Espalhe!
  • Bate Papo 0
    O que acontece com o Lakers? Os jogos estão cada vez mais difíceis. Os erros mais aparentes. Tudo bem, podemos ressaltar a ausência de quatro jogadores mais do que conhecidos pela torcida, porém, este time venceu Dallas e Utah nas mesmas condições. Sendo assim, como explicar o que aconteceu nos últimos jogos, com tantos erros em horas cruciais. A resposta? Bem...

    Era para ser uma vitória. Algo que manteria o Lakers encostado no Hornets na briga pelas primeiras posições no Oeste. Se o time foi capaz de vencer o Warriors na prorrogação na casa do adversário, quem seria o Bobcats no caminho do L.A.? Nada funcionou como deveria. O Charlotte chegou a abrir uma diferença de 19 pontos no 3º período, e, mesmo quando ela foi diminuída, a sensação que tínhamos era de que o Lakers não conseguiria virar a partida. Até Kobe Bryant perdeu a cabeça e foi ejetado da partida por chutar a bola após uma marcação de falta contra ele. Kobe saiu do ginásio sem conversar com os repórteres. Sendo assim, quem poderia explicar a derrota? Phil Jackson? "Bom, parece que estou aqui para explicar algo, mas não irei", disse ele. "Não posso explicar isso, então, não me façam perguntas", disse o Mestre Zen, que depois fez uma breve análise. "Parecia que estávamos fora de nossas características, tremendamente, e de várias formas, com jogadas irracionais, incosistência num alto nível", analisou Phil, que depois finalizou: "Péssimos julgamentos, péssimas decisões". Essas são palavras de um técnico que, nunca perde a compostura, que muito, mas muito raramente se levanta de sua cadeira, e que ontem, chegou a acompanhar dois ataques seguidos em pé. Algo está errado.

    E sobre Kobe Bryant? Ele levou sua 14ª e 15ª falta técnica na temporada, num espaço de 29 segundos no final da partida. Ele terá que cumprir suspensão automática se levar mais uma. "Eu disse para não me fazer perguntas", disse Jackson, que depois encerrou a coletiva com a seguinte frase: "Vejo vocês amanhã". Terminar o jogo de ontem sem Kobe não foi uma grande perda para o Lakers, afinal, mesmo com ele em quadra o time não conseguia imprimir qualquer tipo de ritmo na tentativa de virar a partida. Mas, se Bryant levar mais uma técnica e ficar de fora por um jogo inteiro, as coisas podem ficar extremamente difíceis para o L.A. "Eu acho que ele é esperto o bastante para saber a posição em que está", disse Derek Fisher, que também não atuou bem. "Ele estará presente nos ajudando sempre que for preciso", revelou Fisher. Aliás, ele tentou explicar a má sequência de jogos do Lakers em razão do calendário. "Eu acho que nossa comissão técnica esperava uma possível queda de produção. Mas, você tem que se doar e lutar mesmo assim, pode não ser um jogo bonito, mas temos que achar um jeito de lutar sempre", disse ele.

    Lamar Odom se esforçou bastante, mas, o jogo não estava para o Lakers e ele não conseguiu pegar ao menos 10 rebotes nesta oportunidade. Ele correu bastante, praticou boa defesa, mas, com o time todo praticamente desligado, Lamar sucumbiu junto com a equipe. Ele preferiu explicar a derrota de forma simples e objetiva. "Sem energia, pouca energia, sem desculpas", disse Odom. "É sobre isso que é a NBA, jogar muitos jogos certo? Então, sem desculpas", analisou o ala do Lakers sobre uma possível explicação de que o time estaria cansado. Enquanto os jogadores machucados não retornarem, o Lakers precisa arrumar uma forma de jogar inteligentemente, assim como fez contra Dallas e Utah. Ficou a impressão que o time, após a vitória contra o Warriors, teria um adversário fácil pela frente e não se esforçou muito. Pode ser só impressão, mas cabe aos jogadores mudar este tipo de perspectiva que hoje alguns torcedores tem em mente. GO LAKERS GO!!

    Fala aí!