Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    nba_revelado_plano_do_lakers_com_westbrook_se_ele_nao_tivesse_sido_trocado

    Antes de ser trocado na negociação que trouxe de volta D'Angelo Russell ao Lakers, a situação de Russell Westbrook em Los Angeles não era das melhores. Segundo os jornalistas Sam Amick e Jovan Buha do The Athletic, o time poderia dispensar o armador se não tivesse sucesso em uma negociação.

    “Os treinadores do Lakers ficaram frustrados com o comportamento recente de Westbrook, e ele ficou chateado por ser mencionado abertamente em discussões de troca”, escreveu o The Athletic. "Ambos os lados estavam prontos para se separar de uma parceria imperfeita."

    O Lakers trocou Westbrook, Juan Toscano-Anderson, Damian Jones e uma escolha de primeira rodada de 2027 (protegida entre as quatro primeiras) para o Utah Jazz na quarta-feira em um acordo de três equipes que incluiu o Minnesota Timberwolves.

    O Lakers adquiriu D'Angelo Russell, Malik Beasley e Jarred Vanderbilt do Timberwolves no negócio.

    O período de Westbrook com o Lakers não foi dos melhores, embora ele tenha crescido consideravelmente sendo o sexto-homem do time nesta temporada.

    O Lakers adquiriu Russ em 2021 em uma negociação que envolveu Kyle Kuzma, Kentavious Caldwell-Pope, Montrezl Harrell e a escolha nº 22 do draft daquele ano.

    Em 78 jogos com o Lakers na última temporada, todos como titular, Westbrook teve o pior ano de sua carreira, com média de 18,5 pontos, 7,4 rebotes e 7,1 assistências, com 44,4% de aproveitamento, sendo 29,8 de bolas de três pontos.

    O Lakers tinha grandes esperanças para o trio de Westbrook, LeBron James e Anthony Davis antes da temporada 2021-22, mas lesões e a incapacidade do armador se encaixar na escalação do time resultaram no Lakers terminando em 11º na Conferência Oeste com uma campanha de 33-49 e ficar de fora da pós-temporada.

    O Lakers então demitiu o técnico Frank Vogel durante a offseason e o substituiu por Darvin Ham antes da temporada 2022-23. A diretoria tentou negociar Westbrook, mas não conseguiu encontrar um parceiro para troca.

    Westbrook assumiu o papel de sexto homem nesta temporada. Em 52 jogos, ele teve média de 15,9 pontos, 6,2 rebotes e 7,5 assistências, com 41,7% de aproveitamento, sendo 29,6% de três pontos.

    Com Westbrook continuando a ter problemas, fazia sentido para o Lakers abrir mão do armador de qualquer maneira possível.

    O Jazz deve aplicar o buyout no seu contrato, de acordo com Chris Haynes, do Bleacher Report, o que o tornará um agente livre. Caso isso aconteça, certamente Russ terá alguns pretendentes para seus serviços para o restante da temporada.

    Fala aí!