Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    nba_boletim_de_rumores_do_lakers_(14

    Setembro vai passando rápido e com ele a proximidade do traning camp. No próximo dia 27, o Lakers tem encontro marcado com todo seu elenco para começar os trabalhos para a temporada que se aproxima. Antes disso, LeBron James vai dar início ao seu minicamp apenas com o elenco. 

    Será que teremos alguma modificação significativa até lá?

    Vamos dar uma olhada no cenário de rumores envolvendo o Lakers nos últimos dias.

    As últimas informações sobre a negociação envolvendo Lakers e Jazz

    Desde que Donovan Mitchell foi adquirido pelo Cavs e chocou todo cenário de trocas da NBA, as movimentações para uma iminente troca do Lakers parece ter esfriado. Apesar da diretoria ter passado toda offseason buscando uma negociação por Russell Westbrook, o que parece neste momento é que nada mais vai acontecer.

    Enquanto o Lakers ainda parece estar reticente em abrir mão de suas escolhas de primeira rodada do draft, o Jazz, time com maiores condições de ser parceiro em uma troca, não tem pressa em fazer um acordo que não os pague generosamente. Depois dos movimentos de Mitchell e Gobert, a diretoria do time de Salt Lake pode esperar até que as equipes fiquem desesperadas o suficiente para pagar mais por seus veteranos.

    Entre os jogadores dos quais o Jazz está disposto a se separar estão Bojan Bogdanovic, Jordan Clarkson, Mike Conley e Rudy Gay. Segundo rumores, o Lakers estaria mais interessado em Bogdanovic e provavelmente também teria interesse nos jovens Malik Beasley e Jarred Vanderbilt, alas que não são exatamente estrelas, mas se encaixariam muito bem com LeBron James e Anthony Davis.

    [adgoogle][/adgoogle]

    O problema é que, de acordo com Jake Fischer no podcast “Please Don’t Aggregate This”, a menos que o Lakers envie duas escolhas para o Jazz, não vai haver um acordo:

    "Do meu entendimento, Utah estaria aberto a adequar salários que atendem ao contrato de Russell Westbrook, desde que eles recebam essas duas escolhas. Novamente, não ouvi que o Lakers está disposto a colocar essas duas escolhas no jogo. Eu ouvi, não sei se isso foi oferecido, mas pelo menos houve algum tipo de flerte ou reunião interna do lado do Lakers para colocar uma troca de escolha no acordo também. Isso não parece ser o suficiente do lado de Utah."

    Em um artigo para o Bleacher Report, Eric Pincus fez parecer que o Lakers vê a absorção do contrato de um ou mais dos veteranos do Jazz como um favor para ajudar o Jazz a limpar a folha salarial, para que eles não tenham que abrir mão de seu capital de draft. Segundo Pincus, “O Lakers pode estar aberto a levar Bogdanovic e outras peças do Jazz pelo armador veterano Westbrook, mas não está ansioso para abrir mão de uma escolha de primeira rodada”.

    Claramente, há uma grande lacuna nas negociações entre as duas equipes, e ambos os lados parecem teimosos demais para ceder.

    O único time que ainda pode negociar com o Lakers

    O Lakers não tem outras opções de troca além do Jazz.

    Os jornalistas Jake Fischer e Zach Lowe mencionaram algumas equipes que têm salário suficiente para negociar por Westbrook porque estão se reconstruindo. No entanto, todos esses negócios em potencial têm ainda mais desafios do que fazer uma movimentação com o Jazz.

    Fischer levantou a ideia de um possível acordo com o Spurs que faria o time enviar Josh Richardson, Doug McDermott e Jakob Poeltl para Los Angeles. Alguns dos problemas nessa jogada são que o Spurs valoriza muito Poeltl. O jogador não se encaixaria muito bem ao lado de Davis e como o próprio Fischer disse “não parece haver muito apetite por isso do lado do Lakers”. Lowe também chamou esse acordo de “meia medida” porque não torna o Lakers bom o suficiente.

    Lowe falou sobre o time do Hornets, que poderia enviar um pacote como Terry Rozier e Gordon Hayward, mas o Lakers não parece interessado em receber salários além de 2022-23, então o contrato de Hayward não é ideal.

    [adgoogle][/adgoogle]

    A última opção razoável seria o Pacers com Myles Turner e Buddy Hield. O contrato de Hield apresenta um problema semelhante ao de Hayward, mas o armador de Indiana ganha metade se comparado a Hayward em 2023-24 e é duas vezes mais consistente. A verdadeira questão é que nenhum dos lados parece tão interessado, ou eles estariam mais perto de fechar um acordo. Por Lowe:

    "Posso dizer com quase 100% de certeza, é preciso as duas escolhas de primeira rodada para que o Pacers começe uma reunião sobre isso... Mas a partir de agora, eu realmente não ouço muito sobre algo nesse sentido."

