Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    07 de Abril de 2024 postado por Renato Campos

    a_realidade_sobre_o_potencial_de_bronny_james_na_nba

    LeBron James ainda é um jogador de alto nível na NBA no auge dos seus 39 anos e jogando pelo Lakers. Mas ele não jogará por muito mais tempo, e um de seus objetivos de vida é ver seu filho Bronny chegar à NBA e ter sucesso.

    O jovem James é calouro na Universidade do Sul da Califórnia. Embora tenha mostrado vislumbres de seu potencial, ele é, em grande parte, um jogador em desenvolvimento.

    Ele está com médias de 5,7 pontos, 2,9 rebotes e 2,6 assistências, enquanto acerta apenas 36,5% dos arremessos de quadra e 27,5% das tentativas de três pontos. Esses não são os números de um jogador universitário pronto para o próximo nível.

    Brendan Marks, do The Athletic, fez um esboço realista de onde o jovem James está atualmente em sua jornada no basquete, oferecendo um contraste marcante com o colega de equipe Isaiah Collier, que também pode ser uma escolha do draft deste ano.

    Via The Athletic:

    "E aí reside a realidade de toda a situação de Bronny James", escreveu Marks. "Ele é um bom jogador de basquete... mas agora, ele não é um grande jogador de basquete. Ele é um calouro ainda em desenvolvimento. Então sim, ele comete erros bobos — como o de não concluir um corte no segundo tempo, no jogo que levou a uma bola perdida do seu time e o técnico Andy Enfield gritando pela quadra com o dedo estendido pelo seu erro. Mas ele também tem flashes promissores... É uma mistura. Não é diferente de dezenas de outros prospectos talentosos, mas crus, em todo o país.

    “Ele simplesmente tem um sobrenome gigantesco.

    "Tire esse parentesco, e Bronny James é um jogador universitário para estar por lá por vários anos, alguém que precisa continuar aprimorando suas habilidades. Lembrete: Ele nem sequer é titular agora, em uma das equipes mais decepcionantes na pior de todas as seis conferências principais, segundo o KenPom. O Trojans está um jogo à frente de Oregon State em último lugar na liga. O que sugere que esse cara está pronto para a NBA na próxima temporada? Absolutamente nada. A disparidade na eficácia entre ele e Collier — que foi mencionado como a potencial escolha nº 1 no draft da NBA de 2024 — não foi gritante no sábado; foi um abismo. Collier terminou com 25 pontos, nove assistências, três roubos de bola, dois tocos — ambos no gigante do Colorado Boulder Buffaloes, Eddie Lampkin Jr. — e apenas uma bola perdida em quase 42 minutos de ação. Ele marcou a cesta de empate no final do primeiro tempo.

    “Esse é um cara pronto para jogar basquete profissional. Bronny James não está, pelo menos ainda.”

    Analista compara Broony com jogador do Magic

    Na verdade, John Hollinger, colunista sênior de NBA do The Athletic e ex-executivo do Memphis Grizzlies, sem mencionar um pioneiro em análises estatísticas, jogou ainda mais um balde de água fria sobre onde o jovem James está e onde seu potencial máximo pode chegar.

    “Perguntei ao colunista sênior de NBA do The Athletic, John Hollinger — que costumava avaliar talentos profissionalmente como vice-presidente de operações de basquete do Memphis Grizzlies — o que ele achava de Bronny como um prospecto", escreveu Marks.

    "‘Ele não é um cara que normalmente seria um "one-and-done",' disse Hollinger.

    “Hollinger observou o físico forte de Bronny e sua sensibilidade para o jogo como pontos positivos. Mas ele também observou como o calouro da USC, como todas as estatísticas e filmagens de jogo mostram, tem dificuldades para pontuar consistentemente em qualquer nível neste momento. Hollinger sugeriu que o potencial de Bronny pode eventualmente ser semelhante ao de Gary Harris.”

    Esse comentário final provavelmente fará os torcedores de LeBron James suspirarem. Harris, um armador que joga pelo Orlando Magic, teve uma carreira decente de nove anos. Ele tem uma média de carreira de 11,2 pontos por jogo.

    Isso não é ruim de jeito nenhum, e se isso for o máximo que o jovem James será na NBA, ele pode se dar bem. Mas é claro que isso provavelmente deixaria muitos torcedores querendo muito mais do filho de um dos maiores jogadores de basquete de todos os tempos.

    Neste momento, sua melhor jogada seria permanecer na universidade, talvez por dois ou até três anos mais, em vez de se declarar para o draft deste junho, como alguns esperam.

    Fala aí!