Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    18 de Agosto de 2022 postado por Renato Campos

    nba_o_que_lebron_james_exigiu_ao_assinar_um_novo_contrato_com_o_lakers

    O Lakers e LeBron James concordaram com uma extensão de contrato, no valor de US$ 97,1 milhões por dois anos. O acordo mantém o jogador sob contrato com o time pelo menos até a temporada 2023-24. LeBron tem uma opção de jogador em 2024-25. Sua extensão naquele momento, vai valer até US$ 111 milhões ao longo de dois anos com base nos aumentos do teto salarial, segundo o jornalista Shams Charania.

    LeBron, que completará 38 anos em dezembro, foi limitado a uma extensão de dois anos por causa da “regra de mais de 38 anos” da CBA. Ele não pode ser negociado na próxima temporada. A extensão faz de LeBron o jogador mais bem pago da história da NBA, com US$ 532 milhões em dinheiro garantido na carreira.

    A extensão de LeBron foi até certo ponto inesperada em tão pouco tempo, já que ele poderia aceitar até o dia 30 de junho de 2023, antes se tornar um agente livre em julho próximo.

    LeBron provocou especulações durante o All-Star 2022, quando disse ao The Athletic que "a porta não estava fechada" sobre a possibilidade de ele retornar a Cleveland para jogar pelo Cavs. A extensão fecha a porta para essa opção – pelo menos até 2024, a mesma offseason em que o filho de LeBron, Bronny, é elegível para ser selecionado por uma equipe da NBA.

    LeBron teria pedido melhoras no elenco e Kyrie em Los Angeles

    De acordo com o último artigo do jornalista Jovan Buha do The Athletic, LeBron teria entrado em acordo com o Lakers após pedir melhoras no elenco e reforçou que a diretoria negociasse com o seu ex-companheiro de Cavs, Kyrie Irving.

    "Pessoas ligadas ao Lakers estavam confiantes de que LeBron assinaria uma extensão, considerando o quanto ele gostou de jogar pelo time e morar em Los Angeles. O principal ponto da decisão foi por conta do jogador continuar irredutível de que o Lakers ainda precisa melhorar o elenco atual e negociar pelo armador Kyrie Irving, segundo fontes ao The Athletic." Jovan Buha.

    Se LeBron não tivesse assinado uma extensão, arrastando a situação para o training camp e ao longo da temporada, haveria muita especulação sobre seu futuro.

    Porém, com o jogador assinando o acordo agora, ele encerra essa história e dá ao Lakers uma visão mais clara de seu futuro. LeBron e Davis tem agora o mesmo período de contrato com o time, com as duas estrelas tendo a capacidade de negociar novos acordos ou testar a agência livre em 2024.

    O compromisso de LeBron também coloca o Lakers em cheque para montar um elenco de nível de título. Por enquanto, o time ainda está longe disso.

    Não há como dizer o que o futuro reserva, mas as chances de título do Lakers estão diretamente ligadas ao desempenho de LeBron. O elenco de apoio desta temporada é de certa forma melhor, mas ainda há grandes buracos na rotação, com a necessidade de arremessadores e defensores.

    Lakers precisa ser agressivo ainda nesta offseason

    Considerando a vontade de LeBron em ter ao seu lado Kyrie Irving e seu descontentamento com a inatividade do Lakers no prazo final de trocas da última temporada, tudo sugere que o Lakers indicou a LeBron que será mais agressivo na busca de melhorar suas chances de título para ainda este ano, o que, é claro, teria que vir na forma de negociar Westbrook.

    Com o salário de Westbrook sendo tirado da folha do time no máximo até a próxima offseason, o Lakers pode ter mais de US$ 34 milhões livre no teto salarial em 2023, dependendo do que Talen Horton-Tucker fizer com sua opção de jogador e como a diretoria vai lidar com o resto de seu elenco. Isso não é suficiente para adicionar um terceiro agente livre de contrato máximo, mas é suficiente para adicionar um jogador de peso, ou dividir entre vários outros jogadores, melhorando a profundidade do time. 

    O Lakers está projetado para ter espaço para um contrato máximo em 2024, o ano em que LeBron fará 40 anos.

    Fala aí!