    O Lakers poderia apontar para esses pacotes de troca teóricos e dizer que o problema é a falta de talento que chegaria a Los Angeles. O Lakers não pode se apegar às futuras escolhas e se recusar a receber de volta um salário ruim. A diretoria tem que conceder algo em uma negociação. Sem abrir mão de recursos de draft ou cap, a diretoria não vai encontrar um time para negociar por Westbrook.

    Nesse mesmo episódio do “The Lowe Post”, Ramona Shelburne disse que Westbrook estaria aberto a uma troca, mas ele não pediu oficialmente uma. O que é mais importante para Westbrook é que ele pode estar em um lugar onde Russ pode ser Russ. Há uma chance de que, se ele for negociado, o time em que ele for mandá-lo para casa ou tentar comprá-lo.

    Ser comprado significa que o valor de Westbrook diminui na liga. De repente, ele se torna um jogador que pode estar nas últimas etapas de sua carreira.

    [mediabr][/mediabr]

    Russell Westbrook está aberto a uma troca do Lakers

    A offseason do Lakers está cheia de rumores sobre uma possível troca de Russell Westbrook. Westbrook foi terrível para o Lakers em sua primeira temporada com a equipe e, como resultado, a diretoria está analisando a possibilidade de trocá-lo durante toda a offseason.

    Embora todos saibam o que o Lakers quer fazer com Russell Westbrook, ninguém realmente ouviu falar muito sobre os sentimentos de Westbrook em uma possível troca de Los Angeles. Isso mudou, no entanto, já que os rumores começaram a filtrar que Westbrook estaria aberto a uma troca com o Lakers, mesmo que ele não tenha solicitado uma. Isso adiciona mais combustível aos rumores de troca de Russell Westbrook à medida que a temporada 2022-23 se aproxima.

    “Russ está muito aberto a uma troca. Ele não pediu uma troca tenho certeza disso. Mas ele está aberto a isso, para algum time que deseja empoderá-lo a ser o Russell Westbrook de antigamente.” – Ramona Shelburne, The Lowe Post

    Este é outro capítulo de uma saga comercial já complicada. Poucas equipes estão interessadas em Russell Westbrook, devido a sua atuação na última temporada e ao seu contrato. A negociação de Westbrook quase certamente envolveria as duas escolhas de primeira rodada do draft do time eme 2027 e 2029, o que não é algo que eles parecem muito inclinados a fazer.

    Russell Westbrook ainda não solicitou uma troca, e as chances são de que ele não o fará antes do início da próxima temporada. Mas quem sabe, talvez o desejo de Westbrook de ser negociado tornando-se de conhecimento público possa ajudar uma negociação a ser feita.

    [adgoogle][/adgoogle]

    Russell Westbrook não vai aceitar o buyout

    Uma fonte da NBA afirmou que Russell Westbrook nunca aceitará uma compra (buyout) do Lakers ou de qualquer outra franquia da NBA.

    A situação de Russell Westbrook com o Lakers aparentemente não está perto de ser resolvida, mesmo com a nova temporada da NBA chegando cada vez mais perto. Ambos os lados parecem saber que a separação seria a melhor coisa para seus respectivos interesses.

    O Lakers pode trocar Russ por um monte de jogadores sólidos que melhorarão a profundidade da equipe. Mas é mais fácil falar do que fazer. Nas últimas semanas, o Lakers fez tudo ao seu alcance para trocar o jogador.

    Sem negociações chegando a uma conclusão, a sensação em torno de Westbrook mudou. A maioria agora acredita que Brodie começará a temporada 2022-23 como jogador do Lakers e fará o possível para provar que ainda é um dos melhores da liga.

    Apesar disso, um report recente sugeriu que Russ está aparentemente muito aberto a deixar o Lakers. Embora ele ainda não tenha solicitado uma troca, o report afirmou que, se houvesse uma opção, ele ficaria feliz em deixar a equipe.

    [adgoogle][/adgoogle]

    Vamos supor por um segundo que Russ realmente seja negociado. Mesmo que isso aconteça, há uma grande chance de que o próximo time em que ele fizer parte do elenco, simplesmente tente negociar uma compra.

    A jornalista Ramone Shelburne acredita firmemente que Russ não é um cara de buyout, e se ele concordar com isso, ele perderá todo seu valor.

    "Russell Westbrook não é um cara de buyout. Você tem que concordar com uma compra, e não é assim que ele está conectado. Esse é um cara que é muito orgulhoso, e se você aceitar uma compra uma vez em sua carreira, você é visto de forma diferente pelo resto de sua carreira. Russ é Russ por causa de sua arrogância e da maneira como ele sangra dentro de quadra, a maneira como ele joga com isso. Você não pode recuar... Se ele aceitar, então ele não é mais Russell Westbrook."

    Com o training camp da NBA se aproximando, o Lakers espera resolver o problema de Russ o mais rápido possível.

    Afinal, quando a temporada começar, a diretoria não vai querer por perto um jogador infeliz. Isso simplesmente aumentará o risco da química da equipe e o Lakers ter mais uma temporada ruim como da última vez.

    [adgoogle][/adgoogle]

    Fala aí!