Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Após um primeiro tempo de sustos, com liderança do Nuggets e um péssimo aproveitamento nos arremessos de Kobe Bryant, o Lakers fez tudo certo no segundo tempo e garantiu a vitória contra o Denver atacando de dentro do garrafão. Pau Gasol teve uma estréia de gala e Lamar Odom mais uma vez jogou muito bem, garantindo a vantagem na série melhor de sete jogos da Conferência Oeste.

    O L.A. castigou o Denver com as jogadas dentro do garrafão, uma fraqueza da equipe do Nuggets mesmo contando com Marcus Camby e Kenyon Martin, que no passado já foi considerado um ótimo jogador defensivo. As trocas de passes perto da cesta por parte do Lakers abriram caminho para as bandejas e enterradas, facilitando a manutenção da liderança no período final. Pau Gasol foi o destaque, aproveitando-se das falhas defensivas do Nuggets com 36 pontos, 16 rebotes, 8 assistências e 3 tocos. "Eles tiveram que me deixar livre algumas vezes e meus companheiros me acharam. Eu apenas tinha que finalizar", disse Gasol.

    O técnico Phil Jackson também citou o jogo dentro do garrafão como fator principal para a vitória. "Eu acho que foi nosso jogo no interior que nos ajudou a manter o ritmo do jogo e facilitou as coisas para nós", disse Phil. "Pau teve muitas oportunidades. Tivemos que jogar sem Kobe. Ele não estava sendo um fator para estabelecermos uma liderança e consequentemente para tirar vantagem do que eles nos proporcionavam", revelou Phil. Mas não pense que o Mestre Zen ficou satisfeito com a atuação da equipe. "Eu disse à eles que estava contente pela vitória, mas desapontado com a forma que eles jogaram", revelou ele. "Nosso trabalho permanece o mesmo, vencer em casa e estabelecer algum tipo de momento na série", analisou o Mestre Zen.

    O Denver permaneceu próximo na marcador até o 3º quarto, quando o Lakers assumiu o controle da partida. "Nós pegamos Kenyon Martin e o colocamos no perímetro e ele fez um bom trabalho em Kobe", disse o técnico George Karl. "Mas no interior, os passes e as jogadas nos mataram. Odom e Gasol trabalharam muito bem juntos e conseguiram muitas bandejas e enterradas", analisou o técnico do Denver. Mas será que Karl irá apelar para a mesma tática no jogo 2? "Kenyon direcionou ele para onde queria e o fez perder muitos arremessos", disse George. "Se não fizermos faltas nele, pois a maioria são cometidas no final do jogo, teremos uma boa partida se olharmos pelo plano estatístico", revelou ele.

    Mas será que esta tática é nova? Não para Kobe. "Foi algo que conversamos sobre", disse Kobe. "Quando enfrentamos o New Jersey nas Finais de 2002, ele era o responsável por me marcar", revelou Bryant. Naquela oportunidade, não funcionou, pois o Lakers despachou o Nets nas Finais por 4 à 0 e foram campeões pela segunda vez seguida. GO LAKERS GO!!!

    Fala aí!