Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    24 de Janeiro de 2023 postado por Renato Campos

    17_anos_do_maior_feito_de_kobe_bryant_na_nba

    Quem lembra do dia 22 de janeiro de 2006 quando o Lakers encarou o Toronto Raptors em Los Angeles? O jogo, que era pra ser mais um entre os 81 jogos de uma temporada regular, acabou ficando para a história.

    Antes da partida, o Lakers tinha uma campanha de 21-19 e Kobe Bryant foi forçado a fazer quase todo trabalho em um time sem muitas forças para buscar uma vaga nos playoffs.

    Durante a partida, o Lakers fazia um jogo equilibrado contra o desajustado time do Raptors que tinha uma campanha de 14 vitórias e 26 derrotas naquele momento. O time perdeu por 36-29 no primeiro período e foi para o intervalo perdendo por 63-49, com Kobe já com 26 pontos no box-score.

    Com o Lakers precisando de uma grande mudança para o segundo tempo, o time entrou bem melhor no terceiro período. Kobe começou a acertar arremesso após arremesso e, de repente, ele marcou 27 pontos em apenas um período com aproveitamento de 11-15 em seus arremessos.

    O ritmo do jogo mudou, os que estavam assistindo a partida ficaram ainda mais atentos e a noite estava se transformando em um dos maiores capítulos da história de Kobe Bryant e da própria NBA.

    Kobe chegou aos 60 pontos, rapidamente aos 70 e já tinha o recorde de pontos de qualquer jogador do Lakers em toda história.

    Incansável, Kobe continuou seu trabalho para marcar 81 pontos e garantir a vitória do Lakers por 122-104, deixando nós torcedores com uma baita memória daquele dia.

    Alguns anos depois, com muito trabalho, Kobe comandou o Lakers ao tricampeonato com maestria.

    Time tinha nomes como Kwame Brown e Smush Parker

    O time do Lakers titular naquele jogo já tinha algumas peças do que se tornaria um time campeão em poucos anos, mas ainda era muito deficiente. Com Andrew Bynum de fora por escolha do técnico Phil Jackson, o time time Kwame Brown e Chris Mihm no garrafão, Lamar Odom jogando aberto na ala, Kobe Bryant e Smush Parker na armação. Contando com os reservas, que tinha nomes como Sasha Vujacic, Luke Walton e Brian Cook, apenas Chris Mihm e Smush Parker marcaram mais de 10 pontos. 

    Lamar Odom ficou próximo de triplo-duplo

    O curioso desta partida é que Lamar Odom ficou muito próximo de um triplo-duplo com oito pontos, 10 rebotes e 7 assistências. Com baixo aproveitamento, de uma cesta em sete arremessos, Odom começou a distribuir mais as bolas ao perceber que seu companheiro estava impossível aquela noite. 

    Competidor nato, Kobe comentou na época que poderia ter feito mais pontos e analisou algumas situações:

    "Eu fiquei de fora por seis minutos no segundo período. Eu poderia ter feito uns 15 pontos nesse tempo. Se eu não estivesse de fora nesse momento do jogo, eu poderia ter feito 40 pontos no primeiro tempo. Dava para terminar a partida com mais de 90 pontos. Eu errei dois lances livres após ter feito 62 seguidos. Eu fiz alguns arremessos que tive a marcação frouxa, mas acabei errando. Tive muitas oportunidades para marcar que acabei não fazendo," disse Kobe Bryant.

    Confira os números de Kobe na partida

    Total de 46 arremessos (28 acertos)

    20 lances livres (18 acertos)

    13 bolas de 3 pontos (7 acertos)

    6 rebotes

    2 assistências

    3 roubos

    1 toco

    42 minutos

    Confira todas as cestas da atuação de 81 pontos de Kobe Bryant contra o Raptors


    Shaq faz lista com 5 jogadores que poderiam superar os 81 pontos de Kobe

    Shaquille O’Neal, que fez uma das mais dominantes duplas da liga com Kobe, revelou recentemente uma lista de cinco jogadores que poderiam superar o feito do Mamba durante uma aparição no The Dan Patrick Show.

    Embora Shaquille O’Neal não estivesse no Lakers quando Kobe marcou 81, ele teve muitas oportunidades de assistir ao desempenho do jogador. Os cinco jogadores que O’Neal acredita que podem superar a pontuação insana de Kobe são James Harden, Kyrie Irving, Stephen Curry, Devin Booker e Kevin Durant.

    Harden foi o que mais próximo chegou da marca dos 81 pontos, já que marcou 61 pontos duas vezes em sua carreira quando estava com o Houston Rockets. Quanto a Irving, o armador somou 57 pontos em um jogo durante sua passagem anterior pelo Cleveland Cavaliers.

    Curry nunca teve problemas para pontuar. Por outro lado, Durant surpreendentemente tem o menor recorde da carreira em um único jogo, com 55 pontos.

    Por último, Booker é na verdade o líder entre este grupo na pontuação de um único jogo, após somar 70 pontos contra o Boston Celtics no início de sua carreira com o Phoenix Suns. O que torna a lista de O’Neal interessante é que o Brooklyn Nets tem três dos cinco jogadores de sua lista.

    Fala aí!

    Lakers Brasil: Desde 2006, tudo sobre o Los Angeles Lakers

    • Facebook
    • Instagram
    • Twitter