Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    08 de Maio de 2024 postado por Renato Campos

    decisao_de_trae_young_pode_ter_acabado_com_plano_de_troca_do_lakers

    Pelo que parece, o Lakers tem planos para buscar uma troca por um jogador de alto nível para complementar LeBron James - assumindo que ele retorne ao time nesta offseason - e Anthony Davis.

    Um dos nomes mais mencionados em rumores, é do armador Trae Young. No entanto, a última decisão do jogador pode ser um obstáculo para qualquer tentativa de troca potencial. Young anunciou que mudou sua representação da Klutch Sports para a Creative Arts Agency (CAA).

    Ainda não está claro como isso afetará os planos de troca do Hawks. Young tem uma casa em LA., mas insistiu que quer ficar em Atlanta. Ele também deixou claro que quer vencer, colocando a responsabilidade na diretoria para resolver essa situação.

    Muitos esperam que a diretoria em Atlanta explore a possibilidade de trocar ele ou seu companheiro de equipe Dejounte Murray nesta offseason.

    O Lakers e o Hawks tiveram conversas avançadas sobre uma troca envolvendo Murray antes do prazo final de negociações este ano, e isso poderia abrir caminho para reacender essas conversas novamente.

    Murray também é um cliente da Klutch, assim como a ascensão da estrela do Hawks, Jalen Johnson, com quem LeBron treinou na última offseason. Johnson, no entanto, disse durante a coletiva de imprensa de encerramento da temporada que provavelmente trocará seu tênis da Nike assinado por LeBron depois de uma série de lesões no tornozelo nesta temporada.

    Origem da Rivalidade entre CAA e Klutch Sports

    CAA é sem dúvida alguma uma rival do Klutch Sports Group liderado pelo super-agente Rich Paul, que representa tanto LeBron quanto Davis, assim como Jarred Vanderbilt. Há quem diga que existe uma rivalidade grande entre as duas agências no mercado da NBA.

    Paul e o ex-sócio da CAA, Leon Rose - agora presidente do New York Knicks - se encontraram e resolveram suas diferenças, segundo Stefan Bondy do New York Post em 2 de fevereiro.

    Isso poderia ser um ponto importante em meio à incerteza em torno do futuro de LeBron.

    A origem da rivalidade particular entre as agências decorreu de Paul sair da CAA e levar LeBron consigo em 2012. LeBron tinha sido cliente de Rose desde 2005. Mas a estrela do Lakers e Paul eram amigos e sócios antes do jogador entrar na liga em 2003.

    A equipe de Paul sentiu que a CAA era favorecida dentro da organização do Knicks, um ponto que foi destacado pela contratação de Rose em 2020.

    O Knicks contratou o ex-jogador do Dallas Mavericks, Jalen Brunson, um cliente da CAA, na agência livre em 2023. O técnico do Knicks, Tom Thibodeau, o pai de Brunson - Rick Brunson, que é assistente na equipe, bem como vários outros treinadores e jogadores atuais são clientes da CAA.

    Essa lista inclui os ex-jogadores do Lakers, Josh Hart e Julius Randle.

    CAA é a agência de Mitchell, com o cinco vezes All-Star vinculado fortemente ao Knicks mesmo após sua troca para o Cavs, mas antes da ascensão de Brunson.

    A Relação dos Lakers com a CAA assume grande importância em meio a especulações de troca

    O atual armador titular do Lakers, D'Angelo Russell, é cliente da CAA. Russell não fez segredo sobre seus planos de usar sua vantagem nesta offseason. Ele tem uma opção de jogador de US$ 18,7 milhões para o segundo ano de seu contrato de dois anos, no valor de US$ 36 milhões.

    Russell não foi tão bem mais uma vez nos playoffs para o Lakers. Mas seu valor para o time foi além da produção em quadra.

    Russell abriu mão dos direitos de veto de troca a que tinha direito sob seu contrato atual.

    "Quando assinei meu contrato no ano passado, sabia em que posição me colocaria, então estar nessa posição agora com um pouco de vantagem, vai me deixar aproveitar um pouco disso." D'Angelo Russell sobre seu futuro.

    O Lakers não fez movimentos no prazo de trocas, sabendo que podem ter que lidar com o salário de Russell novamente.

    No entanto, são necessárias pelo menos duas equipes para completar uma troca. A outra parte ou partes poderiam exigir a combinação de salários para concluir algo.

    O Lakers tem hoje poucos jogadores que tem grande valor na liga.

    Sem Russell para incluir em uma troca potencial, Rob Pelinka e companhia poderiam estar mais limitados em suas opções do que parece à primeira vista. É apenas mais um obstáculo potencial enquanto o time também busca seu próximo técnico.

    Fala aí!