Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    16 de Junho de 2023 postado por Renato Campos

    nba_o_lakers_deve_apostar_suas_fichas_em_bradley_beal

    O Lakers terá boas opções para escolher qual caminho seguir nesta offseason. Com uma base forte, a diretoria pode fazer boas escolhas no draft e adicionar peças em um elenco que conseguiu chegar às finais da Conferência Oeste.

    Dado histórico da franquia, muitos questionam se o Lakers deve ir atrás de uma nova estrela ou manter as coisas mais equilibradas ao redor de LeBron e Davis.

    Nesta semana, surgiram rumores de que o armador Bradley Beal pode acabar sendo negociado e que pode haver interesse mútuo entre ele o Wizards em seguir em frente.

    Logicamente o jogador já foi ligado ao Lakers. Mas seria a coisa certa a se fazer agora?

    De certa forma, avaliando a hipótese de que LeBron James está chegando ao final de sua carreira, ter um jogador como Bradley Beal para seguir o caminho do time ao lado de Anthony Davis em um futuro próximo, é um cenário bastante intrigante.

    Obviamente não podemos esquecer de que Davis é um cara propenso a lesões, então Beal precisaria de muita ajuda neste caso. Mas sem o salário de LeBron saindo dos cofres do Lakers, a diretoria pode montar um elenco forte ao redor desses dois jogadores hipoteticamente.

    Beal ajudaria imediatamente o Lakers. O jogador é um pontuador nato com média de 23,2 pontos por jogo e 50,6% de aproveitamento de seus arremessos na última temporada. Embora ele não seja um ótimo arremessador de três pontos, ele tem um aproveitamento na carreira de 37,2%.

    Além disso, Beal pode contribuir com seus companheiros. Ele tem uma média de 4,3 assistências por jogo na carreira, mas conseguiu pelo menos 5,4 por jogo em quatro das últimas cinco temporadas.

    Isso significa que Beal pode tirar muita pressão de um LeBron já envelhecido, mantendo as defesas com muito trabalho, o que também poderia facilitar o trabalho de Davis nas finalizações.

    Porém, assim como qualquer contratação de uma terceira estrela, o ponto negativo de uma negociação por Beal seria perder capital para montar um time forte imediatamente.

    Beal vai ganhar pouco mais de US$ 43 milhões na próxima temporada. Isso significa que o Lakers teria que abrir mão de muito para tê-lo no elenco, como reportou o jornalista Sam Quinn da CBS Sports.

    “Supondo que LeBron James e Anthony Davis não sejam nomes negociáveis, o Lakers literalmente tem apenas cerca de US$ 39,3 milhões para negociar. Isso significa abrir mão dos outros cinco jogadores de seu elenco (Malik Beasley, Mo Bamba, Jarred Vanderbilt, Max Christie e Shaq Harrison) junto com a 17ª escolha. Para o Lakers atingir esse limite de US$ 42,5 milhões, eles teriam que assinar e negociar um de seus próprios agentes livres. Obviamente Rui Hachimura não vai voltar para Washington, e Austin Reaves é intocável. Isso significa essencialmente que o Lakers teria que encontrar uma maneira de negociar D'Angelo Russell."

    Além disso, o Lakers precisa de pelo menos de um verdadeiro ala que possa defender e matar bolas de três, bem como ter profundidade de pivô adequada para fazer um trabalho com Davis. Negociar por Beal significaria usar a maior parte ou todos os seus ativos comerciais, deixando o time sem fichas que poderiam ser usadas para atender a essas duas necessidades.

    Fala aí!