Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    29 de Novembro de 2014 por Renato Campos

    Era uma daquelas chances que o time não poderia sair sem uma vitória. Mas mesmo assim, o Lakers foi derrotado por 120-119 depois de liderar por praticamente toda a partida. E se o time do Wolves é um time desarrumado e com problemas de contusões, assim como o Lakers, pelo menos mostraram que tem folego e jovens talentos. Ontem, quem esperava ver uma grande partida do calouro Andrew Wiggings que terminou a partida com apenas três pontos, viu na verdade outro calouro, Zach LaVine, 28 pontos, recorde de sua recente carreira na NBA.

    Tudo ia bem até...

    Até que tudo ia dentro do controle, o Lakers entrou para o último período com três pontos de vantagem. Mas algumas jogadas perdidas no ataque, dois lances livres perdidos por Kobe, uma falta de colegial do Nick Young na defesa e a última bola batendo no aro selou a campanha do time em 3 vitórias e 13 derrotas até aqui na temporada.

    No fundo do poço

    O jogo de ontem, ajudou a apenas afirmar porque o Lakers ocupa a última posição da conferência oeste. Perder de um time que não conta mais com seu principal jogador na última temporada, sem o excelente armador Ricky Rubio, sem o arremessador Kevin Martin, o bom pivô Nikola Perkovic e ainda nosso velho conhecido Ronny Turiaf, é realmente digno de um time que ocupe a última posição na tabela. E se ainda pensarmos que em determinado momento o Lakers liderava a partida por 11 pontos, é pior ainda. 

    Apesar da derrota...

    E apesar do último arremesso perdido, Kobe foi o destaque do time. O Mamba marcou 26 pontos com aproveitamento de de 10 pra 18 arremessos nos 34 minutos que esteve em quadra. O jogador ainda distribuiu cinco assistências, pegou cinco rebotes e roubou cinco bolas. Jeremy Lin fechou o jogo com um duplo-duplo com 18 pontos e 11 assistências e sem dúvida sua ponte aérea para Wesley Johnson foi a melhor jogada da partida. Sem dúvida alguma, Lin e Kobe já encontraram a forma ideal de jogarem juntos, basta saber quando o restante do time vai acompanhar a evolução.

    Atuações:

    BOOZER: 15 pontos e 5 rebotes (6-9 FG);
    HILL: 8 pontos, 3 rebotes e 2 assitências (3-7 FG);
    JOHNSON: 19 pontos, 4 rebotes e 2 assistências (7-10 FG);
    BRYANT: 26 pontos, 5 rebotes, 5 assistências e 5 roubadas (10-18 FG);
    LIN: 18 pontos, 2 rebotes, 11 assistências e 4 roubadas (8-15 FG);

    DAVIS: 6 pontos e 10 rebotes (3-3 FG);
    YOUNG: 16 pontos (6-12 FG);
    PRICE: 0 pontos, 3 rebotes e 3 assistência; (0-3 FG);
    SACRE: 6 pontos (3-5 FG);
    ELLINGTON: 5 pontos, 2 rebotes e 2 assistência; (2-7 FG);

    Lances do jogo:

    Fala aí!