Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    31 de Agosto de 2022 postado por Renato Campos

    nba_jeanie_buss_explica_porque_nao_pode_falar_sobre_futuro_de_bronny_james

    [adgoogle][/adgoogle]

    Durante a maior parte do ano passado, várias vezes LeBron declarou seu desejo de jogar com seu filho Bronny antes de encerrar sua carreira.

    Depois que o Lakers garantiu a extensão de LeBron, isso permite que ele alinhe seu próximo destino com o de seu filho mais velho, caso ele também chegue à NBA. A incrível quantidade de possibilidades levou todos a debater cenários hipotéticos durante a offseason, como o quanto uma equipe apostaria recrutar Bronny se soubessem que LeBron viria com ele.

    A proprietária do Lakers, Jeanie Buss, conversou com Sam Amick, do The Athletic, em um artigo publicado nesta terça-feira e foi questionada sobre o futuro de LeBron com o Lakers e como a potencial entrada de Bronny na liga afetaria isso. A resposta dela foi mais uma não resposta, principalmente porque ela não tem permissão para falar sobre Bronny.

    "Em primeiro lugar, fui avisada de que não posso falar sobre um jogador menor de idade ou um jogador que é, você sabe, parte do nível amador, então não quero arruinar a elegibilidade de ninguém ou causar qualquer problemas assim. Mas LeBron é uma pessoa muito apaixonada e quer ser colocado em uma posição em que possa ter sucesso."

    O Lakers teve problemas com violações no passado, embora isso tenha ocorrido sob o front office liderado por Magic Johnson. É compreensível que a franquia provavelmente ainda esteja em alerta para evitar mais multas.

    [adgoogle][/adgoogle]

    Jeanie Buss: Russell Westbrook foi o nosso melhor jogador na temporada passada

    Jeanie Buss parece bastante confusa.

    Depois da presidenta do Lakers não mencionar Westbrook nos planos do time para a próxima temporada em entrevista para a revista GQ americana, ela simplesmente o classificou como o "melhor jogador do Lakers" na última temporada para o jornalista Sam Amick do The Athletic.

    "Tudo o que posso dizer é que, do meu ponto de vista, Westbrook foi nosso melhor jogador no ano passado. Ele jogou praticamente todos os jogos, esteve presente, trabalhou duro. Você sabe, eu adoraria ter visto o que seria esse time se todos estivessem saudáveis. É muito difícil vencer quando Anthony Davis não está em quadra. LeBron se machucou muito na temporada. Mas Russ esteve em todos os jogos e atuou duro todas as noites. E , você sabe, eu realmente o aprecio por quem ele é e pelo que ele traz para a equipe."

    Buss esclareceu seus comentários quando Amick entrou em contato via mensagem depois da entrevista, dizendo: "A palavra que eu deveria ter usado era 'consistente'. Ele jogou 78 jogos na temporada passada."

    [adgoogle][/adgoogle]

    O Lakers adquiriu Westbrook do Washington Wizards em agosto passado em uma troca de cinco equipes que incluiu Kyle Kuzma, Montrezl Harrell e Kentavious Caldwell-Pope, formando um Big 3 com Lebron e Davis.

    Não parecia na época que era um tiro no escuro para o trio ter sucesso, já que Westbrook é nove vezes All-Star, duas vezes cestinha da liga, uma vez MVP da NBA e provavelmente futuro Hall da Fama.

    Além disso, ele foi extremamente produtivo durante sua única temporada com Washington, com médias de 22,2 pontos, 11,7 assistências e 11,5 rebotes por jogo, tendo por quatro vezes em cinco anos uma média de triplo-duplo.

    As estatísticas de Westbrook com o Lakers foram decentes, com médias de 18,5 pontos, 7,4 rebotes e 7,1 assistências, mas ele acertou apenas 44,4% de seus arremessos e 29,8% de bolas de três pontos.

    [adgoogle][/adgoogle]

    A disponibilidade foi o maior trunfo de Westbrook em 2021-22, pois ele perdeu apenas quatro jogos, enquanto LeBron e AD estavam frequentemente na geladeira.

    LeBron perdeu 26 jogos e Davis 42 jogos, o que significa que Westbrook era a única estrela do time por muitas vezes e o Lakers precisava que ele atuasse no nível que ele fez durante seu auge com o Oklahoma City Thunder.

    Isso estava longe de ser o caso, e como o time não tinha profundidade, não teve poder de fogo suficiente para vencer sem LeBron ou Davis.

    Como resultado, o Lakers terminou a temporada com uma campanha de 33-49 e ficou de fora dos playoffs, um ano após a saída da pós-temporada na primeira rodada e dois anos depois de vencer o campeonato da NBA.

    A saúde de LeBron e Davis provavelmente será a maior chave para o sucesso do Lakers durante a próxima temporada, mas se ainda continuar por Los Angeles, Westbrook vai precisar melhorar e muito para ser realmente considerado o melhor jogador do time.

    [mediabr][/mediabr]

    Fala aí!

    Lakers Brasil: Desde 2006, tudo sobre o Los Angeles Lakers

    • Facebook
    • Instagram
    • Twitter
    logo labr