Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    19 de Agosto de 2022 postado por Renato Campos

    nba_boletim_de_rumores_do_lakers_(19

    Depois da extensão de contrato de LeBron e assuntos relacionados ao que ele teria exigido da diretoria do Lakers, o Nets supostamente teria rejeitado uma oferta de troca do Lakers e o time também teria definido pro preço a ser pago caso aconteça uma negociação com o Pacers.

    Vamos dar uma olhada nos últimos rumores ligados ao Lakers.

    Lakers pode estar próximo de uma troca

    Depois de acertar a extensão de contrato de LeBron James, Rob Pelinka ainda permanece focado em finalizar o elenco do Lakers.

    Com o que tem hoje, é fácil perceber que o Lakers tem a necessidade de mais arremessadores e jogadores de defesa. É por conta disso, que segundo o insider Adrian Wojnarowski, Pelinka está trabalhando duro para preencher essas lacunas e colocar o time em uma posição melhor para disputar um campeonato.

    “… Rob Pelinka ainda tem sido muito ativo, mesmo nos dias estagnados de agosto. Ele tem ficado muito no telefone. Ele ainda está tentando encontrar acordos para trazer mais arremessadores, talvez tamanho, e então acho que essas conversas ainda vão continuar até o training camp, até o início da temporada. Ainda acho que esse elenco do Lakers pode não parecer dramaticamente diferente, mas sutilmente diferente na próxima temporada.”

    Woj não entrou em detalhes sobre quem o Lakers estaria negociando, mas está claro que a equipe não está completamente satisfeita com o elenco que tem hoje. Com LeBron estendendo seu compromisso com a equipe, a pressão para maximizar seu período no time é tão vital como sempre. Felizmente para o Lakers, o compromisso de LeBron os ajuda em suas atuais negociações.

    A presença de LeBron, tira a pressão da torcida sobre o Lakers e faz com que a diretoria possa abrir mão mais facilmente dos recursos do draft para melhorar seu elenco.

    É fácil afirmar que LeBron não teria estendido seu contrato tão cedo se não confiasse nos planos do front office. No mínimo, é outra indicação de que ambas as partes estão alinhadas e continuam determinadas a trabalhar juntas para trazer mais campeonatos para Los Angeles.

    Nets rejeita proposta de troca do Lakers

    Parece que realmente o Nets não está interessado em adquirir o armador do Lakers, Russell Westbrook, em troca de Kyrie Irving, mesmo em um pacote que inclua as escolhas de primeira rodada de 2027 e 2029.

    O especialista da NBA Marc Stein escreveu nesta quinta-feira:

    "Fontes confirmam que eles estariam dispostos a neeociar as duas primeiras escolhas em conjunto com o contrato de US$ 47,1 milhões de Westbrook para adquirir Irving (embora não esteja claro se as escolhas seriam desprotegidas ou protegidas).

    "Disseram-me, no entanto, que o Nets rejeitaram firmemente essa proposta."

    Todo mundo sabe que o Lakers está muito interessado em adquirir Irving nesta offseason e, de acordo com Jovan Buha, do The Athletic, LeBron James "tem sido inflexível em particular que o Lakers ainda precisa melhorar o elenco atual e trocar" pelo armador.

    LeBron recentemente concordou com uma extensão de US$ 97,1 milhões por dois anos com o Lakers e está procurando melhorias no elenco para ajudá-lo a levar a franquia a outro título da NBA antes de seu tempo em Los Angeles chegar ao fim.

    Irving teria manifestado interesse em se juntar a LeBron, seu ex-companheiro de equipe no Cavs nesta offseason, mesmo depois de optar por sua opção de jogador de US$ 36,9 milhões para a temporada 2022-23.

    Lakers e Nets se envolveram em discussões de troca preliminares em torno de uma troca de Irving-Westbrook no início de julho, de acordo com Chris Haynes. No entanto, Buha informou no início deste mês que as negociações entre os dois lados pararam e provavelmente não serão retomadas até que Kevin Durant, que solicitou uma troca no final de junho, seja negociado.

    Não está claro se o Nets têm planos de negociar Durant neste momento. Brian Windhorst, da ESPN, relatou quinta-feira no Get Up! que a franquia está interessada em ter Durant e Irving na próxima temporada.

