Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    13 de Junho de 2023 postado por Renato Campos

    o_grande_ensinamento_do_nuggets_para_o_resto_dos_times_da_nba_apos_titulo_inedito

    O Denver Nuggets se sagrou campeão da NBA da temporada 2022-23 depois de superar o resiliente time do Miami Heat em cinco jogos.

    Nikola Jokic mais uma vez fez a diferença para o time do Colorado e coroou seu alto desempenho nos últimos anos com o primeiro título da franquia.

    O título do Nuggets mostrou que a construção paciente de elencos supera os esforços apressados para construir um super time.

    A diretoria de Denver construiu esse time aos poucos, começando com a escolha de Jokic na segunda rodada do Draft de 2014 e Murray dois anos depois. O Nuggets não chegou aos playoffs com essa dupla até antes de 2019, e a partir de então, seu núcleo foi sendo construído em vez de entrar em um ritmo desenfreado por uma busca de um terceiro grande nome.

    Esse é um modelo que o resto da liga, e principalmente nosso Lakers, precisa ficar atenta.

    Pouco antes disso, basta lembrar como o Warriors construiu um time que conquistou uma grande dinastia com Curry, Thompson e Green chegando a Bay Area através do Draft.

    Já ouvimos alguns rumores nesta offseason sobre o Lakers querer buscar mais uma vez Kyrie Irving, Chris Paul e até mesmo Trae Young do Hawks. No entanto, fazer isso é um grande erro e vai sacrificar o restante da montagem do elenco.

    Foi justamente a profundidade do Nuggets que fez a diferença entre apenas se dar bem nos playoffs e ser o verdadeiro campeão. Esse tipo de construção de elenco é essencial para vencer na NBA de hoje.

    Além disso, manter a base de um elenco significa manter a continuidade e a química de seus jogadores, e esse foi outro fator para o título de Jokic e companhia.

    Se analisarmos rapidamente, todas as tentativas anteriores do Lakers de montar um super time falharam. Lembra das aquisições de Gary Payton e Karl Malone em 2003? E as de Steve Nash e Dwight Howard em 2012? Não precisamos nem comentar sobre a de Russell Westbrook há dois anos.

    O Draft está próximo mais uma vez. Com uma boa escolha e algumas mexidas no elenco, o Lakers pode começar a próxima temporada com um time muito mais capaz e pronto para tentar buscar seu 18º título da NBA.

    Veremos se a lição do Nuggets vai repercurtir nas decisões em Los Angeles.

    Fala aí!