Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    14 de Setembro de 2023 postado por Renato Campos

    austin_reaves_disse_o_que_todo_mundo_sabia_sobre_a_selecao_americana_de_basquete

    Ao se preparar para a Copa do Mundo da FIBA, a seleção dos Estados Unidos entrou em quadra com uma equipe notavelmente inexperiente em competições internacionais. As previsões eram modestas, mas o potencial do time não podia ser ignorado. Um dos jogadores que se destacou foi Austin Reaves, o armador do Lakers, apesar das dúvidas iniciais sobre sua inclusão no time.

    O time americano teve um desempenho sólido na fase de grupos, com uma única derrota para a Lituânia, o que alimentou o otimismo de que uma medalha de ouro poderia estar ao alcance. No entanto, uma surpreendente derrota nas semifinais para a Alemanha, apesar dos 21 pontos de Reaves saindo do banco, abalou essa esperança.

    O próximo objetivo se tornou a medalha de bronze, mas um excepcional desempenho de Dillon Brooks, que marcou 39 pontos, garantiu uma vitória para o Canadá na prorrogação. Reaves, ao ser questionado sobre a derrota, foi direto: 

    "Não fomos bons o suficiente. Perdemos, então essa é a moral da história", disse ele a Mike Trudell, repórter do Lakers.

    Embora a equipe não tenha conquistado uma medalha, algo considerado decepcionante pelos padrões da seleção dos EUA, as atenções já estão voltadas para as Olimpíadas de 2024. Reaves, por sua vez, demonstrou que é um jogador a ser observado. Sua performance na FIBA, um jogo notoriamente mais físico do que a NBA, destacou sua adaptabilidade e é um bom presságio para sua próxima temporada com os Lakers.

    O torneio foi um palco para jovens talentos como Reaves ganharem experiência internacional valiosa e representarem seu país. A seleção americana emergiu como uma equipe com futuro promissor, e para Reaves, apesar de uma offseason agitada, agora é hora de canalizar sua atenção e preparação para a próxima temporada da NBA.

    Fala aí!