Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    15 de Outubro de 2023 postado por Renato Campos

    iman_shumpert_explica_porque_westbrook_nao_funcionou_no_lakers

    Há pouco tempo, o Lakers parecia estar em uma situação complicada após a contratação de Russell Westbrook na offseason de 2021. Apesar das expectativas de disputar o campeonato da NBA, eles não conseguiram chegar ao torneio play-in na temporada 2021-22, e Westbrook tornou-se o bode expiatório.

    Ele se tornou um alvo fácil devido ao seu estilo de basquete ultra-agressivo e sua personalidade, chegando ao ponto em que as críticas pareciam afetá-lo emocionalmente. No entanto, algumas pessoas argumentaram que Westbrook não era necessariamente o culpado pelos problemas anteriores do Lakers, pelo menos não de forma pessoal.

    Shumpert tenta explicar porque Westbrook não funcionou no Lakers

    Iman Shumpert, ex-colega de equipe de LeBron James, explicou por que Westbrook nunca se encaixou totalmente ao time:

    "Meu amigo, ele não se jogou nisso para receber apenas 20% dos toques na bola e agora ele tem que ser super eficiente", disse Shumpert. "Durante toda a sua carreira, ele foi criticado por não ser eficiente. Ele não joga pensando na eficiência, ele joga com coração.

    "E agora você tem que lidar com o Bron e o resto. Eles precisavam jogar em um ritmo diferente. O Bron precisa controlar o ritmo, acelerar quando quer. Russ precisa que a equipe aproveite os contra ataques. Quando acontece um rebote, você tem que lidar com ele vindo com tudo, e precisa ficar de olho no Russ. Esse é o jogo dele. É quando ele se torna um pesadelo para o adversário."

    Estilo de jogo do Lakers teria atrapalhado Westbrook

    No Lakers, Westbrook precisava ajustar seu jogo e aprender a ser eficaz sem a bola, tanto em transições rápidas quanto no ataque posicionado. Mas ele nunca conseguiu fazer isso, embora muitas vezes tenha tentado se adaptar. Em vez disso, ele precisava estar com a bola, enquanto James precisava jogar mais sem ela. Essa inflexibilidade, juntamente com a propensão de Westbrook a perder a bola e sua fraca capacidade de arremesso de longa distância, complicou a situação para o time.

    No final, a equipe trocou Westbrook por D’Angelo Russell e Jarred Vanderbilt, além de dois jogadores pouco utilizados, Damian Jones e Juan Toscano-Anderson, e algumas escolhas de draft. Essa troca acabou sendo a principal razão pela qual a equipe se reergueu e se tornou uma real candidata ao título em março.

    Fala aí!