Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    05 de Setembro de 2022 postado por Renato Campos

    nba_jordan_clarkson_pode_fazer_seu_retorno_ao_lakers

    O Lakers ainda pode ir atrás de um velho conhecido nesta offseason.

    Jeff Zillgitt, do USA Today Sports, relatou esta semana que o Lakers têm algum interesse em alguns dos novos veteranos do Utah Jazz, agora que Donovan Mitchell não está mais no time. Entre esses nomes está o ex-armador do próprio time, Jordan Clarkson.

    Clarkson, agora com 30 anos, jogou as quatro primeiras temporadas de sua carreira na NBA de 2014 a 2018 em Los Angeles. As duas primeiras dessas temporadas viram Clarkson se tornar um titular ao lado de Kobe Bryant.

    Clarkson foi negociado pelo Lakers em 2018, chegando às finais da NBA com o Cleveland Cavaliers e vencendo o Sexto Homem do Ano no Jazz. Ele tem uma boa média de 17,1 pontos por jogo nas últimas duas temporadas e vai receber cerca de US$ 13,3 milhões no próximo ano com uma opção de jogador para 2023-24.

    [adgoogle][/adgoogle]

    3 times titulares do Lakers que podemos ver na próxima temporada

    A temporada 2022-23 precisa ter um melhor resultado comparado a última campanha do Lakers. Este talvez seja o objetivo mais claro para todos os envolvidos.

    Embora o elenco possa ainda não estar fechado, precisamos considerar que o Lakers pode precisar ter que montar suas rotações com as peças existentes no momento.

    Será que o Lakers vai começar a temporada com Russell Westbrook no elenco? Será que a diretoria vai conseguir concretizar uma negociação com o Jazz e Knicks envolvendo o armador? Por enquanto não temos essas respostas.

    Dito isso, vamos dar uma olhada em três escalações diferentes, que o técnico Darvin Ham pode arquitetar para ser o time titular do Lakers na próxima temporada.

    Primeira escalação: Westbrook tem nova chance

    Russel Westbrook

    Lonnie Walker IV

    LeBron James

    Anthony Davis

    Thomas Bryant

    Esta primeira escalação pressupõe que Russell Westbrook não seja negociado ou simplesmente colocado na geladeira pelo Lakers.

    O Lakers reforçou sua profundidade de ala nesta offseason, incluindo a contratação de Lonnie Walker IV do Spurs. Apesar de ter começado apenas seis jogos na temporada passada, Walker IV mostrou a capacidade de ser um slasher eficaz, o papel perfeito ao lado de LeBron James.

    Thomas Bryant também foi contratado durante a offseason, já que o Lakers decidiu trazer o produto de Indiana de volta para Los Angeles, onde ele foi originalmente draftado. Bryant será um excelente ajuste ao lado de Anthony Davis, pois sua capacidade de espaçar a quadra será muito importante.

    Bryant teve dificuldade em se manter saudável nas últimas duas temporadas, mas acertou mais de 40% na faixa de três pontos.

    O principal ponto de interrogação com este potencial grupo é a falta de arremessos de longa, especialmente dos armadores. O melhor arremessador de fora mais eficaz desses grupo é provavelmente Thomas Bryant. Isso provavelmente não é um bom sinal.

    A quadra de armação com Westbrook e Walker IV também não inspira confiança defensivamente, já que ambos os jogadores não desempenharam bem esse papel no ano passado.

    Embora este cinco inicial seja certamente uma possibilidade, não é a melhor opção à disposição do Lakers.

    [adgoogle][/adgoogle]

    Segunda escalação: Beverley e novas peças

    Patrick Beverley

    Buddy Hield

    LeBron James

    Anthony Davis

    Myles Turner

    A segunda opção pressupõe que Russell Westbrook seja negociado de alguma forma para o Pacers, juntamente com capital de draft, em troca de Buddy Hield e Myles Turner como tem sido reportado repetidamente nesta offseason.

    Este é um grupo em que é difícil encontrar pontos fracos. O recém-adquirido Patrick Beverley assumiria o papel de armador principal enquanto pode atuar como uma ameaça de perímetro. Beverley também adicionaria as habilidades de um defensor para aliviar ainda mais a carga de um velho LeBron James. Falando em LeBron, essa formação permitirá que ele assuma as principais funções de manipulador de bola e facilitador.

    Além disso, Buddy Hield é o jogador ideal ao lado de um jogador como LeBron, pois vem na bagagem com uma porcentagem de três pontos de 39,8% na carreira. A adição de Hield provavelmente faria dele o melhor arremessador de três pontos que o Lakers teve em um bom tempo.

    Myles Turner seria um ajuste interessante ao lado de Anthony Davis, tanto ofensivamente quanto defensivamente. Turner é capaz de espaçar a quadra ofensivamente, o que é ideal ao lado de Davis. Essa formação, como um todo, quase certamente corrigiria os problemas de espaçamento que atormentaram o time nas últimas duas temporadas.

    Defensivamente, a dupla de Turner e Davis seria imediatamente a melhor combinação defensiva de homens de garrafão da NBA. Davis também seria capaz de mostrar suas habilidades defensivas de perímetro, com Turner protegendo o aro.

    Essa formação pode ser o melhor cenário possível para Darvin Ham e o Lakers.

    [adgoogle][/adgoogle]

    Terceira escalação: Lakers descartando Westbrook

    Kendrick Nunn

    Austin Reaves

    Lonnie Walker IV

    LeBron James

    Anthony Davis

    A terceira e última escalação inicial assume que Russell Westbrook não foi negociado, mas sim colocado de fora dos planos do time.

    Este quinteto corrige o problema de espaçamento que estava presente na primeira formação. Supondo que Kendrick Nunn esteja finalmente saudável, ele adicionará um elemento de ameaça de pontuação na posição de armador. Nunn foi eficaz na pré-temporada passada antes de se machucar e o Lakers espera que isso finalmente aconteça na temporada regular em 2022.

    Austin Reaves merece inequivocamente um grande papel no Lakers após sua excelente estreia como novato. Reaves pode fazer um bom trabalho defensivo e é um arremessador de longa de qualidade. Se Reaves não começar no time titular, ele provavelmente vai fechar os jogos.

    A grande mudança nesta formação potencial é voltar com Anthony Davis na posição de pivô. Embora tenha ficado claro que não é a preferência do jogador, e isso se refletiu nos movimentos de offseason de Los Angeles, ainda pode dar ao Lakers a melhor chance de vencer jogos.

    [mediabr][/mediabr]

    Fala aí!