Espalhe!
  • Bate Papo 0
    Ricardo Romanelli

    11 de Fevereiro de 2020 por Ricardo Romanelli

    2020 é ano Olímpico, e com isso vários países ao redor do mundo estão mobilizados para montar as delegações que vão disputar os jogos. Depois de uma performance vexatória no Mundial de Basquete em 2019, os EUA estão dispostos a dar a volta por cima nos jogos de Tóquio, e para isso divulgaram ontem uma lista com 44 nomes que vão disputar uma das 12 vagas no time que vai para o Japão. Cinco jogadores do Lakers estão nesta relação: LeBron James, Anthony Davis, Dwight Howard, JaVale McGee e Kyle Kuzma. 

    James é um veterano da seleção dos EUA, tendo disputado três olímpiadas e um mundial, vencendo duas medalhas de ouro, em 2008 e 2012. Já em estágio avançado da carreira, ele diz que vai esperar para tomar a decisão final sobre a participação nos jogos:

    "Preciso avaliar como meu corpo está se sentindo. Espero jogar muito nos playoffs. Depois preciso ver como vai estar minha cabeça e o que minha família acha. Existem muitos fatores, mas meu nome está em jogo." - LeBron James.

    Já a dupla de pivôs do Lakers mostrou mais entusiasmo. Dwight Howard, que jogou o Mundial de 2006 e a Olímpiada de 2008, disse estar muito feliz com o convite e contou como vencer o Ouro em Pequim 2008 foi um momento importante para ele:

    "Quando meu agente me ligou e perguntou se eu gostaria de estar na seleção olímpica de novo, eu pensei que era um sonho. Jamais eu diria não. Eu andei por aí com minha medalha de ouro por quatro ou cinco anos quando vencemos a primeira vez. Todo lugar que eu ia, mesmo quando viajava com o time durante a temporada, eu levava minha medalha. Eu não podia acreditar que tinha ganhado uma medalha de ouro." - Dwight Howard.

    Já McGee, que vive a melhor fase de sua longa carreira, tem um componente familiar em jogo. Sua mãe, Pam McGee, foi campeã da WNBA e também tem uma medalha de ouro olímpica. Uma conquista com a seleção deixaria o filho em igualdade na saudável competição dentro de casa:

    "Ela ganhou um título da WNBA e eu venci na NBA. Então eu vou poder alcançá-la caso vença uma medalha de ouro, porque ela também tem uma." - JaVale McGee.

    Davis e Kuzma, os outros dois nominados, não comentaram a inclusão na pré-lista da seleção dos EUA. Davis fez parte da seleção que ganhou o ouro em Londres 2012 antes mesmo de fazer sua estréia na NBA, e também foi campeão do Mundial de 2014 na Sérvia. Já Kuzma fez parte do processo final de seleção para a equipe do Mundial de 2019, mas foi cortado em cima da hora por conta de uma lesão. O atleta queria muito participar dos jogos e mais uma vez deve vir motivado para o processo seletivo. 

    Os cortes devem ir acontecendo por lesão ou desistências até o final da temporada da NBA. A partir daí, uma série de treinos durante os meses de junho e julho deve definir os elencos de 12 atletas que vão para Tóquio, cujos jogos começam em 24 de julho. 

    Fala aí!