Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    09 de Setembro de 2022 postado por Renato Campos

    nba_shaq_tem_receita_para_lebron_e_davis_terem_sucesso_com_o_lakers_nesta_temporada

    Apesar do fato de que ele jogou por nada menos que seis times da NBA ao longo de sua carreira de 19 anos, não há como negar a lealdade de Shaquille O'Neal com o Lakers. No entanto, Shaq é do tipo que sempre chama os bois pelos nomes e, sem surpresa, foi o que ele fez novamente com LeBron James e companhia antes da nova temporada.

    De acordo com Shaq, há uma receita simples para o sucesso do Lakers na próxima temporada. Uma que requer uma série de de fatores-chave que devem se encaixar:

    “Sim, se LeBron e Davis permanecerem saudáveis, eles ficarão bem. Mas para ter qualidade para um título, eles precisam de peças ao seu redor. Pat Beverley é uma boa peça, é uma peça defensiva. Russ, não sei o que ele vai fazer, não sei como vão usá-lo. Mas eles precisam de alguns cães como Beverley, precisam de alguns reboteiros e precisam de alguns arremessadores. Isso é tudo que você precisa. Não é ciência de foguetes. Você precisa de um líder na quadra, alguém que domine consistentemente, todas as noites, você precisa de um arremessador letal, e você precisa de um cara que vá irritar algumas pessoas. É isso. É assim que se ganha um campeonato.”

    Se você colocar dessa forma, parece que é bastante simples. Você também deve notar que Shaq é quatro vezes campeão da NBA, então ele definitivamente sabe do que está falando aqui.

    Shaq claramente gosta da adição de Patrick Beverley, no entanto. Ele sabe que o Lakers precisa de “cães” em seu elenco, e Pat Bev parece ser perfeito para esse requisito.

    O mesmo não pode ser dito sobre os sentimentos de O'Neal por Westbrook. Ele parece ser o curinga na equação de Shaq e, com base no que vimos na temporada passada, encontrar o melhor ajuste de Russ para o Lakers é tudo menos uma tarefa simples.

    Lakers pode ter desistido de trocar Russell Westbrook

    O Lakers não fez nenhum progresso real de negociação por Russell Westbrook, e a realidade é que a diretoria pode não estar mais tentando.

    No último episódio do podcast “Brian Windhorst & The Hoop Collective”, Brian Windhorst, da ESPN, disse que os executivos da NBA acreditam que o Lakers decidiu não mais trocar Westbrook. Em vez disso, eles planejam “tentar fazer o melhor possível” com o armador e novo treinador Darvin Ham.

    “Com base nos executivos com quem estou conversando, eles acreditam que o Lakers chegou à conclusão de que não vão trocar Westbrook agora, porque não ficou satisfeito com nenhuma de suas ofertas e vão tentar fazer o melhor com o jogador e ver o que acontece.” Brian Windhorst

    Isso não significa que o Lakers possa não mudar de ideia. Se a oferta certa surgir, dificilmente Pelinka e companhia recusaria um acordo. 

    O problema é que as equipes querem que o Lakers inclua pelo menos uma escolha de primeira rodada em qualquer possível troca por Westbrook e seu salário de US$ 47 milhões. Pelo visto, o que a diretoria prefere agora, é manter o jogador a abrir mão dessas escolhas.

    Ham disse consistentemente que está ansioso para trabalhar com Westbrook. Muitos sentiram que a decisão do Lakers de adquirir Patrick Beverley via troca sinalizou o fim não oficial do tempo de Westbrook em Los Angeles. 

    Mas pelo visto, tudo pode acontecer nas próximas semanas.

    O Lakers estaria blefando?

    Tudo parecia perfeito em Los Angeles na última terça-feira.

    Russell Westbrook apareceu na coletiva de imprensa do seu mais novo companheiro Patrick Beverley. O técnico Darvin Ham estava entusiasmado com o que pode estar por vir na próxima temporada e o clima parecia o melhor possível.

    Mas todo mundo está com "pé atrás".

    Será que o Lakers com esse elenco atual consegue ser melhor do que o da temporada passada que venceu apenas 33 partidas?

    Russell Westbrook continua em cheque. E com todos os reports que tivemos nos últimos meses, parece que a diretoria ainda pensa em negociá-lo.

    Mas será que realmente o Lakers está disposto a isso?

    Depois dos últimos acontecimentos, executivos por toda liga duvidam de que o Lakers vai enviar uma futura escolha de primeira rodada, muito menos duas, para se livrar do contrato de Westbrook, a menos que o que o time consiga em retorno, melhore substancialmente a equipe. Então qual é o plano de Pelinka e companhia?

