Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    08 de Agosto de 2022 postado por Renato Campos

    nba_executivos_do_lakers_preferem_trocar_anthony_davis

    Tudo que o Lakers esperava quando negociou por Anthony Davis, era de que o jogador iria liderar a franquia após a aposentadoria de LeBron James.

    Com uma série de lesões, apesar de seu talento, este talvez já não seja mais o caso.

    Sean Deveney, do Heavy, relatou que algumas pessoas no escritório do Lakers preferem explorar o valor comercial de Davis quando LeBron deixar Los Angeles.

    “Muito disso depende de onde LeBron vai parar. Se ele ficar em Los Angeles e continuar no Lakers, ele investiu muito em ter AD por lá, então, sim, nesse caso, Davis fica. Mas não é uma coisa certa", disse um executivo da liga a Deveney. "Há alguns nessa organização que não se importariam de ver o que podem conseguir por AD, mas não fariam isso com LeBron lá. Quando chegar a 2024, porém, talvez as coisas mudem.

    "O Lakers terá AD por mais dois anos, com certeza, e eles só podem esperar que ele permaneça saudável. Mas depois disso, eles têm que pensar, esse cara é realmente o nosso futuro? Ele não pode se manter constante. E ele tem que pensar, eu quero estar aqui sem LeBron? É por isso que o Lakers não quer desistir dessas escolhas futuras."

    Davis está sob contrato pelo menos até a temporada 2023-24. Seu contrato de cinco anos, no valor de US$ 190 milhões inclui uma opção de jogador para a temporada 2024-25, e faria sentido para ele optar por um novo contrato máximo que o pagaria bem acima de US$ 50 milhões por ano.

    Relacionado: A alarmante situação salarial do Lakers para as próximas temporadas

    Por outro lado, faria algum sentido para o Lakers explorar suas opções quando LeBron sair da franquia. O Lakers têm zero ativos viáveis sem contar com Davis. Sejamos honestos que não há nenhum jogador jovem no elenco com potencial de All-Star.

    Sem contar que também o time não vai ganhar muita ajuda no draft, com o Pelicans controlando suas escolhas pelo menos nas próximas duas temporadas. O time de New Orleans tem direitos de troca em 2023 e pode escolher entre as escolhas de primeira rodada do Lakers em 2024 e 2025 para cumprir os termos do acordo com Davis.

    Quando LeBron deixar o time, o elenco do Lakers será composto apenas por Davis. A diretoria vai seguir em frente e iniciar uma reconstrução em grande escala até 2024.

    Davis provou ser um herdeiro não confiável ao trono, perdendo mais jogos do que disputou nas últimas duas temporadas, enquanto o Lakers fracassou após o campeonato de 2020.

    É possível que um Davis saudável ressurja como um superstar All-NBA nesta temporada, mas pouco do que vimos nos últimos dois anos, nos deixa sempre com um pé atrás.

    O prazo para o Lakers trocar Russell Westbrook

    Se Russell Westbrook ainda for um membro do Lakers no final de setembro, quando acontece o media day dos times, tudo será muito confuso em Los Angeles. Mesmo para os padrões de uma franquia que está acostumada a viver momentos de tensão, e mesmo para uma franquia que lidou com o drama de Shaq e Kobe, este ano pode ser ainda mais desesperador.

    Isso pressiona o Lakers a encontrar um acordo antes do training camp? Em seu último artigo no The Athletic, o jornalista Jovan Buha pontuou muito bem, chamando o início da etapa um “prazo suave” para que o Lakers troque Russ.

    "... chegará um momento em que o Lakers terá que decidir se está disposto a continuar jogando duro e arriscar perder sua janela para trocar Westbrook. Há uma sensação entre alguns de que o training camp é um prazo fácil para negociar Westbrook. Se ele estiver no elenco no final de setembro, haverá uma grande distração fora das quadras, com a mídia perguntando sobre seu futuro, seu relacionamento com James e a organização, a visão de Ham sobre seu papel e responsabilidades.

    Essa sensacão não vai passar. Essa não é a principal razão pela qual o Lakers deve trocar Westbrook – e sim porque ele não estaria cumprindo seu contrato gigantesco e é um ajuste abaixo da média como uma terceira opção – mas certamente é uma motivação auxiliar."

    O Lakers se recusou a colocar as duas escolhas disponíveis na primeira rodada – 2027 e 2029 – em qualquer oferta de troca até agora, principalmente para Kyrie Irving, do Brooklyn, ou a dupla de Buddy Hield e Myles Turner, de Indiana. O Lakers supostamente prefere a troca por Irving, mas o Nets quere lidar com o pedido de troca de Kevin Durant antes de recorrer a Irving, então isso permanece em segundo plano.

    Se Rob Pelinka quiser fazer uma negociação por Westbrook antes do media day – e muito provavelmente em qualquer momento, inclusive em fevereiro, no prazo final da negociação – a diretoria terá que incluir as duas escolhas. O Lakers está disposto a apostar tudo? Se LeBron James assinar uma extensão de contrato, o que significa que ele não será um agente livre após esta temporada, o Lakers vai estar mais confortável com as duas escolhas em um acordo?

    Ou o media day será uma onda de perguntas sobre o relacionamento de LeBron com Westbrook, e como o novo técnico Darvin Ham planeja fazer Westbrook jogar na defesa e fazer sacrifícios que Frank Vogel não conseguiu? Seguido por um training camp e temporada com reports quase diárias sobre as negociações de Westbrook e como ele está se saindo na temporada.

    Aconteça o que acontecer, será outra temporada que vai colocar todos no Lakers em cheque.

    Fala aí!