Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    25 de Janeiro de 2024 postado por Renato Campos

    precisamos_falar_sobre_d_angelo_russell_e_o_prazo_de_trocas_da_nba

    Em 30 de dezembro, contra o Minnesota Timberwolves, D'Angelo Russell sofreu uma lesão e ficou fora de alguns jogos para começar o ano novo.

    O armador do Lakers aproveitou esse tempo e não apenas deixou sua mente vagar quando estava no banco. Ele observou o que estava acontecendo e descobriu como poderia ajudar a equipe quando voltasse.

    "Foi exatamente isso que aconteceu", disse Russel após uma vitória contra o Portland. "Apenas percebi que, agora que tinha nos visto, estávamos tentando muito dar a bola para o LeBron e o AD. Você se vê driblando ou parecendo louco tentando forçar jogadas. Você precisa ser agressivo ao redor desses caras. Você complementa esses caras sendo agressivo, não passando a bola para eles simplesmente. Isso é fácil de marcar. Você se torna fácil de marcar quando age assim. Então, apenas observei isso, observando muitos caras na equipe tomando essas decisões. Quando voltei, pensei 'vou ser agressivo nessas situações e verei se isso os complementa'. Tem complementado até agora."

    D'Lo tem média de 22,9 pontos por partida desde seu retorno

    Desde seu retorno, ele está com média de 22,9 pontos, 6,6 assistências e 2,0 rebotes. Seus últimos quatro jogos foram particularmente impressionantes, com Russell marcando 20 pontos ou mais em cada jogo. Ele encerrou essa sequência recente com uma ótima atuação contra o Clippers, marcando 27 pontos e distribuindo 10 assistências.

    Russell pode não fazer parte do futuro do Lakers após o prazo de troca de 8 de fevereiro, mas ele permaneceu confortável e focado, mesmo com os rumores de troca de Dejounte Murray por Russell sendo discutidos entre o Lakers e o Hawks.

    Com seu recente desempenho, Russell fez um forte argumento para o Lakers não fazer movimentos e manter esse elenco intacto. Darvin Ham já afirmou que acredita que esta equipe tem 'mais poder de fogo' do que a equipe do ano passado, e se eles puderem começar a demonstrar isso à medida que o prazo de troca se aproxima, talvez a melhor atividade seja a inatividade.

    Também vimos que a dupla de Russell e Austin Reaves pode funcionar como titulares e, com nenhum superastro confirmado no mercado de trocas, um argumento para mantê-los juntos nunca pareceu melhor.

    De qualquer forma, Russell está jogando um basquete de alto nível neste momento e isso deve ser elogiado. Ele consistentemente tem sido o terceiro melhor jogador da equipe e trouxe um nível de consistência que nenhum outro jogador do Lakers, exceto LeBron James e Anthony Davis, trouxe.

    Se ele ficar, será um ativo positivo para esta equipe. Se for negociado, esperamos que seja por um jogador que possa levar esta equipe ainda mais longe do que ele.

    Fala aí!