Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Rennan Vieira

    15 de Outubro de 2018 por Rennan Vieira

    Pela primeira vez na sua carreira, LeBron James vai começar uma temporada sendo o jogador mais velho de um elenco. E depois de alguns jogos de pré-temporada, LeBron disse que o estilo de jogo rápido do Lakers é o mais indicado para os jogadores do elenco e garante que está pronto para correr com os garotos:

     “Você vê aquelas pernas jovens em quadra. Nós seriamos estúpidos se não utilizássemos isso como uma vantagem. Isso é apenas um time sendo bem treinado. E jogar rápido não significa que tem que arremessar assim que pegar a bola. Nós queremos acelerar o jogo para criar ótimas oportunidades e estar sob controle. E isso vai vim com o tempo, é pra isso que serve a pré-temporada” – LeBron James.

    LeBron está admirado com a capacidade de Kyle Kuzma e Brandon Ingram de correr na quadra, e complementou projetando que o último vai ser um jogador especial na NBA.

    O que resta é saber como vai se adaptar a esse estilo de jogo que não foi tão comum durante sua carreira.

    ANOS ANTERIORES

    Durante os 4 anos em que LeBron esteve no Miami Heat, mesmo conhecido por um time de transição, nunca ficou entre os quinze melhores em pace entre os dez melhores em pontos de contra-ataque (11º em 2011-2012). O Cleveland Cavaliers também não era um time conhecido pelo contra-ataque, apesar de jogar um basquete rápido finalizando em 16º e 12º em pace nas últimas duas temporadas. 

    Só relembrando que o pace é o número estimado de posses de um time em 48 minutos, ou seja, quanto maior o seu pace, maior é a rapidez que o time finaliza as jogadas no ataque e consequentemente a velocidade em que o time está jogando em quadra. O Lakers na última temporada foi o segundo em pace e o segundo em pontos de contra-ataque por jogo.

    Particularmente nos anos recentes, LeBron tem sido um jogador mais metódico, criando mais em meia-quadra do que sendo uma arma em contra-ataque. O seu atleticismo com certeza permite que seja dominante em transição quando surgem as oportunidades, porém ele não joga nessa velocidade constantemente. LeBron foi um dos jogadores mais lentos do último ano – sua média de velocidade em quadra foi de 6,24 km/h, 10ª pior marca entre os jogadores que atuaram pelo menos 1000 minutos de acordo com as estatísticas oficiais da NBA.

    E com o Lakers rodeando o LeBron de criadores como Rajon Rondo, Lonzo Ball e até mesmo Brandon Ingram em menor escala, surge a dúvida de como um jogador que gosta de ter a bola nas mãos vai se comportar.

    Na última temporada, LeBron foi o 10º entre todos os jogadores da NBA em média de tempo por “toque” com 6,7 segundos. Os jogadores do topo da lista são todos armadores, o que faz sentido – armadores carregam a bola na quadra e armam o ataque, com isso tem mais toques na bola. LeBron essencialmente funcionou como um armador no ano passado pelo Cavaliers. Mas isso não é novo para ele, em 2016-2017 teve médias de 6,4 segundos por toque e estava dividindo a bola com Kyrie Irving. Teve médias de 5,3 segundos em 2015-2016 e 6,5 segundos em 2014-2015.

    E nessa mesma temporada, LeBron não foi um jogador que tomou decisões rápidas em quadra. De acordo com as estatísticas oficiais da NBA, 32% dos arremessos do LeBron vieram depois de 7 ou mais dribles, 26% ocorreram depois de três a seis dribles e 23% foram sem nenhum drible.

    43,4% dos arremessos dele vieram depois de tocar na bola por seis segundos, 34% depois de tocar na bola por dois a seis segundos e 22% ocorreram depois de tocar na bola por menos que dois segundos. A sua eficiência cresce quando segura menos a bola nas mãos, teve um aproveitamento espetacular de 75,5% em eFG (leva em conta os arremessos de dois pontos e três pontos) quando toca na bola por menos de 2 segundos.

    EXPECTATIVA

    http://www.theplayoffs.com.br/wp-content/uploads/2018/09/lebron-lonzo-kuzma-ingram.jpg

    Em 2017-2018, Lakers foi o segundo da NBA em pace e os resultados por enquanto tem sido diversificados. Foi o sétimo em assistências por jogo, segundo em pontos de contra-ataque por jogo e terceiro em pontos no garrafão por jogo. Em contrapartida, foi o segundo em erros por jogo.

    LeBron tem sua eficiência em quadra aumentada quando joga com criadores ao seu lado, além disso, vai acrescentar experiência e liderança pra um time jovem que necessita diminuir seus erros pra vencer mais jogos. A curiosidade fica por conta de como o jogador de 33 anos que liderou a NBA em minutos na última temporada regular e pós-temporada vai se comportar no ritmo acelerado imposto pelo Lakers.

    Isso tudo vai ser visto a partir da quinta-feira 18 de outubro, às 23:30 de Brasília, quando LeBron comandando o Lakers visita o Portland Trail Blazers em busca da sua primeira vitória na temporada.


    Fala aí!