Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    04 de Abril de 2022 postado por Renato Campos

    nba_ronaldinho_gaucho_e_ovacionado_durante_jogo_em_toronto

    Ronaldinho Gaúcho é o rei dos rolés aleatórios pelo mundo.

    O Bruxo estava presente a partida entre o Raptors e o Heat neste domingo em Toronto, e mesmo depois de ter se aposentado há alguns anos, ainda mostra o respeito que tem pelo mundo. O jogador foi ovacionado pela torcida local.


    Ronaldinho estava ao lado do Super Fã do Raptors Nav Bhatia.

    A partida marcou também o retorno de Kyle Lowry a Toronto, pela primeira vez desde fevereiro de 2020.

    “Uma noite muito especial aqui em Toronto”, compartilhou o jogador de 42 anos no Twitter, junto com fotos com Lowry e Jimmy Butler. “Muito obrigado pela recepção e carinho de todos, é um prazer estar aqui!!! Vamos Raptors!”

    Boa, Bruxo.

    Shaquille O'Neal sugere mudanças que todo torcedor do Lakers gostaria de ver

    Após a sexta derrota seguida do Lakers (31-47) neste domingo, na partida contra o Denver Nuggets, o Lakers está muito perto de ser eliminado ainda na temporada regular.

    Com a vitória do Spurs (33-45) sobre o Blazers, a distância entre os dois times aumentou e o Lakers vai precisar de um milagre para retomar a vaga.

    Agora que as chances do time são muito menores, muitos vão começar a opinar o que o Lakers deveria fazer na offseason que se aproxima de forma precoce.

    Durante entrevista neste domingo ao canal CBS Sports, Shaquille O'Neal fez uma sugestão que a maioria dos torcedores gostariam que acontecesse:

    "Mantenha LeBron e AD, e negocie todo o resto."


    Shaq completou dizendo que o Lakers precisa cercar LeBron de jogadores jovens e dispostos a conquistar algo na liga. Embora o time tenha montado um elenco com talento veterano, a experiência mostrou que o atual ritmo da liga não funciona mais pra esses jogadores.

    Embora Westbrook tenha colaborado de forma efetiva nesta reta final da temporada, o Lakers precisa encontrar uma forma de negociar o jogador. Só assim o time vai ter uma moeda de troca ainda interessante para trazer sangue novo para Los Angeles.

    A grande quantidade de lesões que afetaram principalmente LeBron James, Anthony Davis e Kendrick Nunn nesta temporada, forçou o técnico Frank Vogel a trabalhar com uma tonelada de escalações diferentes ao longo do ano. Ontem, com um quinteto de Howard, Davis, Bradley, Monk e Westbrook, o Lakers teve seu 39º time titular diferente esta temporada.

    Se LeBron continuar jogando da forma que fez nesta temporada e Davis se mantiver saudável, o Lakers ainda tem uma dupla dominante que com jogadores de qualidade ao lado, pode voltar ao topo da NBA no próximo ano.

    O que LeBron, Kobe e Jordan tem em comum

    Antes de ser técnico do Clippers, Tyrone Lue passou suas três primeiras temporadas como jogador do Lakers, sendo companheiro de Kobe Bryant e Shaquille O'Neal.

    Em 2001, ele se juntou ao Washington Wizards e passou dois anos como companheiro de Michael Jordan.

    Anos depois, ele foi assistente técnico e depois treinador do Cleveland Cavaliers, o que significava trabalhar com LeBron James.

    Bryant, Jordan e James são provavelmente os três maiores jogadores da NBA dos últimos 30 anos e, de acordo com Lue, há uma qualidade semelhante entre eles.

    “Vi Kobe primeiro, depois saí de lá e fui para Washington e joguei com Jordan quando ele tinha 40 anos. Apenas vendo esses dois, e a maneira como eles lidavam com o jogo e como eles lutavam, e então, trabalhei com LeBron, esses três caras são todos iguais. Querem vencer, fazem o que for preciso para vencer, mas sua ética de trabalho – você chega na academia e eles já estavam lá duas horas mais cedo"

    Bryant era conhecido por sua lendária ética de trabalho e como ele trabalhava maniacamente para se tornar o melhor de si.

    James também se tornou conhecido por trabalhar incansavelmente, especialmente quando se trata de sua saúde e condicionamento.

    Alguns anos atrás, um report afirmou que ele gasta US $ 1,5 milhão por ano para manter seu corpo em ordem.

    Não é de admirar, então, que LeBron esteja tendo uma de suas melhores temporadas estatísticas este ano, apesar de ter 37 anos de idade e ter uma quantidade insana de quilometragem na liga.

    Fala aí!

    Lakers Brasil: Desde 2006, tudo sobre o Los Angeles Lakers

    • Facebook
    • Instagram
    • Twitter