Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    26 de Setembro de 2022 postado por Renato Campos

    nba_russell_westbrook_manda_forte_mensagem_para_torcida_do_lakers_rumo_a_nova_temporada

    Com o training camp marcado para começar nesta segunda-feira, 27 de setembro, Russell Westbrook deve estar respirando aliviado em poder fazer parte do elenco do Lakers rumo a nova temporada.

    Em entrevista com o insider Adrian Wojnarowski da ESPN, Russ contou como tem encarado os rumores de troca e o que esperada da nova temporada em Los Angeles.

    Russell Westbrook estava usando um chapéu, chinelos e sorrindo dentro da sala de conferências de seus escritórios na "Avenue of the Stars". As negociações comerciais pararam, o campo de treinamento chegou e Westbrook já teve que responder a questão: você se sente desejado pelo Los Angeles Lakers?

    "Não preciso", disse Westbrook à ESPN recentemente. "Preciso apenas fazer o meu trabalho. Se sou desejado ou não, não importa. Acho que o mais importante é aparecer para o trabalho e fazer o trabalho como sempre fiz: ser profissional e jogar pra caramba e competir."

    Westbrook está em sua segunda temporada com o Lakers, e com ela vêm as garantias de nada. Ele não está prometido para ser titular, ou permanecer no time, ou ser negociado para um time que o manterá no elenco. Ele entende tudo, mas ainda estava sorrindo durante a entrevista.

    Westbrook falou que voltou a trabalhar na academia mais cedo nesta offseason passada do que jamais fez em sua carreira, sobre um verão cheio de conversas com o técnico do Lakers, Darvin Ham, sobre uma "conexão" e "confiança" com a visão de Ham de utilizar ele de uma forma que pode impactar nas vitórias desse novo Lakers.

    Talvez seja como titular ou talvez seja fora do banco. "Faço o que for preciso para este time vencer", disse Westbrook. "Estou preparado para o que vier no meu caminho."

    Westbrook falou de sua comunicação com os companheiros de equipe LeBron James e Anthony Davis, sobre como eles jogaram apenas 21 jogos juntos há uma temporada, e que ele ainda enxerga as possibilidades.

    "Há muito otimismo sobre como podemos ser ótimos, como AD, LeBron, eu mesmo - podemos ser imparáveis na minha opinião", disse Westbrook.

    Westbrook não quer dizer que está fazendo a transição para um role player, e que sua temporada 2021-22 foi tudo menos uma aberração. E com certeza, ele não esta aqui pra dizer que o fracasso dele e do Lakers fez com que tivesse que lutar para manter sua confiança.

    "Não, eu não tive que lutar contra isso", disse Westbrook. "Eu tive que lutar contra minha resposta sobre como isso afeta as pessoas próximas a mim. Para mim, essa foi a parte importante. Confiança não é algo que me falta. Sim, houve momentos na última temporada que eu queria jogar melhor - que eu deveria ter jogado melhor - mas minha confiança nunca vacila. Ter jogos ruins faz parte da NBA, e eu entendo isso.

    "A única coisa que afetou para mim foi o impacto que teve nas pessoas mais próximas a mim - minha mãe, meu pai, esposa, irmão, amigos íntimos. Nunca tivemos que lidar com isso como uma família. Essa foi a coisa mais difícil - ser vaiado na arena e ter meus filhos lá.

    "Eu olhava para minha esposa, meus pais e tentava fazê-los saber que está tudo bem. Tendo jogado tanto tempo na liga, estou mais acostumado a isso. Então, no ano passado, foi como, 'Oh m----. Isso não está divertido para mim.' ...

    "Ser capaz de jogar em casa, isso se tornou um sonho realizado. Mas honestamente, eu não esperava tanto por mim quanto por todas as pessoas com quem cresci, pessoas da comunidade. ... Mas não foi exatamente como eu planejei."

    Nada na temporada passada do Lakers correu conforme o planejado, mas Westbrook tem a chance de tentar novamente com o Los Angeles. Provavelmente, não há cenários em que Westbrook esteja de volta com o Lakers em um novo contrato em 2023-24, e talvez apenas alguns que não incluam o Lakers continuando a ver se podem transformar o contrato expirado de Westbrook e as escolhas de draft em uma troca por vários jogadores de rotação - ou talvez até mesmo uma estrela.

    Westbrook passou o verão tentando mostrar ao Lakers que estava comprometido em fazer seu papel no time funcionar, aparecendo nas coletivas de imprensa de Ham e Patrick Beverley, juntando-se aos jovens jogadores do Lakers na Las Vegas Summer League e gastando muito tempo seus dias nas instalações de treino da equipe.

    "Não estou nem perto de terminar", disse Westbrook. "Sou super grato e abençoado por poder competir ano após ano, e isso é tudo que posso fazer é me preparar, minha mente, meu corpo enquanto eu jogar. ...

    "Vou cometer erros. Eu ocasionalmente não vou ter bons jogos. Haverá momentos e períodos em que não jogarei bem. Eu já tive isso, e houve momentos no ano passado que eu poderia ter jogado melhor, e eu sou parte disso. Entrando neste ano, me sinto ainda mais preparado do que estava nos anos anteriores. É isso que estou mais ansioso. Isso vai me carregar para todas as lutas que vêm no meu caminho."

    Pergunte a Westbrook se ele acha que fará uma performance surpreendente nesta temporada, e ele ri e faz uma pausa: "Na minha mente, não, mas ... acho que na mente de outras pessoas? Sim, acho que pode ser surpreendente para outras pessoas ."

    Westbrook ainda é um Laker. Querido ou não, ele está marchando para o ginásio prometendo competir e honrar os desejos de Ham sobre como ele precisa jogar um basquete vencedor. Talvez o tempo seja curto, mas Russell Westbrook ainda acredita que pode reformular sua história em Los Angeles.

    Fala aí!

    Lakers Brasil: Desde 2006, tudo sobre o Los Angeles Lakers

    • Facebook
    • Instagram
    • Twitter