Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    21 de Maio de 2022 postado por Renato Campos

    nba_5_motivos_para_acreditar_que_o_lakers_vai_continuar_com_russell_westbrook

    O Lakers realmente vai continuar com Russell Westbrook na próxima temporada, ou a diretoria quer apenas que todos na NBA acreditem nisso?

    Um retorno de Westbrook ao Lakers parecia algo fora de consideração após uma temporada desastrosa do time. Reports mostraram que embora tenha sido da vontade de LeBron ter o jogador no time na última offseason, ele e sua agência Klutch Sports supostamente queriam que ele fosse negociado antes do prazo final de trocas no último mês de fevereiro.

    Durante entrevista de despedida da temporada, Westbrook apontou dedos para o ex-técnico Frank Vogel e também deu algumas alfinetadas em LeBron e Davis. Embora ele tenha dito que o plano é retornar, nada estava certo naquele momento.

    Nas últimas semanas, um aumento de especulação envolvendo Westbrook levou alguns analistas a acreditarem que o Lakers está fazendo um movimento para tentar deixar os demais times sem saber as reais intenções da diretoria.

    Com base nisso, o site SB Nation fez uma lista de cinco motivos para acreditar que o armador vai sim estar de volta ao Lakers, na estreia da nova temporada no fim do ano.

    1) Novo treinador

    O Lakers têm questionado os candidatos ao cargo de técnico do time sobre a melhor forma de “maximizar” Westbrook. Isso acontece depois de reports de que a diretoria culpou parcialmente Frank Vogel pela falta de adaptação do jogador.

    Mas, em teoria, um novo treinador pode significar uma nova chance. Jeanie Buss inclusive disse o seguinte ao Los Angeles Times quando perguntada sobre Westbrook:

    “Buss não especulou sobre como Westbrook se encaixou nessa elenco, dizendo: ‘Ter uma conversa como essa é prematuro. Temos agora de encontrar o treinador certo para liderar esta equipe. Dependendo do estilo de jogo que o treinador quer jogar, dado o elenco que temos, tudo tem que começar a se encaixar.'”

    2) A influência de Phil

    Jeanie Buss se apoia no 11 vezes campeão Phil Jackson como o principal conselheiro para a busca do novo técnico. Ele desempenhou um papel fundamental na contratação de Vogel. O Zen Master supostamente acredita que o Lakers deve tentar novamente um experimento com o armador, no último ano de seu contrato que lhe pagará US$ 47 milhões.

    3) Mercado de Trocas

    O desespero nunca é benéfico em qualquer negociação. O Lakers pode estar tentando mostrar que eles estão totalmente tranquilos com o retorno de Russ, e que as falhas da última temporada foram culpa de alguém que não está mais no comando do time.

    Isso pode se arrastar para a próxima temporada. Embora não dê pra acreditar que o Lakers tenha esperanças de conseguir um título com Westbrook, não é impossível pensar que uma troca possa acontecer antes do prazo final.

    4) Não há muitas opções

    Em última análise, isso pode se resumir à falta de opções. A menos que o Lakers seja capaz de conseguir Malcolm Brogdon e Buddy Hield por Russ, THT e uma escolha de primeira rodada, conseguir uma estrela como Zach LaVine é inviável. Talvez um novo treinador, um elenco ajustado e expectativas mais baixas, possam fazer do novo time um projeto mais bem sucedido.

    5) O Lakers é um time de estrelas

    Na era Buss, a marca Lakers foi definida por dois conceitos: campeonatos e estrelas. O Lakers quer ser visto como o principal destino para os maiores nomes da liga, contando com glamour, localidade e uma mentalidade de título pelos anos de glória da franquia.

    Westbrook, apesar de todas as suas falhas, ainda é um jogador que tem respeito dos seus companheiros, muito mais do que da imprensa e dos torcedores.

    Fala aí!