    “Neste momento, acho que o Nets quer esse time de volta e espera que Kevin Durant concorde”, disse Windhorst.

    "A maneira como eles estão conduzindo as negociações e os preços que estão pedindo faz com que as equipes pensem que não querem realmente trocar Kevin Durant de qualquer maneira. Eles querem trazer essa equipe de volta. Vamos ver se Kevin Durant concorda com isso antes do training camp."

    Se o Nets não negociar Durant, é difícil imaginar que a diretoria ira trocar Irving, que supostamente está "comprometido" em jogar com a franquia na temporada 2022-23, de acordo com Windhorst.

    Ainda assim, mesmo que Irving não seja negociado nesta offseason, sempre há a possibilidade de que aconteça perto do prazo se o Nets sentir que ele deixará a organização como agente livre antes da temporada 2023-24.

    Buha informou que "todas as indicações são de que o Lakers é o principal destino de Irving se ele deixar" o Nets, seja via troca ou agência livre.

    Quanto a Westbrook, não é necessariamente surpreendente que Brooklyn hesite em adquiri-lo, mesmo com escolhas de primeira rodada no pacote.

    O jogador vai receber US$ 47 milhões este ano e está saindo de sua pior temporada na NBA. Ele teve médias de 18,5 pontos, 7,4 rebotes e 7,1 assistências em 78 jogos, enquanto teve aproveitamento de 44,4% de seus arremessos e 29,8% de bolas de três pontos.

    O Lakers terminou em 11º na Conferência Oeste com uma campana de 33-49 e perdeu os playoffs. Embora a culpa não seja toda de Westbrook, ele certamente foi parcialmente responsável pela equipe não ter se dado bem.

    Lakers decide plano para lidar com uma possível oferta por Miles Turner e Buddy Hield

    O Lakers supostamente não está interessado em negociar suas escolhas de primeira rodada de 2027 e 2029 para adquirir Myles Turner e Buddy Hield do Indiana Pacers.

    Adrian Wojnarowski, da ESPN, informou na quarta-feira durante o SportsCenter, que o Lakers mostrou vontade de negociar suas futuras escolhas de primeira rodada pelo jogador certo, como Kyrie Irving, do Brooklyn Nets, mas não em um potencial acordo com o Pacers.

    Até agora, o Nets não se envolveu seriamente com o Lakers em negociações por Kyrie, apesar da disponibilidade de escolhas, segundo Woj.

    Além de talvez Kevin Durant, as duas escolhas de primeira rodada do Lakers provavelmente receberam mais atenção do que qualquer outro assunto nessa offseason.

    A diretoria do Lakers inicialmente mostrou hesitação em incluir ambas as escolhas, mesmo em um acordo em que poderia liberar o contrato de Russell Westbrook, mas parece que as perspectivas do front office evoluíram com as negociações em torno de Russ ainda lentas e com dois meses restantes até a nova temporada.

    O Lakers precisa encontrar uma maneira de melhorar seu elenco após uma temporada em que perdeu os playoffs com uma campanha de 33-49.

    Kyrie Irving emergiu como o principal alvo da equipe depois de vencer anteriormente um campeonato ao lado de LeBron James com o Cavs em 2016, mas se essa negociação continuar sem progresso, a combinação de Turner e Hield é um plano de backup sólido.

    Turner teve uma média de 12,9 pontos, 7,1 rebotes e 2,8 tocos em 42 jogos em 2021-22 antes de sua temporada terminar em meados de janeiro por causa de uma lesão no pé. Ele preencheria o vazio no garrafão do Lakers, permitindo que Anthony Davis jogasse de ala, onde se sente mais a vontade.

    Hield forneceria uma melhora de pontuação de bolas de fora muito necessária para a equipe. Suas 1.417 bolas de três pontos desde seu ano de estreia (2016-17), classifica o jogador em terceiro lugar na NBA, atrás apenas de Stephen Curry (1.524) e James Harden (1.473).

    O Lakers ainda tem trabalho a fazer, e adicionar Turner e Hield é uma opção que vale a pena.

    Chris Haynes, do Yahoo Sports, informou na semana passada que o gerente geral do Lakers, Rob Pelinka, "explicou que a paciência será a chave em qualquer movimento potencial que a equipe faça".

