Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    30 de Abril de 2024 postado por Renato Campos

    lebron_james_ja_tem_seu_favorito_a_novo_tecnico_do_lakers

    A admiração mútua que existe entre LeBron James e Ty Lue, atualmente treinador do Clippers não é segredo. Mas com o Lakers eliminado dos playoffs em uma série de cinco jogos na primeira rodada contra o Nuggets e com o futuro tanto de LeBron quanto de Lue em questão, tem havido rumores nos bastidores sobre a possibilidade dos dois se reunirem.

    Lue treinou James por duas temporadas e meia em Cleveland, de 2015-16 até 2017-18, e o Cavs chegou às finais em todas as três temporadas, ganhando o único campeonato da franquia em 2016. James deixou Lue e o Cavs pelo Lakers em 2018 e não tem ficado especialmente feliz com nenhum de seus técnicos durante esse tempo - Luke Walton, Frank Vogel e agora, Darvin Ham.

    Agora, LeBron está em posição de ditar se o Lakers trará de volta Ham, e se não, ele pode ter uma grande influência na escolha do próximo técnico da equipe. Dependendo de como as coisas acontecerem com Lue e o Clippers, travados em uma batalha na primeira rodada com o Mavericks, LeBron poderia pressionar para finalmente trazer Lue de volta para o Lakers.

    “Há muitos fatores envolvidos, Ty está sob contrato (até2024-25), mas se o Clippers decidir que precisa de algumas mudanças, ele pode ser uma das mudanças,” disse um executivo da liga ao SBNation. “LeBron pode ser um agente livre. Se Ty estiver disponível, está bastante claro que é quem LeBron quer.”

    LeBron James elogiou Ty Lue nesta temporada

    LeBron elogiou Lue anteriormente nesta temporada. Quando o Lakers enfrentou o Clippers e foi sugerido que a equipe havia se tornado o "Clippers do James Harden" após a equipe negociar pelo ex-jogador do Sixers. "Não, esse é o Clippers do T-Lue," disse LeBron na época. “Conheço muito bem o T-Lue. Não vai demorar para que as coisas se acertem.”

    Foi um comentário significativo porque o Lakers estava mal na época e a segurança no emprego de Ham já estava sendo questionada.

    O Lakers teve a oportunidade de contratar Lue em 2019, mas as negociações falharam, oferecendo a Lue um contrato de três anos no valor de US$ 18 milhões. Ele tinha um contrato de cinco anos, no valor de US$ 35 milhões em Cleveland, e rejeitou a abordagem de Los Angeles.

    Ele depois disse à ESPN: “Eu simplesmente não achei que fui tratado de forma justa. E eu não ia aceitar qualquer oferta apenas para conseguir um emprego. Eu simplesmente achava que era melhor que isso.”

    Lue tem estabilidade no Clippers

    Lue permanece bem com o Clippers e em nenhum momento no último ano seu emprego esteve em perigo. Mas a equipe vai inaugurar uma nova arena na próxima temporada, o Intuit Dome, e se esta pós-temporada acabar antes do tempo, é possível que o dono da equipe, Steve Ballmer, procure uma mudança para a próxima era do Clippers.

    Lakers vai ter uma offseason movimentada

    Aí é que as coisas ficam interessantes para o Lakers. Sua temporada terminou, desta vez na primeira rodada dos playoffs. Para uma equipe com o talento do Lakers, que se esperava uma corrida pelo título, isso é uma grande decepção.

    Há algumas decisões importantes a serem tomadas, começando pelo cargo de Ham, que parece improvável que se mantenha.

    A outra decisão será a iminente agência livre de LeBron. Ele deve optar por um novo contrato, mas até que isso se torne oficial, ele pode exercer algum poder sobre os tomadores de decisão do Lakers.

    Se ele fará isso, e se as circunstâncias para trazer Lue forem possíveis, ainda não sabemos.

    “Se fosse tudo decisão de LeBron, ele teria Ty Lue como seu técnico,” disse um executivo da Conferência Leste. “Esse é o cara dele. De todos os técnicos que LeBron já teve, o único que ele destaca é o Ty. Agora ele está em uma posição onde tem a agência livre do seu lado e pode talvez forçar a equipe a fazer algo para trazer o cara dele se ele for demitido.

    “Eu acho que LeBron tem a reputação de puxar os cordões e ditar movimentos, e isso é muito exagerado. Qualquer um que já trabalhou com ele dirá, ele é fácil de trabalhar. Ele tem opiniões e ele vai deixar você saber e, realmente, você seria louco não pedir a opinião dele. Mas ele não é um mestre das marionetes como algumas pessoas pensam.

    “Mas se Ty Lue estiver disponível, eu ficaria realmente chocado se ele não pressionasse o Lakers para contratá-lo.”

    Fala aí!