Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    01 de Julho de 2023 postado por Renato Campos

    nba_fim_da_novela_austin_reaves_assina_novo_contrato_com_o_lakers

    Depois de meses de especulações sobre contratos e ofertas salariais, o Lakers e Austin Reaves decidiram resolver as coisas por conta própria na agência livre. De acordo com Shams Charania, do The Athletic, ambos os lados concordaram com um contrato de quatro anos no valor de US$ 56 milhões.

    Segundo Dan Woike, do The Los Angeles Times, o quarto ano do contrato de Reaves será uma opção do jogador. Charania também mencionou que o acordo inclui um bônus de troca de 15% e o "avanço máximo permitido".

    Com essa contratação, o Lakers agora está cerca de US$ 8 milhões abaixo do teto salarial, com 13 jogadores em seu elenco, incluindo suas duas escolhas do draft. Isso significa que ainda têm margem para assinar novamente com Malik Beasley por um valor acima do salário mínimo, se ambos os lados tiverem interesse nisso.

    Mercado de Reaves inflacionou com todos os rumores

    Reaves poderia ter recebido mais dinheiro se tivesse recebido uma oferta de outro time, mas as coisas não chegaram a esse ponto. Ao deixar claro para todos que eles deveriam igualar qualquer oferta que ele recebesse, o Lakers também acabou influenciando o mercado para Reaves. Aliado à escassez geral de times com espaço salarial disponível, o Lakers conseguiu contratá-lo por um valor menor.

    Assim, o Lakers conseguiu garantir um contrato de longo prazo com Reaves, obtendo um desconto significativo. Ele receberá um pagamento substancial mesmo após sua primeira temporada.

    Ao garantir Reaves, o Lakers tem um armador dinâmico que se destacou como o terceiro melhor jogador da equipe nos playoffs e foi confiável durante toda a temporada passada. É impressionante que tudo isso tenha acontecido apenas em seu segundo ano na NBA.

    A ascensão de Reaves tem sido notável, passando de um agente livre não draftado para um jogador com contrato máximo do Lakers, um tênis de assinatura própria e uma vaga na equipe dos EUA em apenas dois anos.

    Fala aí!