Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Carlos de Aquino

    04 de Maio de 2024 postado por Carlos de Aquino

    os_proximos_passos_do_lakers_apos_demissao_de_darvin_ham

    Como já noticiado nesta sexta-feira, Darvin Ham foi demitido da sua função de técnico do Lakers. Ham é o primeiro técnico angelino a ser demitido após levar o time aos playoffs, desde Phil Jackson em 2011.

    Esta é a terceira fez que o maior de L.A procura um tecnico no mercado nos 5 anos de LerBon James.

    Antes de analisarmos os próximos passos do Lakers pelas mãos de Rob Pelinka, é importante lembramos o cenário em que estamos, começando pela chegada daquele que hoje se retira.

    Ham chegou ao Lakers com boa recepção dos jogadores

    Durante a sua temporada de estreia como técnico na NBA, Darvin Ham teve uma boa recepção dos jogadores, que o respeitavam muito enquanto pessoa e profissional por tudo que havia feito em quadra enquanto atleta. Ham também foi assistente técnico do Bucks e e do Atlanta Hawks.

    Porém, o time ainda sofria com o encaixe de Westbrook, trocas aconteceram, o time titular foi alterado e aos trancos e barrancos chegou ate a final de conferência, sendo varrido pelo Denver Nuggets, que se sagrou campeão.

    Já na sua segunda temporada, com o time tendo uma pré-temporada completa, um elenco mais profundo e mais importante, suas estrela saudáveis, era esperado uma briga por titulo. No pior dos casos, além da Copa da NBA, uma final de conferencia.

    Só que o time implodiu. As lesões tiraram a profundidade do elenco, D-Lo teve um inicio de temporada sofrível e se recuperou só após a pausa para o All Star e as rotações não se encaixavam. Todavia, o problema maior chega quando Ham deixou no banco seus principais armadores, Austin Reavers e Russell para fazer uma formação com apenas alas (LeBron, Reddish, Vanderbilt, Prince e AD). Os armadores eram considerados as demais estrelas do elenco pelos próprios companheiros, segundo Shams Charania, Jovan Buha e Sam Amick do The Athletic, o que gerou uma tensão no vestiário.

    Ham perde o controle do time

    E quando se fala de Los Angeles Lakers sempre tem aquele drama "Holywoodiano", que dessa vez veio pela infame frase de Anthony Davis que após a derrota para Denver no jogo 2, disparou: "tem momentos em que não sabemos o que fazer nos dois lados da quadra".

    Frase essa que fez os torcedores e boa parte da mídia questionar se ainda existia clima dentro do time. Quando uma estrela dispara contra as decisões do técnico em público, acaba por colocar em check todo o trabalho feito pela comissão técnica.

    Ham, por sua vez saiu em defesa de seus companheiros:

    "Não acho que se trata de não ser organizado. Temos orgulho de sermos altamente eficientes e organizados. Eu atribuo isso à frustração. É um jogo emotivo, pela forma como terminou e tudo mais. Mas eu concordaria em discordar."

    O resultado, como relatado pelo nosso colunista Antonio Collar, foi tão melancólico quando previsível. Lakers eliminado...

    Uma luz no fim do túnel

    Mas ainda há uma luz no fim do túnel. Pois seja quem for assumir o comando técnico do time angelino, é esperado que vá contar com reforços. Afinal o nosso GM Rob Pelinka terá mais ativos para uma grande troca, do que teve na última temporada. Como três escolhas futuras de primeira rodada no draft, os contratos de Gabe Vicent, Austin Reavers, Rui Hachimura e D'Angelo Russell, caso aceite a sua opção de jogador.

    Segundo Shams Charania, uma extensa procura por um novo técnico começará logo, e terá como principais candidatos Mike Budenholzer (campeão com os Bucks), Kenny Atkinson e JJ Reddick, e caso fique disponível, Ty Lue.

    Outros nomes podem aparecer no decorrer da semana...

    Fala aí!