Espalhe!
  • facebook
  • twitter
  • whatsapp
  • Bate Papo 0
    Renato Campos

    10 de Junho de 2024 postado por Renato Campos

    nba_o_imbativel_time_do_lakers_dos_anos_80

    Ao longo das últimas décadas, o Lakers se firmou como uma franquia vencedora, acumulando títulos e deixando sua marca na história da NBA. Esse sucesso foi fruto de uma combinação de líderes excepcionais, jogadores estrelas, role players dedicados e uma sólida filosofia.

    O Lakers é único por ter vivido várias eras de domínio da liga. Desde os primeiros anos em Minneapolis, passando pela era Showtime nos anos 1980, até a primeira década do século 21, a franquia sempre se destacou. Não é à toa que nem todos os times campeões podem ter em uma lista dos 10 melhores times campeões da história da franquia.

    E vamos abordar agora o time que dominou a década de 80 da NBA.

    Mudança de foro após derrota em 1986

    Depois de uma derrota inesperada nas Finais da Conferência Oeste de 1986 para o Houston Rockets, o Lakers iniciou a temporada 1986-87 com um novo foco. O time manteve seu estilo de jogo rápido, mas com Kareem Abdul-Jabbar se aproximando dos 40 anos, o técnico Pat Riley decidiu passar a responsabilidade ofensiva para Magic Johnson.

    O resultado? Uma temporada regular com 65 vitórias e o quarto título da NBA da década, conquistado em seis jogos contra o Boston Celtics.

    No final dos anos 1980, o desgaste físico e emocional era evidente. Riley prometeu no desfile do título que o time repetiria a conquista em 1988. Naquele ano, com 23 times na liga, parecia quase impossível vencer dois títulos consecutivos. Mas Riley estava determinado: para o Lakers ser considerado o melhor time da história, precisava vencer novamente.


    A temporada começou com uma sequência de 8-0, mas depois o Lakers teve dificuldade, perdendo seis dos nove jogos seguintes. Parecia que o elenco estava envelhecendo e o resto da liga estava alcançando seu patamar. Porém, o time retomou o ritmo e venceu 38 dos 42 jogos seguintes.

    A corrida dos playoffs

    Quando os playoffs começaram, o Lakers estava mais saudável. O time venceu o San Antonio Spurs na primeira rodada, mas teve desafios na busca pelo bicampeonato. O Utah Jazz, liderado por Karl Malone e John Stockton, assumiu uma vantagem de 2-1 na série, mas Johnson e companhia venceram o Jogo 5 por dois pontos, sobrevivendo e prevalecendo no Jogo 7.

    Nas Finais da Conferência Oeste, o Lakers enfrentou o Dallas Mavericks. Após vencer facilmente os dois primeiros jogos em casa, Dallas empatou a série. O Lakers respondeu com uma vitória esmagadora no Jogo 5, perdeu o Jogo 6 por pouco, mas venceu o Jogo 7.

    Nas Finais da NBA de 1988, o adversário foi o Detroit Pistons. O Pistons venceu o Jogo 1, mas o Lakers ganhou os dois jogos seguintes, mesmo com Johnson gripado. Após perder os dois jogos seguintes, o time ficou atrás 3-2 na série. O Lakers sobreviveu a um terceiro quarto de 25 pontos de Isiah Thomas no Jogo 6, vencendo por um ponto. No Jogo 7, o time se recuperou de uma desvantagem de cinco pontos no intervalo para abrir uma vantagem de 15 pontos. O Pistons lutou até o fim, mas o Lakers venceu por 108-105, com Worthy tendo uma atuação memorável com 36 pontos, 16 rebotes e 10 assistências, ganhando o prêmio de MVP das finais.

    Firmemente estabelecidos como o time da década de 1980, o Lakers possivelmente se tornaram o melhor time que a NBA já viu.


    Fala aí!