Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Raphael Philipe

    10 de Janeiro de 2024 postado por Raphael Philipe

    o_real_motivo_da_demissao_de_frank_vogel_pelo_lakers

    Quando o Lakers negociou para ter em seu elenco o armador Russell Westbrook na offseason de 2021, muitos acreditaram que isso tornaria o time favorito ao título, ou para pelo menos, chegar às Finais da NBA.

    No entanto, devido a muitas razões, o Lakers teve um desempenho ruim ao longo da temporada 2021-22, resultando em uma campanha de 33-49. O time não conseguiu se classificar para o torneio play-in.

    Logo após o término do último jogo da temporada regular, vazou para a imprensa a notícia de que a equipe havia decidido demitir o treinador Frank Vogel. Vogel estava em sua terceira temporada à frente do time do Lakers e levou o time ao título da NBA em 2020.

    Demissão de Vogel nunca foi muito bem explicada pelo Lakers

    Sua demissão ainda parece um tanto misteriosa, e alguns acreditavam que ele estava sendo usado como bode expiatório pela organização. Segundo Sam Amick, Vogel foi demitido porque a proprietária Jeanie Buss sentiu que ele não conseguiu integrar com sucesso Westbrook ao resto do elenco (de acordo com o The Cold Wire).

    "Jeanie Buss supostamente acreditava que Frank Vogel foi o principal responsável por não integrar Russell Westbrook com sucesso e, finalmente, deu luz verde para sua demissão."

    A partir do meio daquela temporada, os torcedores do Lakers pediram a troca de Westbrook. Depois do experimento de usar Russ como sexto homem no início da temporada passada, ele finalmente foi trocado em um negócio envolvendo três times que trouxe D'Angelo Russell, Jarred Vanderbilt e Malik Beasley para o Lakers.

    Após a troca, o time teve um desempenho de 18-9 pelo restante da temporada e chegou às finais da Conferência Oeste. Como uma fonte colocou de forma um tanto ácida, a saída de Westbrook foi como remover "um vampiro do vestiário".

    Após deixar o Lakers, Westbrook se juntou ao Clippers, e parece ter jogado melhor desde então. Ele também parece mais feliz e está jogando com mais liberdade do que nunca jogou com a camisa do Lakers.

    Fala aí!