    Porém, não será uma surpresa se o senso de urgência aumentar depois que LeBron assinou uma extensão de dois anos nesta quarta-feira, e isso pode exigir abrir mão das escolhas de primeira rodada.

    O que LeBron James exigiu ao assinar um novo contrato com o Lakers

    O Lakers e LeBron James concordaram com uma extensão de contrato, no valor de US$ 97,1 milhões por dois anos. O acordo mantém o jogador sob contrato com o time pelo menos até a temporada 2023-24. LeBron tem uma opção de jogador em 2024-25. Sua extensão naquele momento, vai valer até US$ 111 milhões ao longo de dois anos com base nos aumentos do teto salarial, segundo o jornalista Shams Charania.

    LeBron, que completará 38 anos em dezembro, foi limitado a uma extensão de dois anos por causa da “regra de mais de 38 anos” da CBA. Ele não pode ser negociado na próxima temporada. A extensão faz de LeBron o jogador mais bem pago da história da NBA, com US$ 532 milhões em dinheiro garantido na carreira.

    A extensão de LeBron foi até certo ponto inesperada em tão pouco tempo, já que ele poderia aceitar até o dia 30 de junho de 2023, antes se tornar um agente livre em julho próximo.

    LeBron provocou especulações durante o All-Star 2022, quando disse ao The Athletic que "a porta não estava fechada" sobre a possibilidade de ele retornar a Cleveland para jogar pelo Cavs. A extensão fecha a porta para essa opção – pelo menos até 2024, a mesma offseason em que o filho de LeBron, Bronny, é elegível para ser selecionado por uma equipe da NBA.

    LeBron teria pedido melhoras no elenco e Kyrie em Los Angeles

    De acordo com o último artigo do jornalista Jovan Buha do The Athletic, LeBron teria entrado em acordo com o Lakers após pedir melhoras no elenco e reforçou que a diretoria negociasse com o seu ex-companheiro de Cavs, Kyrie Irving.

    "Pessoas ligadas ao Lakers estavam confiantes de que LeBron assinaria uma extensão, considerando o quanto ele gostou de jogar pelo time e morar em Los Angeles. O principal ponto da decisão foi por conta do jogador continuar irredutível de que o Lakers ainda precisa melhorar o elenco atual e negociar pelo armador Kyrie Irving, segundo fontes ao The Athletic." Jovan Buha.

    Se LeBron não tivesse assinado uma extensão, arrastando a situação para o training camp e ao longo da temporada, haveria muita especulação sobre seu futuro.

    Porém, com o jogador assinando o acordo agora, ele encerra essa história e dá ao Lakers uma visão mais clara de seu futuro. LeBron e Davis tem agora o mesmo período de contrato com o time, com as duas estrelas tendo a capacidade de negociar novos acordos ou testar a agência livre em 2024.

    O compromisso de LeBron também coloca o Lakers em cheque para montar um elenco de nível de título. Por enquanto, o time ainda está longe disso.

    Não há como dizer o que o futuro reserva, mas as chances de título do Lakers estão diretamente ligadas ao desempenho de LeBron. O elenco de apoio desta temporada é de certa forma melhor, mas ainda há grandes buracos na rotação, com a necessidade de arremessadores e defensores.

    Lakers precisa ser agressivo ainda nesta offseason

    Considerando a vontade de LeBron em ter ao seu lado Kyrie Irving e seu descontentamento com a inatividade do Lakers no prazo final de trocas da última temporada, tudo sugere que o Lakers indicou a LeBron que será mais agressivo na busca de melhorar suas chances de título para ainda este ano, o que, é claro, teria que vir na forma de negociar Westbrook.

    Com o salário de Westbrook sendo tirado da folha do time no máximo até a próxima offseason, o Lakers pode ter mais de US$ 34 milhões livre no teto salarial em 2023, dependendo do que Talen Horton-Tucker fizer com sua opção de jogador e como a diretoria vai lidar com o resto de seu elenco. Isso não é suficiente para adicionar um terceiro agente livre de contrato máximo, mas é suficiente para adicionar um jogador de peso, ou dividir entre vários outros jogadores, melhorando a profundidade do time. 

    O Lakers está projetado para ter espaço para um contrato máximo em 2024, o ano em que LeBron fará 40 anos.

    Fala aí!