Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    lakers_abre_final_com_perfeicao Cercado de muita ansiedade por parte de todos os torcedores e, provavelmente, também dos jogadores, Los Angeles Lakers e Orlando Magic iniciaram hoje a disputa da grande decisão da NBA. Jogando em casa, o Lakers sabia muito bem da importância de iniciar a corrida ao título com uma vitória. Por outro lado, depois de eliminar Celtics e Cavaliers, o Magic entrava em quadra embalado para tentar roubar esta vitória do Lakers e roubar para si o mando de quadra da série.

    E como muito se esperava, os dois times iniciaram a partida meio que se estudando, tentando descobrir a melhor maneira de encarar o adversário. O Magic contava muito com a participação de Dwight Howard, mas o Lakers recebeu uma grata surpresa ao ver o jovem Andrew Bynum tendo um começo de jogo excelente, tanto no ataque quanto na defesa. Autor de oito pontos no começo, Bynum fazia um ótimo trabalho defensivo em Howard, mantendo o pivô do rival longe da cesta e apagado no jogo. E embora Bynum tenha cometido duas faltas no primeiro quarto, ele também conseguiu preocupar Howard em não cometer mais faltas.

    O jogo seguia com os dois times praticando boas defesas. Além de ver Bynum marcando muito bem Dwight, o Lakers também não se deixava envolver pela rápida troca de passes do Magic no perímetro, de forma que o rival não conseguisse converter muitas bolas de três pontos. O ala Hedo Turkoglu foi o destaque do time da Flórida no começo, tendo anotado 9 pontos no primeiro quarto. Seguindo equilibrado, o primeiro quarto do jogo acabou com o time visitante vencendo por dois pontos de vantagem.

    Contudo, rapidamente as coisas começaram a mudar. Mantendo a marcação agressiva, mas mostrando mais eficiência no ataque, o Lakers rapidamente tomou a liderança a seu favor. Liderados por Kobe Bryant, a equipe da casa passou então a sufocar o adversário, que passou a não achar mais respostas. Pouco a pouco, a vantagem no marcador ia crescendo. Mais do que isso, porém, o Lakers passava a tomar conta totalmente da partida. Seja com Bynum ou com Gasol, o time seguia fazendo um bom trabalho sobre Howard, mantendo também a consistência defensiva no perímetro. Assim, no final do primeiro tempo a vantagem já era de dez pontos a favor do Lakers.

    Mas foi no terceiro quarto mesmo que o Lakers praticamente atingiu a perfeição de seu jogo. Na defesa, já começa a ficar repetitivo falar do excelente trabalho sobre Dwight Howard e no ataque, havia chegado o momento de Kobe Bryant. Com sangue nos olhos, o astro do Lakers mostrou-se imparável. Nem com faltas o Magic conseguia conter os arremessos certeiros do jogador, que terminaria o período com nada menos que 36 pontos, 8 assistências e 7 rebotes. Um pouco ofuscado pelo brilho de Bryant, Gasol e Odom eram também muito importantes para o Lakers, que praticamente definia a primeira vitória na série ao vencer o terceiro quarto por 29 a 15, abrindo 24 pontos de diferença para o último período.

    Com a partida já decidida, Phil Jackson passou então a utilizar uma rotação de jogadores maior. Mesmo assim, seu time se mantinha a frente com uma excelente margem de pontos. Com Bryant no banco, Odom e Gasol apareciam um pouco mais, fazendo um ótimo trabalho para o time. O jogo então se esfriou um pouco, com os dois times desperdiçando alguns ataques. Mesmo com a vitória garantida, Kobe ainda voltou para o jogo para chegar a marca dos 40 pontos na partida, seu record pessoal em uma final de NBA. No final, com uma bola de três anotada por Powell, vitória do Lakers por 100 a 75.

    Poucos esperavam uma vitória por uma margem de pontos tão grande. Mas a verdade é que o Lakers jogou de forma muito intensa desde os primeiros minutos. Mais do que isso, a partida foi muito importante pois Bynum conseguiu dar o recado de que vai sim aparecer mais nesta série. Bom para o Lakers, que abre um a zero na grande decisão, ficando a três vitórias do título. O próximo jogo acontece neste domingo. GO LAKERS!



    Veja Também: Assista aos melhores momentos do Lakers nos Playoffs

    Fala aí!