    "Tudo começa com o lado defensivo. Não adianta muito se não marcarmos ninguém", disse Ham. "Temos três membros do Hall da Fama e outros caras ao redor que podem marcar. No ataque, só precisamos ser organizados e disciplinados na forma como nos espaçamos, corremos e onde vamos dar a bola a esses caras."

    Frank Vogel teve um discurso semelhante no ano passado, mas lutou para encontrar uma combinação saudável de jogadores que pudessem pontuar e defender. Ele nunca encontrou essa rotação perfeita, prejudicada por lesões de Anthony Davis e James.

    Para ajudar Ham, a diretoria lhe deu coadjuvantes mais jovens e mais atléticos. A equipe é mais profunda, mas o arremesso continua a ser uma preocupação. Conseguir mais de 56 e 40 jogos de LeBron e Davis é uma prioridade.

    Em suma, há mais perguntas do que respostas para Ham e o Lakers, apesar das frases de efeito positivas que ouvimos na terça-feira.

    O site Bleacher Report entrevistou sete fontes da NBA para o que eles chamaram de uma "verificação da realidade", a maioria das quais era geralmente pessimista.

    'Eles precisam de uma máquina do tempo'

    Supondo que o Lakers permaneça saudáveis, Ham pode treinar esse time para os playoffs?

    Das sete fontes da NBA pesquisadas (incluindo executivos e agentes), apenas uma está confiante nas chances de pós-temporada do Lakers. Dois não estão confiantes, mas, no final das contas, acham que vão ficar entre o quinto e o oitavo. Três veem o melhor caso com o Lakers terminando entre nono e décimo, precisando de duas vitórias no play-in para chegar aos playoffs. O último não espera que a franquia faça o play-in.

    "O Oeste tem oito equipes de calibre de playoffs, o que deixa duas vagas para o Lakers, Kings e Blazers", disse um agente, assumindo que Houston Rockets, Oklahoma City Thunder, Utah Jazz e San Antonio Spurs está vinculado ao draft.

    Qual é a necessidade mais significativa para o Lakers se tornar uma esperança de playoff mais substancial? As respostas foram bastante equivalentes.

    "Eles precisam adicionar arremesso e defesa também", disse outro, com quase todos ecoando esse sentimento.

    Existe um único passo que a equipe pode dar para se tornar um candidato ao título? Uma resposta se destacou.

    "Eles precisam de uma máquina do tempo", respondeu um sarcasticamente, sugerindo que retroceder para evitar fazer a troca de Westbrook era a única saída.

    Ham parece acreditar que Westbrook será um resultado positivo para o Lakers, mas ele também acredita que Westbrook foi deficiente na defesa na última temporada. O jogador precisa fazer grandes avanços nesta temporada.

    "Se eles não negociarem Westbrook, é hora de parar de andar na ponta dos pés em torno de seus sentimentos", explicou uma fonte. "Se ele tiver que sair do banco ou não jogar, faça o que for melhor para o time. Se o jogo dele não resultar em contribuições positivas, procure outras opções".

    "O Lakers precisa de profundidade e transformar Russ em várias peças que possam jogar sem a bola e espaçar o quadra," disse uma fonte, enfatizando que quase qualquer sistema da NBA exige pelo menos uma linha de base de arremesso suficiente, ao menos que o time seja um dos melhores defensivamente. O Lakers não é esse time hoje, pelo menos no papel.

    Preocupações com Davis e Beverley

    A mesma fonte levantou preocupações sobre Davis. "Ele tem sido mais inconsistente do que consistente, depois da bolha."

    Davis acertou apenas 18,6% da faixa de três pontos no ano passado e 26,0% em 2020-21. Westbrook chegou a 29,8 % em sua única temporada com o Lakers.

    "Individualmente, eles são três talentos de elite, mas como exatamente Ham pode espaçar a quadrar ao redor de LeBron com dois não-arremessadores com uma responsabilidade gigante no time?" outro executivo perguntou.

    Embora a aquisição de Beverley tenha sido geralmente elogiada, um apontou que ele é outro "jogador propenso a lesões".

    "Beverley joga apenas 50 jogos por temporada", disse um agente.

    Ham não está entrando em uma situação ideal, mas poucos treinadores novatos herdam uma lista de nível de campeonato. Talvez Ham possa encontrar combinações que lancem e defendam bem o suficiente para dar uma chance ao time.

    Uma fonte foi otimista: "Eles têm LeBron e AD. Se eles estiverem saudáveis, o Lakers ainda é perigoso".

    O Lakers vai precisar compensar jogando na defesa de nível de elite nesta temporada. Porém, nenhum dos entrevistados espera que o Lakers esteja perto de um time defensivo de primeira linha.

    Fala aí!

    Lakers Brasil: Desde 2006, tudo sobre o Los Angeles Lakers

    • Facebook
    • Instagram
    • Twitter