ 4,9 milhões nesta offseason. Isso é exatamente onde seu valor de mercado está como um agente livre e ele não vai recusar esse dinheiro para fazer um acordo mínimo.

    No entanto, há uma chance de que Green queira ir para um time que ele vê como um candidato a título e, embora o Denver Nuggets tenha sido melhor na temporada passada, o Lakers ainda é o Lakers e LeBron James ainda é LeBron James.

    Se o Lakers não conseguir trazer de volta Malik Monk, é plausível que eles possam gastar a exceção de nível médio em um jogador como Green, o que lhe pagaria US$ 6,4 milhões. Deixando os impostos à parte, Green receberia um aumento de US$ 1,5 milhão para jogar em Los Angeles.

    Green não teve um bom desempenho temporada passada, mas no seu melhor, ele é um defensor versátil, que pode colaborar em bolas de três pontos, que daria ao Lakers várias opções de escalação intrigantes. A versatilidade que ele dá a uma equipe é sem dúvida mais importante do que seu talento real, pois ele pode ser um ala tradicional, além de jogar na posição cinco quando o time tiver jogando o small-ball.

    Faça apostas na NBA escolhendo a melhor casa de apostas esportivas

    2. Tristan Thompson

    Talvez você possa torcer o nariz nessa escolha, mas alguém precisa fazer o trabalho sujo para o Lakers. Thompson não recebe realmente muito crédito pelo seu papel no time campeão do Cavs de 2016, mas ele era uma das peças chaves daquele time.

    Thompson chegou ao estágio de sua carreira que ele vai aceitar todo ano um salário mínimo para continuar jogando basquete. Thompson desempenharia no Lakers um papel antes feito por Howard e McGee.

    Thompson pode fazer tudo que Howard faz, mas ele ainda mostra um pouco de "sangue nos olhos" que tantos sentimos falta no último ano. Vale lembrar, que Thompson ainda tem apenas 31 anos, enquanto Howard fará 37 em dezembro.

    Embora seus números não sejam tão bons, se há uma coisa que aprendemos ao longo dos anos é que LeBron James torna os pivôs melhores. De volta a jogar com LeBron, Thompson pode ser uma peça importante na rotação para a temporada regular.

    [adgoogle][/adgoogle]

    Fala aí!