Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Raphael Philipe

    13 de Dezembro de 2023 postado por Raphael Philipe

    o_real_cenario_sobre_uma_possivel_troca_de_d_angelo_russell_no_lakers

    Embora esteja claro que o Lakers é uma equipe boa nesta temporada, parece que algo está faltando em termos de tornar o time verdadeiro candidato ao título. Seja mais arremessadores de 3 pontos, uma terceira estrela de verdade ou mais um pivô útil, muitas pessoas sentem que a equipe precisa de um pouco de ajuda para chegar ao próximo nível.

    O maior rumor de troca em torno da equipe nesta temporada é que eles estão interessados em adquirir Zach LaVine. LaVine, um ala duas vezes All-Star que atualmente joga pelo Chicago Bulls, jogou na universidade na Universidade da Califórnia, Los Angeles, e é representado pela Klutch Sports, a agência liderada pelo bom amigo e agente de LeBron James, Rich Paul.

    Adquirir LaVine provavelmente significaria que o Lakers teria que abrir mão, no mínimo, do armador titular D'Angelo Russell e do importante ala reserva Rui Hachimura. Embora ambos os jogadores sejam vistos em toda a liga como os candidatos mais negociáveis do Lakers, de acordo com Michael Scotto do HoopsHype, o Lakers não está ativamente procurando negociar Russell.

    "Russell está tendo uma boa temporada, no entanto, e o Lakers não está ativamente procurando trocá-lo, fontes disseram ao Hoops Wire", escreveu Sam Amico. "Bem pelo contrário. Mas a diretoria faria em uma negociação certa, ou pelo menos estaria mais propensa a movimentar Russell do que alguns outros. O Lakers pode simplesmente ter que fazer uma negociação se quiserem um terceiro pontuador consistente em troca."

    Russell tem sido importante para o Lakers apesar de altos e baixos

    Russell tem tendência a ter jogos ruins de vez em quando, como sua atuação de 3-9 nos arremessos na derrota de terça-feira para o Dallas Mavericks. Mas ele está com média de 16,2 pontos por jogo, com 47,9% de aproveitamento nos arremessos de quadra e 40,0% de aproveitamento nos arremessos de 3 pontos, e ele é uma das poucas verdadeiras ameaças de arremesso de longa distância que o time possui.

    Além disso, ele está contribuindo com 6,3 assistências contra 1,8 turnovers por jogo. Trocá-lo colocaria muita pressão em Austin Reaves e LeBron James para assumir mais responsabilidades no controle da bola e na facilitação do jogo.

    Fala aí!