Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    10 de Julho de 2023 postado por Renato Campos

    dwight_howard_lista_cinco_times_que_ele_gostaria_de_ainda_jogar_na_nba

    O experiente pivô Dwight Howard teve três passagens distintas pelo Lakers.

    Em sua primeira passagem, durante a temporada 2012-2013, Howard apresentou números sólidos, mas enfrentou críticas por sua falta de precisão nos arremessos. Ele acabou saindo durante o verão de 2013, em meio a um relacionamento tenso com Kobe Bryant.

    Depois de ter dificuldades em se adaptar a outras estrelas, incluindo James Harden, Howard retornou ao Lakers na temporada 2019-2020. Parecia ser a última chance do pivô de consertar sua reputação, além de buscar um campeonato da NBA.

    E ele conseguiu as duas coisas com o Lakers naquela temporada, aceitando um papel reduzido saindo do banco de reservas.

    Howard teve mais uma passagem pelo time na temporada 2021-2022, mas seu desempenho não foi o mesmo. Ele passou a última temporada jogando basquete profissional em Taiwan.

    Durante uma entrevista exclusiva ao Complex, o futuro membro do Hall da Fama expressou sua convicção de que ainda pode contribuir em alto nível na NBA.

    "Eu sei que posso oferecer a uma equipe 25 minutos de basquete dominante. E isso não é apenas sobre pontuar, é sobre jogar defesa, proteger o garrafão, pegar rebotes e finalizar perto do aro. Eu me divirto jogando. Eu só quero sair como um campeão, como deveria ser."

    Howard também mencionou cinco times pelos quais gostaria de jogar, e o Lakers estava na lista.

    "Você tem o Miami Heat. Obviamente, o Lakers. O Warriors. O Kings. Embora os Kings já tenham alguns pivôs, então talvez não seja a melhor opção. Mas o Kings. E o Hawks, já que sou de Atlanta, voltar para casa com o Hawks."

    Howard ainda compartilhou sua fascinação em vestir a camisa do Lakers mais uma vez.

    "Tem sido uma jornada louca. Simplesmente aconteceu de nos encontrarmos novamente. Não sei, é como quando você termina um relacionamento, tenta ficar com outras pessoas, mas há uma conexão especial. É assim que me sinto em relação ao Lakers. É algo que temos em comum. Não sei explicar. Tem que dar certo. Tem que dar certo. Mas eu amo o Lakers. Tivemos uma temporada de título lá e gostaria de ter tido a oportunidade de continuar, porque aquele era o time. Tínhamos tudo. Tínhamos tudo."

    Não está claro se, aos 37 anos, Howard ainda pode defender e contribuir consistentemente em um nível elevado o suficiente para atrair outra chance na NBA, nem se o Lakers estaria interessado em trazê-lo de volta.

    No entanto, o time precisa de um pivô capaz de fornecer defesa física, posicionamento, box out e rebotes por cerca de 15 a 20 minutos por jogo.

    Fala aí!