Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    22 de Maio de 2024 postado por Renato Campos

    uma_analise_completa_de_todos_os_candidatos_a_tecnico_do_lakers

    Você está cansado de saber que esta é uma offseason muito importante para o Lakers, e o que a diretoria fizer pode ter um grande impacto nos resultados nos próximos anos. A primeira tarefa é contratar um técnico que tire o máximo proveito do elenco.

    É importante que o próximo técnico tenha a confiança e o respeito de LeBron James, mas que também seja capaz de responsabilizá-lo, assim como qualquer outro jogador. Pelo que já soubemos, Anthony Davis será também um fator importante nessa contratação.

    Existem vários nomes que são supostamente candidatos, e embora nenhum deles pareça absolutamente espetacular, pelo menos à primeira vista, alguns são mais atraentes do que outros. Vamos dar uma olhada nos nomes que mais tem sido veiculados com o time nas últimas semanas.

    Chris Quinn

    Quinn essencialmente vem da escola de técnicos de Pat Riley, e tem sido assistente do técnico do Miami Heat, Erik Spoelstra, desde 2014. Antes disso, ele teve uma breve carreira como armador na NBA.

    Um artigo da ESPN de 2022 afirmou que, entre os assistentes de Spoelstra, Quinn é o que mais personifica a muito elogiada cultura do Heat. Durante seu tempo por lá, ele esteve nas finais da NBA duas vezes, incluindo uma vez contra o Lakers. O Lakers não precisa apenas de um técnico que se destaque como estrategista, mas de alguém que também possa criar uma cultura vencedora, e talvez Quinn seja essa pessoa.

    O Heat também venceu com defesa, e isso é algo que Quinn pode ser capaz de ajudar, especialmente dadas as dificuldades do Lakers nessa área nesta temporada.

    Micah Nori

    Nori recentemente recebeu elogios por emergir como um forte líder no banco para o time do Minnesota Timberwolves. O time de Anthony Edwards surpreendeu o atual campeão da NBA, Denver Nuggets, vencendo os dois primeiros jogos das semifinais da Conferência Oeste no Colorado, e depois finalizaram o trabalho dominando a segunda metade do Jogo 7 rumo a final do Oeste.

    A equipe de Nori agora enfrentará o Dallas Mavericks por uma vaga nas finais da NBA.

    Com o técnico Chris Finch sofrendo uma ruptura no tendão patelar durante a primeira rodada dos playoffs, Nori assumiu um papel mais ativo no banco. Ele frequentemente pode ser visto dando instruções aos seus jogadores durante os jogos.

    O Wolves chegou às finais da Conferência Oeste com a força de sua defesa. O time ficou em primeiro lugar em classificação defensiva durante a temporada regular, e manteve seus adversários abaixo de 100 pontos em seis de seus 11 jogos de playoff até agora este ano. Talvez Nori possa ajudar o Lakers com alguns de seus problemas defensivos.

    David Adelman

    Se o Lakers quer priorizar o ataque na contratação do seu novo técnico (e sejamos realistas, o ataque também precisa de melhorias), Adelman pode ser uma excelente escolha.

    Ele é assistente do Nuggets sob o comando do técnico Mike Malone desde 2017. Quando o Nuggets ganhou o campeonato da NBA na temporada passada, foi com um ataque rápido que utilizava muitos pick-and-rolls e transições eficazes. O time ficou em quinto lugar em classificação ofensiva tanto nesta temporada quanto na anterior, e Adelman recebeu muitos créditos por isso.

    Ele é filho de Rick Adelman, um técnico de longa data da NBA que esteve no comando do Sacramento Kings no início dos anos 2000. 

    Sam Cassell

    Muitos anos atrás, Cassell foi um armador muito consistente para várias equipes. Ele começou sua carreira como um jogador chave do banco de um time do Houston Rockets que ganhou títulos consecutivos, e terminou sua carreira ganhando outro em 2008 com o Boston Celtics. Ele também ajudou a fortalecer o Timberwolves em 2004 e chegou às finais da Conferência Oeste naquele ano, onde acabou perdendo para o Lakers liderado por Shaquille O'Neal e Kobe Bryant.

    A carreira como jogador de Cassell terminou após aquele último título com o Celtics, e desde então ele tem sido assistente técnico. Atualmente, é assistente de Joe Mazzulla para p próprio time de Boston que parece estar pronto para chegar as finais da NBA.

    Cassell é representado pela Klutch Sports, que também representa LeBron e Davis. Ao mesmo tempo, é de se perguntar por que ele ainda não foi contratado como técnico principal após 15 anos como assistente em quatro equipes diferentes.

    James Borrego

    Borrego surgiu como assistente na equipe de Gregg Popovich no Spurs durante sua série de títulos. Enquanto esteve lá, ele ganhou dois anéis em 2005 e 2007 antes de seguir para o então New Orleans Hornets em 2010.

    Ele supostamente tem um relacionamento com Davis, o que deve ajudar, especialmente considerando que o Lakers pode querer priorizar o jogador durante a busca pelo técnico.

    Por outro lado, Borrego teve uma passagem sem brilho como técnico principal do Charlotte Hornets por quatro temporadas antes de ser demitido em 2022. Durante esse tempo, o Hornets terminou acima de 50% de aproveitamento apenas uma vez.

    JJ Redick

    Redick é o candidato mais falado para o cargo de técnico do Lakers, mas também é o mais polarizador.

    Seus apoiadores apontam sua mentalidade para o jogo e seu entendimento da análise técnica do basquete. Sem dúvida, ele aprimorou esses instintos durante sua carreira de 15 anos como jogador, e tem mostrado isso como membro da equipe de transmissão da NBA na ESPN e como co-apresentador de James no podcast “Mind the Game”.

    Mas Redick não tem nenhuma experiência de como treinador. Assumir o cargo de técnico do Lakers como novato, especialmente com LeBron e Davis no elenco e uma mentalidade de título ou nada, pode ser uma receita para o desastre.

    Fala aí!